O que é posição fetal?

Compartilhe:

Posição fetal é o posicionamento que o bebê assume dentro do útero materno. Quando nos referimos a este termo, podemos, na verdade, levantar informações sobre a situação (longitudinal, transversa, oblíqua), a apresentação (cefálica, pélvica, córmica) e a posição (esquerda, direita) em que o bebê se encontra.

Variedades de posição fetal intrauterino. Imagem retirada do site https://spinningbabies.com/

O bebê pode assumir diversas posições dentro do útero, principalmente quando é pequeno e tem muito espaço. Mas com o avançar da gestação ele tende a assumir posições mais confortáveis conforme a limitação do espaço. Algumas delas podem facilitar o processo do parto.

Principais posições fetais

A apresentação fetal é a parte do corpo do bebê que se coloca abrindo caminho para o canal vaginal. Ela pode ser avaliada pela palpação abdominal da gestante, pela ausculta do bebê, pelo exame de toque e pelo ultrassom. É a variável mais utilizada para falar sobre a posição fetal e as principais apresentações são:

O que é posição fetal?
Principais apresentações fetais. Imagem retirada do Pinterest.

Cefálica – quando a cabeça do bebê está voltada para baixo e o restante do corpo para cima. É a mais comum para o nascimento, correspondendo a 96% dos casos. A maioria dos bebês adota essa posição até a 36ª semana de gestação, mas alguns demoram um pouco mais ou, às vezes, simplesmente não dão a tão esperada cambalhota.

Pélvica – mais conhecida como bebê sentado, é quando o bumbum do bebê está para baixo. Corresponde a 3,5% dos casos. Nessa condição é possível fazer exercícios e a VCE (Versão Cefálica Externa) para girar o bebê e reposicioná-lo na cefálica ou mesmo acontecer o parto, se o profissional ou equipe forem habilitados para esse tipo de assistência .

Córmica – condição mais rara, correspondendo a 0,5% dos casos. É quando o bebê está deitado, atravessado no útero. Quando isso acontece e o bebê não gira até o fim da gestação é possível tentar também a VCE, mas se não houver sucesso nessa manobra a cesárea torna-se obrigatória. É uma das indicações absolutas de cesariana.

Qual a posição fetal ideal para o parto?

Ao final da gestação é esperado que o bebê assuma a apresentação cefálica, também considerada como a posição ideal para o parto, por ser a mais segura. Partindo disso, é possível favorecer um melhor posicionamento fetal praticando exercícios, desde a gestação, para criar espaço para que o bebê gire.

O que é posição fetal?
Foto: Alquimia / Fabricio Mendes

“Mãos à obra para prevenir cesáreas, intervenções e traumas.” (Maíra Libertad)

É o que propõe a abordagem Spinning Babies! Focar na fisiologia do parto, favorecê-la, para que o bebê encontre um melhor posicionamento. A ideia é garantir que a mulher tenha mais conforto desde a gestação e um parto mais fácil.

Para esta abordagem não existe um posicionamento fetal ideal, ótimo. O bebê vai achar o melhor posicionamento para ele, conforme o espaço proporcionado e seu conforto. O que trabalhamos com ela é uma forma de estimular a flexibilidade da pelve da mulher e facilitar a rotação do bebê.

Então o que é importante saber sobre a posição fetal?

Se antes me bastava saber a situação, a apresentação e a posição do bebê durante a gestação e principalmente durante o trabalho de parto; agora eu tenho mais elementos para auxiliar na minha observação, no meu entendimento e na minha atuação como doula.

Variáveis como flexão/deflexão, sinclitismo/assinclitismo, rotação, plano da apresentação. Tudo isso me conta a história desse bebê, os obstáculos que ele pode ter encontrado dentro do útero. E ao invés de encarar como um problema, vejo uma oportunidade para ação; é um sinal de que esta dupla mãe-bebê precisa de uma ajuda diferente.

Cumé????
Cumé????

Tá. Mas peraí! Como a doula pode avaliar isso tudo?

É, essa avaliação não é papel da doula! Mas a gente aprende também a observar a equipe técnica na assistência ao parto. Vez ou outra eles soltam algumas informações, a gente percebe que durante a ausculta o aparelho precisa ser colocado do outro lado ou mais embaixo e quando estabelecemos um bom vínculo com a equipe, é possível até perguntar tudo isso.

Aprendi ainda que não basta fazer qualquer movimento para ajudar esta dupla, o que vai me guiar para sugerir o movimento é o plano da pelve em que o bebê se encontra. Se antes as opções eram caminhar, agachar, subir escadas; agora existe um refinamento dos movimentos baseado no plano da apresentação fetal.

O que é posição fetal?
Plano da apresentação fetal na pelve, de De Lee. Imagem retirada da página do Facebook do Spinning Babies

“O bebê se desloca para se encaixar na pelve como uma peça de quebra-cabeça sendo colocada perfeitamente no lugar. Promova a abertura da pelve de acordo com a técnica e/ou posição da mãe que permita abrir o plano da pelve em que o bebê está. É provável que o bebê gire e desça – ou é mais provável que consiga descer mesmo sem conseguir girar – se as contrações estiverem fortes e regulares.” (Spinning Babies)

O que é posição fetal?
Foto: Alquimia / Fabricio Mendes

Isto posto, não é pra interferir em todos os partos, utilizando todos os exercícios e técnicas propostos pelo Spinning Babies. Aquela velha máxima “menos é mais” é sempre válida aqui! O convite para ação é para promover conforto (desde a gestação), os casos de mau posicionamento fetal, parada de progressão do trabalho de parto, parada de descida do bebê. No mais, respeite o tempo do parto/nascimento, lembre-se que o corpo feminino é perfeito e confie que a mulher é capaz de parir.

 

* Quer conhecer mais sobre mim e fazer parte de um grupo VIP de discussão? Inscreva-se aqui!

Referências:

Compartilhe:

Uma resposta para “O que é posição fetal?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.