Ervas medicinais, fitoterapia e parto

Compartilhe:

Você sabia que existem várias ervas que podem nos ajudar em vários momentos da nossa vida? E que tem um monte de estudo científico que nos ajuda a entender e utilizar melhor esses recursos?

A fitoterapia (do grego therapeia = tratamento e phyton = vegetal) é conjunto de técnicas e estudos de ervas medicinais e aplicações, com o intuito de tratamentos de doenças e auxiliar em processos fisiológicos.

Com os avanços da industrialização e do capitalismo, o uso dessas plantas foi sendo substituído pelos remédios alopáticos, mas seu alto custo e efeitos colaterais tem trazido esses conhecimentos à tona novamente.

O Governo federal vem, há mais de 10 anos, incentivando a pesquisa e o uso dos recursos fitoterápicos em tratamentos feitos pelo SUS, Com a adoção da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares. Já existem vários artigos e cadernos explicando e indicando seu uso pela rede pública.

Porém, é importante deixar claro duas questões:

ervas medicinais
fonte: flickr
  • É preciso ter consciência das dosagens utilizadas, pois sim, mesmo as plantas podem causar efeitos colaterais, como alergias, intoxicações, etc.
  • Não se deve abandonar o tratamento médico em favor de usar somente os recursos naturais, isso é completamente contraindicado.

 

Ervas medicinais e o parto

Para os partos naturais nós, doulas, trabalhamos muito com o uso de ervas medicinais como recurso para aliviar as dores, estimular as contrações, relaxar, e tratar da mulher no pós-parto também.

A maioria são utilizadas através de chás, banhos de assento e escalda-pés, e também com o uso de óleos essenciais, que são concentrados extraídos das plantas.

plantas medicinais
Delícia!

Algumas ervas e seus efeitos

 

 

ervas medicinais
Alecrim. fonte: pixnio

Alecrim

Emenagogo, estimulante, ajuda na exaustão física e intelectual. Cicatrizante. Pode causar insônia.

 

 

 

ervas medicinais
Arnica. Fonte Wikipedia

Arnica

Anti-inflamatória, calmante da pele, ótima para recuperação de contusões, alivia o inchaço, antibacteriana, analgésica.

Modo de usar

Pode ser usada em forma de chá, ou banho de assento, para o pós-parto.

 

ervas medicinais
Barbatimão. Fonte: Wikipewdia

Barbatimão (casca):

Forte cicatrizante, anti-hemorrágico, antibacteriano, antisséptico, excelente para recuperar aquelas micro lesões, cortezinhos ou arranhaduras no canal vaginal.

Modo de usar

Banho de assento no pós-parto. * Não usar na gestação

 

ervas medicinais
Calêndula. Fonte: pixabay

Calêndula

Bactericida, anti-inflamatória, cicatrizante, antisséptica, emenagogo, uterotônico.

Modo de usar

Banho de assento no pós-parto.

 

ervas medicinais
Camomila. fonte: pixabay

Camomila:

Calmante da pele, anti-inflamatória, ajuda a recuperar o pH vaginal.

Modo de usar

Pode ser usada em forma de chá, ou banho de assento, para o pós-parto.

 

ervas medicinais
Canela. Fonte: pixabay

Canela

Emenagogo, excitante, tônico, estimulante, edulcorante (adoça os alimentos, ajudando a reduzir o uso de açúcar). Aumenta as contrações e confere à mulher a sensação de estar mais poderosa naquele momento, facilitando o parto.

  

ervas medicinais
Erva Cidreira. Fonte: wikipedia

Erva cidreira/melissa

Emenagoga, ou seja, estimula a contração uterina, podendo causar hemorragia. Auxilia no trabalho de parto. Carminativo (reduz os gases), e estimulante. Não tomar durante a gestação.

 

 

ervas medicinais
Gengibre. fonte: pixabay

Gengibre

Usado para evitar as náuseas da gravidez, mas usar no máximo 250mg, 4x ao dia.

 

 

ervas medicinais
Lavanda. Fonte: pexels

Lavanda

Antibacteriana, antifúngica, anti-inflamatória e analgésica.

Modo de usar

Pode ser usada em forma de chá, ou banho de assento, para o pós-parto.

 

ervas medicinais
Mentrasto ou erva de São João. Fonte: flickr

(Erva de São João)

Tônico, diurético, carminativo, emenagogo e analgésico. Usado para “aumentar a dor”, fortalecendo as contrações uterinas”, em forma de chá.

*Lembrando que quem faz o trabalho de parto progredir são as contrações, por isso a importância de estimulá-las.

Chá da Naoli

A Naoli Vinaver é uma famosa parteira mexicana, que atua há mais de 30 anos em partos domiciliares. Já escreveu livros, como o que explica a técnica do rebozo, técnica poderosa para auxiliar no parto.

Esse chá é indicado para depois da gestação estar a termo, ou seja, 38, 40 semanas, pois ele serve para incentivar o trabalho de parto, bem como energizar a mulher durante o mesmo. Normalmente, eu faço o chá, sirvo para a mãe, e faço um escalda-pés aproveitando as ervas já usadas mesmo.

Atenção para alergias! Caso a gestante tenha alergia a algum dos ingredientes, ele pode ser retirado da receita, sem grandes perdas ao efeito final.

Receita

Ferva 1 litro de água e adicione os seguintes ingredientes, deixando tudo abafar por 15 minutos:
• 03 paus de canela.
• Um bom pedaço de chocolate, o mais puro possível.
• 5-10 bolas de pimenta negra inteiras
• 3 folhas de abacate, secas ou frescas.
• 1-2 raminhos de alecrim, de preferência fresco, mas pode ser seco.
• açúcar mascavo a gosto ou mel para a taça antes de beber.
Ingredientes opcionais para melhorar o efeito das contrações:
• fatias de gengibre fresco.
• 1-2 colheres de chá de pó de pimentão vermelho (eu uso pimenta caiena)
• orégano, manjericão e tomilho em quantidades de meia colher de chá.

 

ervas medicinais
Servidas?
Fonte: PxHere

E você? Já usou alguma dessas ervas? Usa alguma que eu não citei? Me conta tudo!!

 

Referências:

Tratado de plantas medicinais (livro em pdf, feito por uma professora da ufmg)

https://www2.ufmg.br/proex/Noticias/Noticias/Livro-plantas-medicinais

 

Plantas medicinais utilizadas pela população atendida no “Programa de Saúde da Família”, Governador Valadares, MG, Brasil

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-93322008000400009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

 

A Fitoterapia no Brasil: da Medicina Popular à regulamentação pelo Ministério da Saúde

http://www.ufjf.br/proplamed/files/2012/04/A-Fitoterapia-no-Brasil-da-Medicina-Popular-%C3%A0-regulamenta%C3%A7%C3%A3o-pelo-Minist%C3%A9rio-da-Sa%C3%BAde.pdf

Manual de ervas para os ciclos femininos (guia em pdf para download)

https://drive.google.com/file/d/0B3_AxKJwInQWTWhfNVEtUVJRWms/view

 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.