Cinco dicas para um parto mais fácil

Compartilhe:

Como conseguir um parto sem dor? Ou pelo menos um parto mais rápido e fácil? Essas são algumas das perguntas que surgem quando começamos a planejar nosso parto, não é mesmo?

Bom, pra começo de conversa, cada mulher é única e cada parto é único. Mas de forma geral, com base no que venho estudando e observando, separei algumas dicas que podem ajudar a ter uma experiência de parto mais satisfatória:

1. Liberdade de movimentos

Ajuda MUITO quando você pode ter a liberdade de escolher as posições que quiser durante seu trabalho de parto. Posições verticais ou em quatro apoios tendem a ser as mais escolhidas pelas mulheres, quando elas têm esse direito de escolha respeitado. A posição que estamos acostumadas a ver em filmes é uma das piores possíveis para se ter um bebê! Você pode ler mais sobre isso nesse post. Se quiser se aprofundar mais um pouquinho, recomendo o livro Parto Ativo¹ 📚

Parto vertical assistido por obstetriz e exibido no Boas Vindas

2. Pesquise sobre o parto

Aprenda sobre o parto fisiológico, descubra o que o seu corpo é capaz de fazer. Ao buscar mais informações, você não irá se sentir tão tensa, preocupada e com medo. A sensação de dor quando temos esse autoconhecimento é completamente diferente. Além disso, o medo aumenta a adrenalina, o que inibe a produção da ocitocina (um dos principais hormônios que contribuem para o progresso do parto natural)¹. Clique aqui se quiser ler mais sobre a fisiologia do parto, aqui para ver mais algumas boas fontes de informação, ou procure grupos de apoio ao parto na sua região. Se quiser ajuda para trabalhar essas questões de forma mais individualizada, tenha uma doula para te orientar e apoiar 🙋🏻‍♀️

3. Abra espaço para o seu bebê

Um bom posicionamento do bebê também pode favorecer um parto mais fácil². Já ouviu falar na abordagem Spinning Babies®? É uma forma de enxergar o parto que une conhecimentos de anatomia, fisiologia e de parteiras tradicionais. Em uma aula de Spinning Babies, além do autoconhecimento, como já falei no item anterior, você também irá aprender alguns exercícios que ajudam a abrir espaço no seu corpo para que o bebê possa se movimentar mais livremente e se posicionar de forma mais favorável ao parto. Um outro benefício de abrir mais espaço para o bebê é aliviar os desconfortos durante a gestação 😉

Aula particular de Spinning Babies. Fonte: arquivo pessoal. Reprodução proibida.

Importante dizer que essa aula deve ser feita com uma educadora perinatal certificada para tal. Consulte aqui a educadora mais próxima da sua cidade.

Clique aqui para saber a data das minhas próximas turmas no RJ ou aqui se quiser ler um pouco mais sobre essa abordagem.

4. Cuide da alimentação

Porção de tâmaras. Imagem via Pixabay

Alguns estudos recomendam reduzir os açúcares e farinhas brancas a partir das 36 semanas, uma vez que eles estão relacionados com a baixa produção de receptores de prostaglandina (hormônio essencial para a dilatação do colo do útero)³. Outros estudos recomendam consumir seis tâmaras por dia a partir das 36 semanas⁴. A boa notícia é que as tâmaras são bem docinhas, então podem ajudar a lidar com a redução do açúcar refinado 😋

Outro fator que contribui para um trabalho de parto mais fácil é a quantidade de vezes que aquela mulher já esteve em trabalho de parto. A tendência é que cada parto seja mais facilitado do que o(s) anterior(es). Essa não foi bem uma ”dica”, eu sei… Mas fica aí como inspiração pra quem estiver pensando em ter um/a segundinho/a, ou terceirinho/a 👩‍👧‍👦

5. Confie no seu corpo

E por último, mas não menos importante: confie no seu corpo. Como eu falei lá no começo do texto, cada uma de nós é única e cada gestação é única. Nenhuma dica, exercício, dieta, etc, é pré-requisito absoluto para que você tenha o parto que deseja. O mais importante para uma experiência satisfatória é que você tenha opções, e que seja respeitada em suas escolhas.

Redes sociais

Gostou do texto? Deixa um comentário aí embaixo e me segue também no instagram e no facebook 😉

Referências

  1. Janet Balaskas (1989, atualizado em 2015). Parto Ativo: guia prático para o parto natural (a história e a filosofia de uma revolução).
  2. Gail Tully. Spinning Babies. Disponível em https://spinningbabies.com/
  3. Frank Lowen (2017). Fisiologia e hormônios do parto. Palestra apresentada no IV Simpósio Internacional de Assistência ao Parto – Siaparto.
  4. Al-Kuran O, Al-Mehaisen L, Bawadi H, Beitawi S, Amarin Z. The effect of late pregnancy consumption of date fruit on labour and delivery. Disponível em https://www.ncbi.nlm.nih.gov/m/pubmed/21280989/
Foto de capa gentilmente cedida pela Susanne Lee, que pariu a Lara sorrindo e no conforto de casa. A Susanne e a Lara foram acompanhadas pelo marido ”aparador de menina”, pelas parteiras da Sifrá e pela doula Suzanne Miranda, minha parceira no Colo pra Mãe. Reprodução proibida.

Doulas recomendam:

Como as afirmações positivas podem ajudar na gesta... Você sabia que focar em pensamentos positivos durante a gestação, parto e amamentação pode trazer muitos benefícios para a mãe, bebê e toda sua rede d...
Uma lista de enxoval de bebê pró-amamentação Você é uma mulher que quer amamentar e está procurando uma lista de enxoval que não atrapalhe a amamentação? Talvez você tenha lido sobre como se prep...
Como preparar as mamas para a amamentação? via Pinterest O mês de agosto começou com a Semana Mundial de Aleitamento Materno inaugurando a campanha do Agosto Dourado, que promove durante to...
Como nascem os bebês? Essa é uma das perguntas mais temidas pelos pais de 1ª, 2ª, 3ª viagem... Só que você ainda está grávida e achou que só precisaria se preocupar com iss...
Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *