Encarando o Períneo

Compartilhe:

Você conhece seu Períneo?

Imagem: Pixabay

Não responda já. Vamos refletir um pouco.

Você tem costume de se olhar no espelho diariamente, não é? Ao escovar os dentes, pentear o cabelo e as vezes se maquiar. E o seu Períneo, você olha para ele? Não estou falando aquela olhadinha por cima, durante o banho, para reparar se está na hora de depilar. Mas olhar de frente, olhar no espelho, observar a coloração da sua mucosa, a sua anatomia.

Já sentiu o funcionamento do seu Períneo?

Uma das maneiras de sentir o Períneo funcionando é sentir com as mãos. Mas falaremos disso a seguir.

Eu sei que muito do receio e esquecimento que temos com nosso próprio Períneo, vulga e vagina, vem da forma como foi lidado na infância. “Não mexe aí. É sujo… vai sujar. Não pode ficar mexendo!” Desenvolvemos um hands off do Períneo.

Mas já somos crescidas e está mais que na hora de conhecer o sr. Períneo.

O que é? Onde se situa?

Vamos nos localizar, pois falei de Períneo, vulva e vagina.

Vulva, é a parte externa do nosso órgão genital. Faz parte dela os grandes e pequenos lábios, clitóris, monte pubiano (monte de Vênus).

Vagina, é a parte interna do órgão sexual feminino, se estende do introito vaginal (abertura da vagina) até o colo do útero.

Períneo, são músculos que juntamente com as fáscias e ligamentos formam uma base, o chão da nossa pelve, bacia para os íntimos. Seu nome real é Assoalho Pélvico. Esse complexo é atravessado por 3 canais importantes: Uretra, Vagina e Reto.

Imagem: Wikipedia e Flickr

O que faz o Períneo? Quais suas funções?

Preste bem atenção, e veja a importância que esse complexo conhecido como Períneo tem:

  • Sustentação dos órgãos Pélvicos (Bexiga, Útero, Ovários, Trompas, Vagina e Reto);

O Períneo segura toda essa galera no seu devido lugar.

  • Mecanismo de Continência;

Isso significa que o Períneo trabalha segurando o xixi, o cocô e o pum.

  • Participa da função sexual;

É responsável pela sensação de pressão dentro da vagina, durante a penetração, atua no clítoris, lubrificação e ereção.

  • Parto

Permite a passagem do bebê.

O que pode tirar o nosso Períneo de sua plenitude?

Ao longo da vida, nós mulheres passamos por momentos onde nosso Períneo é sobrecarregado.

Algumas dessas situações:

– Gestação

– Parto Vaginal

– Ganho de peso excessivo

– Menopausa

– Envelhecimento

E o que pode vir a acontecer quando esses músculos não funcionam direito?

Se não temos suporte dos órgãos, eles cedem. Isso mesmo que você imaginou, eles despencam, em diferentes graus. Damos a essa situação o nome de Prolapso.

Se o mecanismo de continência se encontra debilitado, pode ocorrer perda de xixi, cocô ou pum; perdemos o controle, interferindo na nossa vida social e também sexual.

Mantendo a Saúde do Períneo


Lembra que no começo do texto eu expliquei o que era o Períneo? Pois é, músculo como outro qualquer. Assim como vamos na academia devemos exercitar nosso Períneo.

Imagem: Visual Hunt

Como fazer isso?

Primeira coisa é achar seu Períneo, olhar para ele, tocar nele, reconhecê-lo.

O profissional mais adequado para te orientar é o Fisioterapeuta especializado nesta área. Após uma avaliação perineal, é traçada a melhor conduta para atender a sua necessidade.

Como achar meu Períneo?

Sabemos que os músculos existem, porém não os vemos, estão recobertos por diversas estruturas.

Sabemos pela anatomia a sua localização e a sua função pela sua contração.

Os músculos que formam nosso Períneo, ficam localizados aproximadamente uns 3 centímetros para dentro da nossa vagina. Ao introduzir meu dedo na vagina, encontro uma região mais estreita. Realizo um aperto contra o dedo, este movimento é a contração, bingo achei meu Períneo!

Outra maneira de verificar o funcionamento do Períneo, é tentar interromper a micção, o xixi. Mas isso só deve ser feito 1 vez,  afim de verificar o seu funcionamento, nunca realizar os exercícios durante durante esse processo, por favor!

Possivelmente, se eu nunca mexi e olhei para essa região, eu não terei parâmetros para saber se está tudo como deveria estar.

Se você ainda não dá atenção devida ao Períneo, agora é um excelente momento. Já tem um norte.

Cuidar do Períneo é garantia de Períneo sem disfunção, ou sem lesão no parto?

Preparar o Períneo é como um atleta que se alonga antes de uma partida. Pode ocorrer lesões? Sim, mas a chance é bem menor, ele entra preparado para as possíveis adversidades.

Cuide do seu Períneo com carinho!

 

Referências:

Fisioterapia Obstétrica Baseada em Evidências – Andrea Lemos

Fisioterapia aplicada à Saúde da Mulher – Elza Baracho

Impacto do treinamento dos músculos do assoalho pélvico na qualidade de vida em mulheres com incontinência urinária – Revista da Associação Médica Brasileira Volume 58, Issue 2, March–April 2012, Pages 155-159

Força muscular do assoalho pélvico em primíparas segundo o tipo de
parto: estudo transversal – Rev. Latino-Americana de  Enfermagem
2016;24:e2758

 

 

Doulas recomendam:

Por que grávidas sentem enjoo? Dentre as principais queixas das mulheres grávidas durante o primeiro trimestre, estão enjoos e indisposição. Enjoos se manifestam com mais frequência...
Corpo na Gravidez Desde o momento que descobrimos a gravidez, já ficamos doidas para sair na rua com aquela barriga linda, mas as mudanças ocorrem devagar e em cada mul...
O que é nidação e o que ela tem a ver com o aborto... O caminho até o útero para o início da gravidez. A implantação ou nidação, como também é conhecida, é o processo que ocorre apóso  óvulo fertilizad...
A experiência como definição Olá! Eu sou a Aline Teixeira. Sou tantas em uma só! Multifacetada, versátil, camaleoa. Cada pedacinho mostra um pouco, apesar de não contar tudo sobre...
Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.