O que é mesmo esse tal de parto humanizado?

Compartilhe:

Atualmente se fala bastante sobre parto humanizado, porém há muita confusão sobre o significado. Muita gente pensa que parto humanizado é aquele parto realizado na banheira, ou pensa que é parto natural sem anestesia, ou mesmo que é parto domiciliar. Mas então, o que é mesmo esse tal de parto humanizado?

Foto: reprodução Pinterest

Qualquer parto ou via de nascimento pode ser feita de forma humanizada. Um parto humanizado é simplesmente um parto respeitoso! É um parto em que a mulher é protagonista e teve seus desejos acolhidos! Ora, mas assim não deveria ser todos os partos, você pode estar se perguntando. Sim, deveria!

Desde que o parto passou a ser um evento hospitalar e tomado como evento médico, não é assim que tem acontecido, infelizmente, e muitas mulheres têm sofrido violência obstétrica,  O parto em essência é um evento natural e fisiológico do corpo da mulher. 

O parto humanizado, portanto, é acompanhado por uma equipe que entende a fisiologia da mulher, respeita o tempo de seu corpo e todos seus processos para um nascer de acordo com o ritmo seu e do bebê. Os profissionais consideram as evidências científicas e faze intervenções apenas quando necessário. Além disso, todos os aspectos da mulher e da sua família são respeitados: os sociais, espirituais, emocionais, psicológicos, afetivos. O parto é um evento singular e subjetivo! Os profissionais da equipe estão para acompanhar o processo e não intervir no mesmo.

Foto: Coren/SC

Como pode ser o parto humanizado?

O parto humanizado pode ser domiciliar, pode ser feito no hospital ou em casa de parto. Não importa o local ou a via de nascimento, o importante é a forma como ele acontece. Também a mulher pode escolher a posição que vai parir, pode ser verticalizada ou deitada de lado, pode ser de cócoras pode também ser na banheira.

E a doula?

A doula é uma profissional que tem sido muito importante para uma mulher ter mas chances de ter seu parto respeitoso, ou seja humanizado. Existem várias evidências científicas que comprovam que a presença da doula garante mais segurança emocional à mulher, evita intervenções desnecessárias, além de menor tempo de trabalho de parto.

Mas e a cesárea, pode ser humanizada?

Sim! A cirurgia cesariana feita com indicação real por risco de morte ou emergência obstétrica pode ser humanizada. Já será humanizada por estar sendo feita por real necessidade e também existem algumas possibilidades de poder acolher a subjetividade mesmo em uma cirurgia.

O plano de parto pode ser apresentado para a equipe também em caso de cesariana. Escrevi um pouco mais sobre esse documento aqui.

Dandara e sua Pérola no ventre. Foto: Fagner Araújo

Às gestantes, tentantes que estão lendo este texto, desejo que possam se preparar para esse momento transformador que será seu parto e o nascimento de seu bebê, que você possa ouvir seu corpo e se conectar com ele de uma forma próxima e amorosa. Desejo que tenha consciência que a posse do seu corpo é apenas sua e que tenha profissionais que possam valorizar seu momento mágico e um dos dias mais importantes de sua vida!

Se você leu esse texto e quiser deixar um comentário, terei prazer em recebê-lo.

Referências

Bons filmes para saber mais sobre o cenário obstétrico, violência obstétrica e humanização trilogia “O renascimento do parto”

Livro Parto Ativo (BALASKAS, JANET. Parto ativo: guia prático para o parto natural. São Paulo: Ground, 2015).

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.