5 itens essenciais na gravidez

Compartilhe:

A notícia da gravidez vem sempre cheia de expectativas e muito amor. Ela geralmente é muito esperada, aquele positivo, tanto de farmácia quanto de sangue, vão provocar mudanças importantes na vida da gestante e do casal.

E agora? Por onde começar? Muita informação, não é mesmo?Quartinho, enxoval, cadeirinha de carro…

Calma. Respira.

Primeiro, dê a noticia para a família, sempre colocando sua data provável de parto uns 15 dias pra frente do que apareceu no exame, assim, no final da gestação, vai evitar comentários desagraváveis sobre “passar da hora”. E siga essa lista! Com essa super lista, vou te ajudar a ponderar o que é mais importante!

 

 

1 –INFORMAÇÃO DE QUALIDADE SOBRE O PARTO

Informação sobre o parto todo mundo quer passar né?! Sempre tem algum cidadão que mal vê a grávida e já vem com uma história trágica sobre parto normal.

Sempre tem algum tio que souber que a prima da vizinha nasceu com 3 pernas pois foi parto normal, ou que a mulher não teve parto pois ela não dilatou o suficiente.

Saiba que essas informações, sem evidencias cientificas, são apenas achismos. Você deve estudar muito, buscar muitas leituras em blogs, livros, até mesmo no vasto universo da internet, e entender que “o parto acontece entre as orelhas” – palavras estas do Dr Ric Jones, um dos grandes nomes da humanização do país.

Algumas dicas importantes de leituras são:

Blog Casa da Doula, que tem diversos conteúdos ótimos, com temas variados;

Site estudamelaniaestuda, que nada mais é um dos principais portais da humanização do país

Estudos da Cochrane, biblioteca mundial de evidencias cientificas

O corpo consente, de Marie Bertherat

Entre as orelhas, Dr Ricardo Jones

Parto Ativo, de Janet Balaskas

E o filme O Renascimento do Parto (1, 2 e 3)

2 – UM BOM OBSTETRA

Você provavelmente busca um parto com respeito. Você não quer uma episiotomia (corte no períneo) de rotina, não quer que seu bebê seja aspirado sem necessidade, não quer que alguém fique apressando seu parto pois está acabando o plantão.

Busque, se informe, converse com alguém que já tenha tido parto humanizado. Se você tiver convenio, solicite a lista de partos normais e cesarianas realizadas pelos médicos da sua cidade.

Fuja dos médicos que já tem a equipe pronta, pois, muita vezes, eles não são tão humanizados assim. Bata um papo sincero com seu médico de confiança, e, se ele vier com o papo de “sobre parto vemos na hora se estiver tudo bem”, ou “não confio/não trabalho com doula” já procure outro médico.

E, se sua opção for o Sus, busque informações de como é o atendimento na sua cidade e região – algumas contam até com casas de parto!

3 – LEITURAS INFINITAS SOBRE AMAMENTAÇÃO

Se prepare para a amamentação. Na maioria das vezes, não é automático. Não, o bebê não sabe sabendo mamar, ele nasce sabendo sugar. E a mãe, muitas vezes, não sabe como posicionar aquele serzinho tão pequeno no peito.

Busque livros, ajuda, vá ao banco de leite da sua cidade, vá em palestras sobre amamentação. Entenda o processo da descida do colostro, o processo da descida do leite, saiba a quantidade que seu bebê pode mamar para não prejudicar seu pequeno estomago com um complemento desnecessário.

Tenha uma doula que seja facilitadora em amamentação, que vá te auxiliar no pós parto. Empodere seu marido sobre a importância da amamentação. Leia, leia muito! Sugestão: Sites Prolactare e MamaNenem. Ambos são de qualidade e baseado em evidencias cientificas.

4 – ORGANIZAÇÃO DO SEU PÓS PARTO

Tenha uma boa rede de apoio já escolhida para seu pós parto. Digo boa rede de apoio pois você vai precisar de alguém que organize a casa, faça comida, cuide do bebê para você dormir. Que não vá dar palpites furados sobre a amamentação, que vai apoiar suas decisões, que vai entender sobre picos de crescimento dos bebês – e os seus!

Alguém (ou várias pessoas) que saibam o que é baby blues, depressão por parto, ou só o cansaço do pós parto mesmo. Pode ser marido, mãe, sogra, tia, irmã, amiga, comadre. Se puder ser mais do que uma pessoa, melhor ainda!

Faça uma lista e uma reunião com elas, explicando o que você espera do seu pós parto, que você conta com elas para ter a casa sempre limpa e comida pronta, sem precisar picar fruta para comer ou organizar o almoço.

5 – UMA DOULA PARA CHAMAR DE SUA!

Ah! Esse é o item mais importante da lista!

Uma doula, além de auxiliar muito no seu pré parto, e no seu trabalho de parto, vai te passar muita informação de qualidade, ajudar a buscar o parto dos seus sonhos, pode até indicar um bom obstetra para você.

Uma doula vai te auxiliar no seu pós parto, ouvindo suas dores de recém mãe, sem te julgar, apenas auxiliando nesse processo tão complexo que é o inicio da maternidade.

A doula é aquela pessoa que você pode contar, que vai estar presente no momento mais especial da sua vida e que, muitas vezes, vai se tornar uma amiga pra toda vida!

Faça saiba sempre que tiver um post novo por aqui <3

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Entre as orelhas. Dr Ricardo Jones,  Cultural, 2012.

Janet Balaskas (1989). Parto Ativo: guia prático para o parto natural.

www.prolactare.com.br. Dra Cristiane Gomes, em constante atulização

http://estudamelania.blogspot.com/ Dra Melania Amorin, em constante atualização

Qual a diferença entre Obstetra, Parteira e Doula https://blog.casadadoula.com.br/doula/qual-a-diferenca-entre-eo-e-doula/

 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.