Cinco dicas para o parto

Compartilhe:

A maioria das mulheres que desejam um parto normal me fazem essa pergunta: ju como faço para me preparar para um parto rápido, tranquilo, com menos dor? Pois bem, aqui vou deixar cinco dicas para o parto tão simples que você vai se impressionar…

Para começar, a primeira coisa que você precisa ter em mente, é que seu corpo é perfeito e foi feito para parir. Mas se não der certo? Meu corpo deu defeito? Nada disso! Você tentou! E as intervenções da medicina estão ai maravilhosas para serem usadas sempre que necessário…então sem estresse!

O que o bebê faz no trabalho de parto?

 

O parto acontece: bebê encaixa na pelve (bacia), colo materno dilata, bebê gira se ajeita na pelve, passa por cada osso, cada ligamento…(não necessariamente nessa ordem). Percebeu que não é apenas dilatar o colo? O bebê tem um trabalho também, de passar e se ajeitar na pelve materna, ele tenta achar o melhor espaço que tiver por ali, os bebês são espertos e vão entrando por onde está mais fácil, onde tem espaço.

Conhecendo isso, conseguimos entender que se a mulher, começar desde a gravidez a “criar esse espaço” para o bebê passar, o trabalho de parto pode ser mais tranquilo, pode fluir melhor? E também, que se fizermos isso, não vai haver tanta tensão de músculos e ligamentos, ou seja, uma gravidez com menos desconfortos? É exatamente isso que toda mulher quer não é mesmo!?

Então, vem comigo conhecer essas dicas: 

Se liga nessas dicas simples e que vão fazer muita diferença não só na sua gestação mas também no seu parto:

1- Caminhada diária

Fazer caminhada é uma atividade simples que faz uma grande diferença: ela ajuda o bebê a encaixar melhor na pelve materna! Sem contar nos benefícios como aumenta o bem estar materno, melhora a circulação e a resistência cardiorrespiratória.

Não precisa virar uma atleta, principalmente se você não tem hábito de fazer exercícios, comece devagar…a caminhada deve ser leve, sem fadigar e que você de conta de conversar enquanto caminha, realizar uma caminhada ao menos 5 vezes na semana, por pelo menos 20 minutos, você já vai sentir a diferença, chame uma amiga para irem conversando…ou se preferir coloque um fone, música e curta a paisagem…

Observação: veja com seu médico se não há nenhuma contraindicação para esta atividade.

2- Sentar corretamente

Fonte: Estúdio Nanô Pilates

Sente-se sobre os ísquios, isso mesmo, os ísquios são esse ossinhos que você sente ao colocar suas mãos embaixo do bumbum quando se sentar, segundo Jean Sutton, coautor de Entendendo e ensinando o posicionamento fetal ideal, recomenda que os joelhos fiquem abaixo do nível do quadril, você pode colocar uma almofada para sentar cruzando as pernas, a barriga pra frente como se fosse uma rede sustendo seu bebê.

Outra opção é sentar-se numa cadeira ao contrário, ou também sentar-se em uma bola de pilates o que é muito confortável, lembrando que o quadril deve ficar mais alto que os joelhos.

Sentando corretamente, temos um equilíbrio na pelve materna, você senta corretamente, coluna alinhada, e com a ajuda da gravidade o bebê encaixa melhor.

3- Levantar\ Deitar na cama

Pode parecer meio estranho mas isso faz diferença, na gestação e no seu parto;

Para deitar: sentar na beira da cama, apoiar o tronco sobre o cotovelo, girando de costas, colocando as pernas sobre a cama. Para levantar, utilizar o processo inverso. Evitar levantar flexionando o tronco para frente, pois esta posição promove um afastamento dos músculos reto abdominais, prejudicando assim a função de sustentação dos órgãos abdominais.

4- Comer tâmaras

Não está relacionado com criar espaço na pelve mas sim, em dilatar o colo uterino, existem estudos que comprovam: comer 6 tâmaras por dia a partir das 36 semanas, ajudam a mulher a dilatar mais rápido e a ter partos menos dolorosos. Pode não ser fácil comer 6 tâmaras  por dia pois elas são bem doces, então use sua criatividade para incluir essa delicias no seu cardápio.

5- Informação, equipe que apoie sua escolha!

Sim, essa eu não poderia deixar de acrescentar por aqui, de nada adianta, toda uma preparação se sua equipe não apoia, e fica apressando o processo ou te fazendo se sentir ansiosa, insegura. O parto muito mais que rápido e sem dor, precisa ser respeitado, precisa de acolhimento, de apoio, sem romantização, mas não tem como uma mulher ter uma experiência boa com o parto se ela se sentir assim. Mais vale um trabalho de parto longo com apoio do que um parto a jato violento.

Espero que essas cinco dicas super simples te ajude a ter a experiência de parto que você deseja, afinal o parto é seu!

Áh! Outra dica bônus aqui: tenha uma DOULA! Sim, sem puxar sardinha pro meu lado, mas a doula conhece várias técnicas que podem te ajudar, além de informação e muito apoio!

Desejo uma boa hora de parto pra você!
Beijo da Ju!

 

PARA VOCÊ SABER MAIS:

O efeito do consumo tardio de gravidez de tâmaras no trabalho de parto e parto. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/m/pubmed/21280989/

Spinning Babies

https://spinningbabies.com/start/in-pregnancy/daily-activities/

Cuidado com a postura durante a gravidez http://www.rpgsouchard.com.br/pacientes/postura-gravidez/

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.