O medo da dor do parto

Compartilhe:

Sim, os momentos do trabalho de parto ao parto normal são doloridos sim… Porém são totalmente suportáveis por qualquer mulher. Principalmente para você que lê e vai receber um monte de informações importantes daqui a pouco.

medo-dor-parto-normal
Via http://totalmentemulher.com.br

Existe em nossa sociedade uma crença em larga escala que associa dor e sofrimento no parto normal e que afasta muitas mulheres da escolha que seria a mais natural para receber o seu filho desta forma, por conta desse medo, muitas ainda optam logo no início da gestação por um nascimento de via cirúrgica (com todos os riscos que uma cirurgia de grande porte traz), ao invés de escolherem atender ao processo natural e mais seguro que o corpo oferece.

Não se preocupe se você encontra-se nesse grupo aonde o medo da dor do parto normal a afasta da escolha mais segura. Hoje trago neste texto uma oportunidade de reflexão sob outro ponto de vista. Basta você embarcar na leitura comigo! Abra seu coração para conhecer, deixar-se ser transformada e cogite seriamente em decidir pelo mais saudável para seu bebê e para você: o parto normal. Preparada ?  🙂

Qualquer situação da nossa vida que seja diferente do habitual ou mais desafiadora, exige de nós um certo preparo para que tenhamos conforto e sucesso. Tanto a gestação, quanto o parto e a fase da amamentação são eventos que começam e acabam. São EVENTOS. Não são situações eternas, portanto o preparo adequado com as informações certas pode fazer muita diferença.

Pense num casamento. Quanto tempo antes os noivos começam a se preparar? Quanto tempo antes a noiva imagina cada detalhe do vestido,

via www.guiadecasamento.com.br

da cerimônia, da festa para que no dia marcado tudo saia impecável? E você já deve ter presenciado algumas celebrações de casamento ao longo da vida. Acredito que praticamente 100% deles saíram conforme planejado pelos noivos (sendo você a noiva ou não). Assim deve ser com o seu parto normal. O planejamento com informações (principalmente) facilitará o sucesso desse evento. Você pode se preparar para ter mais conforto, bem estar e tolerância a dor durante o trabalho de parto e o parto normal.

A primeira coisa é buscar DESASSOCIAR a dor do parto normal ao sofrimento. Nesse caso, dor NÃO É IGUAL a sofrimento, mas é um indicativo de que está cada vez mais perto o momento de conhecer seu bebê. De trazer à luz uma nova vida. É diferente de uma dor crônica que não passa, e que representa alguma patologia, alguma doença assim como uma dor de dente ou uma enxaqueca. Essas dores são contínuas e indicam um transtorno físico aí dentro de você. Já as dores que preparam para o parto normal não são assim. Elas são intervaladas, te dão uma pausa para respirar e descansar, beber água e tem mulheres que até dormem entre uma onda de dor e outra (contrações). Elas te avisam que vão começar e, como numa montanha russa, sobem, descem e param. E seguem nesse ciclo até seu bebê nascer. Elas são o sinalizador de que você pode se alegrar, pois seu corpo e seu bebê estão trabalhando firme para o nascimento. Assim são as contrações. Cada contração, é uma a menos para o parto normal ou natural. Cada contração é uma a menos para a chegada do seu bebê!!

No entanto saber e conscientizar-se disso como um mantra não bastam. Atualmente você tem boas alternativas para atravessar esse processo de maneira mais suave. Diversos estudos, pesquisas e evidências científicas realizados em diversos países, com mulheres do mundo todo (inclusive brasileiras) mostram que métodos de alívio da dor sem o uso de medicações são muito eficazes, promovem o conforto e bem estar da mãe e do bebê durante o trabalho de parto e durante o parto normal.

Como existem vários métodos comprovadamente eficazes no alívio na percepção da dor e na melhoria à tolerância à dor, vou mencionar alguns que podem ser de fácil aplicação durante o preparo para o parto normal, podendo ser utilizado pela mulher até mesmo com o auxílio de seu acompanhante.

BANHO NO TRABALHO DE PARTO E PARTO NORMAL

banho-no-parto-normal
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O banho de banheira, apesar de ter seu benefício mais facilmente notado no sentido de relaxamento e aumento de tolerância à dor ainda não é uma realidade presente em quantidade que atenda à diversas mulheres simultaneamente em hospitais ou mesmo individualmente nas residências. Porém quando possível de ser utilizado é visivelmente eficaz.

A utilização da água na fase ativa do trabalho de parto e no parto mostra-se muito benéfica a praticamente todas as mulheres oferecendo um maior relaxamento, maior tolerância a dor e até mesmo redução do tempo de trabalho de parto em comparação com outras mulheres que não fazem uso do método. O chuveiro também é muito bem vindo nesta fase. No Brasil é muito utilizado.

