O que acontece com o corpo pós parto

Compartilhe:

Você já parou para pensar por todo o processo que o seu corpo passa durante a gravidez, e que ele demora 9 meses nesse processo? São alterações hormonais, físicas e emocionais, necessárias para dar vida a um bebe.

Dentro dessas alterações o que será que acontece depois do parto para que o corpo volte ao normal? Você quer saber? Continue lendo…

O útero retorna ao seu lugar

Já reparou que durante (ou você vai reparar) que enquanto seu bebê mama o útero contrai?

figura útero
Representação do útero em seu formato e estado normais. Via PixaBay

Enquanto o seu bebê mama faz com que o útero contraia com essa pequena contração os vasos abertos onde estava aderida a placenta vão se fechando, isso continuará acontecendo pelas próximas semanas até que ele volte para a cavidade pélvica.

Este processo de retorno do útero pós-gravídico, chamado de involução, pode ser acompanhado de cólicas leves, independentemente da via de parto, mas esta cólica também passará com os dias que se seguirem ao parto e poderá ser amenizada com a utilização de analgésicos receitados pelo seu médico.

Uma curiosidade: o útero pode chegar a pesar cerca de 1 kilo no final da gravidez, e após o parto ele retornará ao peso habitual de 60 gramas voltando para a região da pelve.

Os cortes realizados cicatrizam

Seja a via de nascimento o parto vaginal ou cesárea, poderá haver cortes, naturais ou não. Estes cortes precisarão de cuidados especiais para que não infeccionem.

No caso das lacerações ou episiotomias, poderão ser utilizados absorventes gelados para alivio de dores e desconfortos, boa higienização e troca mais frequente dos absorventes, assim como banho de imersão cicatrizante e antisséptico poderão ser utilizados para diminuir os desconfortos causados.

E para as cesáreas deve-se ter cuidado, pois a sua recuperação é mais demorada e além da limpeza necessária poderão ser prescritos antibióticos e analgésicos.

O sangramento pós-parto e sua necessidade

O sangramento pós parto também chamado de ‘lóquio’ durará o tempo que for necessário para a recuperação do útero, ou seja, até 6 semanas, e irá diminuir gradualmente. Este  sangramento é causado por retenção de pedacinhos da placenta e/ou do endométrio que são expelidos após o parto e é associada à involução do útero.

Caso o sangramento persista por muito tempo que chegue a te incomodar, é recomendada a ida ao médico para verificar a necessidade de utilização de medicamentos ou um procedimento de curetagem por sucção.

Tenha muita atenção ao seu corpo, pois caso de hemorragia pós-parto, imediato ou até 6 semanas é um dos grandes motivos de morbidade e mortalidade materna.

Flacidez e Estrias, o corpo se expandiu para a gravidez

Você sabia que parte da adaptação do corpo para a gestação e parto também está ligado ao distendimento da pele e dos músculos?

barriga com estrias
Foto de barriga com estrias. Via PixaBay

Após o nascimento, pode ser que a situação melhore, mas não é via de regra, fique tranquila, não acontece com uma ou outra pessoa, e sim com cerca de 90% das pessoas durante a gravidez.

Para ajudar durante e pós a gestação, pode-se contar com exercícios, produtos estéticos ou procedimentos, mas lembre-se, sempre com acompanhamento profissional especializado.

É recomendado também o uso de cremes anti-estrias durante a gravidez, estes cremes podem conter hidroxiprolisilano-C, óleo de rosa mosqueta, triterpenos Centella asiatica e vitamina E, o que ajudará no caso de estrias já existentes e no surgimento de novas estrias.

Dica: aplicação de manteiga de cacau e azeite de oliva não são eficazes na melhora das estrias, então, melhor contar com o creme de tramento rs.

Quadril e sua expansão

As alterações do corpo estão bem concentradas na região do quadril e pelve, os músculos, tendões e ossos irão de distender e afastar para que o bebê se encaixe ,no momento do parto se movimentarão para dar a passagem para que ele saia e durante a gravidez se alinharão de forma a manter a estabilidade e eficiência da locomoção.

Esta alteração do quadril faz parte da mecânica do corpo e está associada também a alteração do movimento de caminhada da gestante.

E, após o parto voltará para suas características anteriores à gravidez se adaptando novamente à mecânica de um corpo que não comporta mais um bebê.

Em tempo…

O processo de retorno do corpo ao estado não-gravídico poderá demorar até 9 meses, porém, precisamos ter em mente que cada corpo é um corpo e cada um precisará do seu tempo.  E também, não é porque aconteceu com uma amiga de uma forma que será do mesmo jeito com você.

Então, se uma amiga voltou para o corpo de antes da gravidez em 2 meses, não se sinta na obrigação de fazer o mesmo. Cada sistema biológico reage de uma forma, portanto, curta seu bebê sem neuras pra voltar ao corpo de antes.

Veja que a sua prioridade após o nascimento do seu filhote é ele, e no momento oportuno você se sentirá pronta para cuidar mais de si própria, mesmo que seja 4 anos depois, como eu rs.

Outro ponto a se observar é tempo necessário para a recuperação e liberação para a pratica de exercícios físicos. Converse com o seu médico e questione o momento correto para que a liberação ocorra.

Gestante yoga
Gestante praticando yoga. Via mildenhall

Durante a gravidez, se alimente corretamente e se tiver oportunidade pratique exercícios direcionados para gestantes como yoga e pilates, pois estes terão a carga necessária para a manutenção da sua saúde e a do bebê.

Fontes

Parto Ativo – Janet Balaskas –  Ground – 3º Edição/2º reimpressão

PubMed – Secondary postpartum hemorrhage

PubMed – Menorrhagia and postpartum haemorrhage in women with rare bleeding disorder.

PubMed – Use of a specific anti-stretch mark cream for preventing or reducing the severity of striae gravidarum. Randomized, double-blind, controlled trial.

PubMed – Stretch marks during pregnancy: a review of topical prevention.

PubMed – Three-dimensional kinematic adaptations of gait throughout pregnancy and post-partum.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.