A Tâmara e o Trabalho de Parto

Compartilhe:

Muito se fala nos benefícios das tâmaras para um parto mais “fácil”. Mas afinal, o que as tâmaras têm que podem influenciar no trabalho de parto e parto de forma positiva?

 Sobre a Tâmara

 

As tâmaras são frutas originárias do Oriente Médio e do Norte da África, são ricas em carboidratos e contém ácido fólico, proteína, potássio, cálcio, ferro, magnésio e vitamina B6. Compõe também uma substância muito próxima da ocitocina, o hormônio que durante o trabalho de parto é responsável pelas contrações uterinas.

Na gestação as tâmaras fornecem energia, controla os níveis de açúcar no sangue, reduz níveis de colesterol, previne anemia, ajuda a saciar a vontade de doces e evita a constipação intestinal. Para o feto, a fruta também traz benefícios em seu desenvolvimento, como: estimular o desenvolvimento, prevenir má formação do cérebro e medula espinhal e prevenir anemia.

FOTO: GOLFX/ SHUTTERSTCOK

As evidências

 

Estudos foram realizados na Universidade de Ciência e Tecnologia da Jordânia, 69 gestantes consumiram 6 tâmaras por dia a partir da 37° semana de gestação e foram comparadas com 45 gestantes que não fizeram o consumo da fruta. Não havia diferença significativa entre idade gestacional, idade e paridade entre as gestantes que participaram da pesquisa. Algumas das conclusões do estudo são:

 

  • Maior dilatação do colo do útero – As gestantes que consumiram as tâmaras tinham maior taxa de dilatação quando chegaram no hospital, a diferença foi de 3,52cm contra 2,02cm das mulheres que não fizeram consumo da fruta.
  • Maior proporção de membranas intactas – 83% das mulheres que fizeram consumo da tâmara não tiveram rotura da bolsa, contra 60% das gestantes que não fizeram consumo.
  • Maior taxa de trabalho de parto espontâneo – 96% das mulheres que ingeriram as tâmaras entraram em trabalho de parto espontaneamente comparado com 79% das mulheres que não comeram a tâmara
  • Menor taxa de uso de ocitocina e Prostin – Essas são medicações que reproduzem a ação de hormônios, as mulheres que ingeriram as tâmaras tiveram redução no uso desses hormônios sintéticos, somente em 28% dos casos foi necessário, confrontado com 47% das mulheres que não fizeram ingestão da fruta na dieta.
  • Menor tempo de fase latente – As mulheres que fizeram consumo das tâmaras tiverem fase latente de aproximadamente 510 min e as mulheres que não comeram tiveram a fase latente com aproximadamente 906 min, diferença de quase 7 horas.

Os resultados concluíram que o consumo das tâmaras reduziu significativamente a necessidade de indução de parto e um desfecho favorável.

Como consumir

 

Você pode iniciar o consumo das tâmaras a partir da 36° semana de gestação, comendo 6 frutas por dia. Atenção: Gestantes com quadro de diabetes não tem indicação de uso.

A fruta pode ser ingerida in natura, fica muito gostoso se comer junto com morango, ou em forma de receitas. Tem sabor quase que de chocolate, mas como não estamos habituadas com o gosto, com o tempo enjoamos, então é legal colocar em receitas, elas são maravilhosos adoçantes naturais.

Receitinhas

Trufa Vegana Bela Gil

Ingredientes: 

  • 1 copo (americano) de castanha de caju crua
  • ½ copo (americano) de tâmara
  • ¼ copo (americano) de cacau em pó
  • 1 pitada de sal marinho
  • 2 colheres óleo de coco

Modo de preparo:

  • Colocar as castanhas do caju de molho por no mínimo quatro horas.
  • Escorra a água.
  • Bater as castanhas no processador por 30 segundos.
  • Adicionar a tâmara, cacau e sal e processar até que os ingredientes estejam bem misturados e com uma consistência.
  • Se precisar, adicione óleo de coco para misturar melhor a massa.
  • Enrole a massa com a mão em forma de bolinhas e passe em coco ralado, cacau em pó, pistache picado, nozes picadas etc.
Foto: GNT

 

Mousse de Abacate, Cacau e Tâmaras

Ingredientes:

  • 8 tâmaras
  • 1 abacate médio maduro
  • 4 colheres (sopa) de cacau em pó puro
  • 3 colheres (sopa) de leite de coco light

Modo de preparo:

 Bata no liquidificador todos os ingredientes, até ficar em consistência cremosa e triturar todas as tâmaras. Sirva bem gelado!

Creme de Cacau
Foto: Nutrioffice

Você comeu?

 

Se você consumiu as tâmaras na sua gestação deixa um relato aqui embaixo de como foi o seu parto, se acha que fez diferença ou não.

Não há contraindicações de consumo para gestantes saudáveis, porém como os estudos realizados foram com números pequenos de gestantes, ainda não há indicação do ministério da saúde de consumo para essa finalidade.

O que posso dizer é que os relatos positivos são muitos, então pelo sim e pelo não… Por que não?

 

Referências:

Compartilhe:

2 respostas para “A Tâmara e o Trabalho de Parto”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.