A sugestão é que a água possa estar com a temperatura em torno de 37°/38°C e que mesmo o banho de chuveiro  cause efeitos positivos principalmente quando a dilatação atinge de 8-9 cm.

O banho revitaliza, estimula a circulação, diminui o desconforto das contrações, promove relaxamento, diminui as dores lombares e por conseguinte, favorece a dilatação.

CONTROLE DA RESPIRAÇÃO NO TRABALHO DE PARTO
E PARTO NORMAL

O controle da respiração feito nos intervalos das contrações agregam um relaxamento mais intenso durante o trabalho de parto. O que traz mais energia para a próxima onda de contração e assim sucessivamente.

As mulheres que podem beneficiar-se de informações e aprendizado de exercícios de respiração durante o pré natal relatam um percentual de conforto e relaxamento ainda maior do que as que  tem contato com a técnica pela primeira vez durante o trabalho de parto e o parto normal. Também apresentam elevado grau de auto-confiança e diminuído medo da dor.

Durante os intervalos das contrações, o uso da respiração total associada ao relaxamento de toda musculatura corporal apresenta excelente resposta na redução da ansiedade da gestante.

LIBERDADE DE MOVIMENTAÇÃO NO TRABALHO DE PARTO
E PARTO NORMAL

movimento-no-parto-normal
via midianews.com.br

A liberdade de movimentação tem benefício físico e emocional no trabalho de parto. Seja para deambulação, para caminhar ou para escolha das melhores posições e movimentos no momento das contrações e do próprio parto normal.

A mulher que pode caminhar (ou dançar rsrs) no local de pré-parto, por exemplo para sua ida ao chuveiro para uma ducha, consegue tirar um pouco o foco de atenção na dor e favorecer a progressão do parto.

Estudos também mostram que mulheres que tem plena liberdade de caminhar tem uma percepção menor da dor do que as que são obrigadas a ficar em determinada posição, mostram que a dilatação é favorecida e que o uso de analgesia é praticamente inexistente nessas mulheres.

PRESENÇA DO ACOMPANHANTE NO TRABALHO DE PARTO
E PARTO NORMAL

As mulheres tem direito ao acompanhante de sua escolha em todo o período do pré parto, parto e pós parto.

Todas as mulheres relatam grande bem estar em ter seu companheiro ao lado oferecendo apoio físico e emocional durante os momentos de dor.

A presença de doula também entra nesta análise aonde estratégias de incentivo aliadas ao uso das técnicas de alívio da dor e presença do companheiro trazem conforto, bem estar, aumentam a auto confiança e reduzem a ansiedade e estresse.

PREPARE-SE PARA SEU PARTO NORMAL

No processo de trabalho de parto ocorre um estresse fisiológico. Há o aumento de adrenalina que aumenta o medo, a ansiedade e a percepção da dor. Por isso os métodos aqui descritos e os demais que não foram detalhados, além do alívio da dor, promovem o relaxamento das gestantes, reduzem a ansiedade, aumentam o vínculo entre a gestante e seu acompanhante, reduzem o risco de exposição desnecessária às medicações farmacêuticas e seus efeitos colaterais que podem ocorrer tanto na mãe quanto no bebê.

Existem outros métodos muito interessantes como o uso da bola, massagens, crioterapia , eletroestimulação. Vale a pena dar uma pesquisada a fundo tanto nestas quanto nas técnicas que foram apresentadas nesse texto.

Entendendo-a-dor-do-parto-normal
https://www.maxpixel.net/Pregnant-Book-Mama-Maternal-Women-453200

Quando há, durante o pré natal, o estudo e o diálogo sobre técnicas tão simples e seguras para promoção do conforto, bem estar e alivio da dor  é feito o preparo psicoprofilático  da gestante, ou seja, é aquela história do preparo para o casamento que falei lá em cima, lembra ? É o preparo emocional e psicológico de forma antecipada, a fim ter melhor controle e domínio das situações de estresse e minimização ou exclusão do uso de medicações.

O parto é um evento fisiológico e natural. Estude, busque, leia, entenda, entregue-se a esse momento tão único e tão especial. Busque o melhor para seu filho e para você!

Ah… E se precisar, conte comigo ! 😉

 

*REFERÊNCIAS

*Métodos não farmacológicos para alívio da dor no trabalho de parto: revisão integrativa http://www.reme.org.br/artigo/detalhes/942

*Métodos não farmacológicos para alívio da dor no trabalho de parto: uma revisão sistemática http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072010000400022

*Estratégias não farmacológicas para o alívio da dor no trabalho de parto: efetividade sob a ótica da parturiente https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/viewFile/110197/22089

*Métodos não farmacológicos para alívio da dor durante trabalho de parto https://www.recien.com.br/index.php/Recien/article/view/244/pdf

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.