O que é doula?

Compartilhe:

Se você esta gestando com certeza já ouviu ou leu algo sobre doula. As doulas estão nos vídeos de parto, aparece em algumas conversas com amigas e também está presente na caderneta de gestante (que é super importante que você leia).

Mas afinal, o que são as doulas? Ou quem são? Onde elas estão? E como ter uma doula te acompanhando nesse momento? As doulas são uma modinha desse tal parto humanizado? Doula é a parteira dos dias atuais?

Que te explico tudinhooo

Quem são as doulas?

Começo dizendo que não somos as parteiras dos dias atuais e aproveito para já falar que não fazemos nenhum procedimento clínico, não vamos substituir a presença de médicos ou enfermeiros obstetras e muito menos vamos substituir a presença do acompanhante, da mesma forma que nenhum desses mencionados podem fazer o papel da doula.

Somos mulheres que se dedicam a orientar e acompanhar outras mulheres na gestação, parto e pós-parto. Estudamos, informamos, acolhemos, ouvimos e assistimos mulheres nas suas fases de transformação.

Não fazemos procedimentos clínicos, mas te ajudaremos a entender como cada um funciona para que de forma consciente, você possa escolher aquilo que faz ou não sentido para você.

Vamos ouvir suas escolhas e aceitá-las. Trabalhamos para que todas as mulheres possam ser protagonistas de seus partos. Que todas sejam empoderadas.

“A doula começou a ser reconhecida nos EUA em 1976, quando Dana Raphael descreveu a experiência de uma mulher que assistiu o trabalho de parto, o parto e a amamentação de outra mulher… De 1980 em diante, as doulas ganharam popularidade,  quando mulheres angustiadas passaram a convidá-las para instruir no seu parto, providenciando suporte no trabalho de parto, apoio nas suas decisões, e ajudando-as a evitar procedimentos que conduzissem a cesárea.”

A doula é uma mulher treinada e experiente em prestar apoio, com capacidade de fornecer contínuo suporte físico, emocional e informativo durante o trabalho de parto e nascimento.

 

Existem três tipos de doulas:

  1. As doulas volunárias, que atuam em maternidades públicas de forma voluntária. Ajudando as mulheres que chegam em trabalho de parto.Em Belo Horizonte, todas as maternidades públicas já trabalham com doulas nos plantões, visto tamanho é o benefício de se ter uma doula nesse momento.

    Se você não tiver condições para contratar uma doula, elas podem te ajudar bastante. A desvatagem é que elas não podem te dar atenção exclusiva, por terem uma demanda maior e você não terá um vínculo mesmo com ela.

  2. As doulas que trabalham com parceria com equipes de enfermeiros obstetras ou com os obstetras. Normalmente elas estão incluídas no pacote que você irá pagar.Vale a pena dar uma pesquisada. E se você escolher uma equipe que já tenha doula fixa, procure conhecê-la melhor e criar um vínculo com ela.
  3. Doulas autônomas. São as doulas que trabalham de forma independente, não estão ligadas a equipes próprias ou a hospitais, vão te acompanhar independente do lugar que você escolher ir e com a equipe que for te acompanhar.Você pode escolher aquela em que você sentir confiança, tiver vínculo e até que te atenda financeiramente.

ONDE ENCONTRAR AS DOULAS? 

Bom, se você não for contar com as doulas voluntárias que atendem nos próprios hospitais.

Você tem a opção de escolher uma equipe que já conte com o trabalho da doula, mas caso você também não queira essa opção ou não se identifique com a doula da equipe, você pode procurar a doula autônoma.

Você pode pedir indicação para os profissionais que vão te acompanhar, pode procurar em redes sociais, pode participar de rodas de gestantes que tenha perto de você e pode procurar a sua doula até aqui no blog Casa da Doula. Tem o espaço encontre a sua doula e tem doulas de várias regiões do Brasil.

Por que ter uma doula?

Você já sabe quem são as doulas, o que elas não fazem, quais tipos você pode  encontrar e como procura-las. Mas porque se ter uma doula?

As doulas não são uma moda do parto humanizado, elas estarão ali por você e para você.

É alguém com quem você poderá contar, que prestará atenção em você e acreditará em você.

São essas as vantagens apontadas segundo as evidências científicas:

  • Maior a chance de ter um parto vaginal espontâneo;
  • Menor necessidade de analgesia de parto;
  • Menor risco de relatar insatisfação com a experiência de parto (chega de achar que parto é sofrimento, castigo);
  • Menor duração do trabalho de parto;
  • Menor risco de casariana;
  • Menor risco de parto instrumental (ex: fórceps);
  • Menor necessidade de analgesia regional;
  • Menor risco de nascimentos de bebês com baixos escores de apgar.

Sabe todo aquele medo que te colocaram sobre o parto normal? A doula, vai te ajudar a descontruir esse medo e caminhar para um parto seguro, tranquilo, onde você seja a protagonista e que consiga entender e passar por todo o processo.

A doula vai te munir de informações!

Também é importante ressaltar que a doula não é contra a cirurgia cesariana. Se a mulher precisar de uma cesárea, porque segundo a OMS, 15% das mulheres podem precisar passar pela cirurgia, a doula estará lá para te acompanhar, te ouvir e acolher da mesma forma.

“Se a doula fosse um remédio seria antiético não receitar” John H. Kennell

então, tenha uma doula para chamar de sua.

Ainda ficou com dúvidas sobre o trabalho das doulas? Podemos conversar por aqui. Ou você pode deixar o seu comentário também.

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

  1. Estudando sobre doulas
  2. Doulas apoiando mulheres durante o trabalho de parto: experiência do hospital Sofia Feldman
  3. Experiências qualitativas sobre o acompanhamento por doulas no trabalho de parto e no parto
Compartilhe:

Uma resposta para “O que é doula?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.