A Incrível Biografia da Doula (até aqui…)

Compartilhe:

Aviso! Este texto contém (re)começos.

Venho de uma família com muitos tios e primos espalhados pelo Brasil. Aqui no estado de SP, sou a neta mais velha dos meus avós maternos, então vi a maior parte dos meus primos ‘nascerem’. Adorava ajudar minhas tias, distraindo meus priminhos, fazendo os origamis de fralda de pano (siiiim!! Nos anos 80, fralda descartável era car… não péra… continua caro…), dar comidinha, etc. Aí vem a adolescência e na hora de escolher a faculdade, adivinha? Turismo! Pois é… lá fui eu cursar uma graduação, arranjar um estágio legal, um emprego bacana na área. Já Turismóloga, continuava gostando de bebês e grávidas, e também de Yoga (calma, que vai fazer sentido). Até que numas oportunidades da vida, comecei a praticar e foi amor à primeira aula (mesmo saindo destroçada fisicamente). E ano vai, ano vem… Até que uma prima joga a sementinha: por que você não dá aula de Yoga, já tem tantos anos que você pratica! E isso fez muito sentido, conversei com minha professora na época (que me acompanha até hoje) e fui lá fazer a formação de Yoga (2013).

Primeiro começo: os bebês, grávidas e etc.

A afilhada com algumas horas.
Fonte: Arquivo Pessoal

Neste meio tempo (2005) nasceu minha afilhada. Então mergulhei no universo da maternagem. Comecei a estudar superficialmente sobre gestação, parto e bebês. E nas conversas de família, histórias sobre os nascimentos (até hoje adoro escutar a história do meu nascimento e cada vez percebo um detalhe importante e triste da situação obstétrica em nosso país), conversas com amigas que já eram mães, e algo incomodava: por que ninguém mais tinha filho por parto normal? E, quando era parto normal, era cheio de intervenções?

Segundo e terceiro (re)começo

Então eu descobri o que era a Doula, e puxa vida: eu podia ser uma!!! E tudo o que eu acreditava sobre partos era possível!!! Após a formação em Yoga, queria muito aliar estas duas paixões. O ano era 2014, meu relógio biológico batendo, infeliz no emprego… Começo uma faculdade nova (Educação Física, no início para complementar a formação em Yoga), mudo de emprego e o curso de Doula (50% pago!!) fica em suspenso. Seis meses depois… vem o divórcio.

Quarto (re)começo

Curso de Doula – Turma Outubro/2015
Fonte: Arquivo Pessoal

2015, 30 anos e sozinha, comecei a me (re)descobrir, me (re)encontrar e a me gostar. Foi um momento de crise, mas nestas horas você descobre os Amigos e a Família (Obrigado Mãe e Pai, eu AMO vocês). Então já que talvez eu não fosse gestar uma criança, iria ajudar as mulheres a serem respeitadas neste período e ajuda-las com o que fosse possível. Os primeiros meses vieram com tudo, e como ficar parado não é opção, foquei na faculdade e mergulhei na pesquisa de atividades físicas e gestação. E o curso de Doula lá, me esperando. Nas minhas primeiras férias do meu novo emprego, lá vou eu finalmente fazer meu curso, mesmo sem grana, me dei de presente o resto da formação e recebia apoio das amigas e do meu novo companheiro. Fiz a formação no GAMA, foi bem bacana, mas eu queria mais!!! Um curso puxa o outro, fiz a formação de consultoria em Aleitamento Materno lá também. E, depois vários outros workshops em São Paulo e no ABC (área em que moro e atuo).

Quinto (re)começo

No final de 2015, uma amiga que trabalha junto comigo engravidou e me chamou para ser a Doula dela. Eu que nunca tinha acompanhado um parto, aceitei!! E no dia 30 de maio de 2016, nasci Doula! Sempre que lembro deste momento me emociono até hoje. Mas, e a faculdade? Sim, estou quase terminando (faltam os benditos estágios), mas adivinha qual o tema do TCC para o bacharelado? Sim, Atividade Física para Gestantes (nota 10!!!). Em 2018, fiz uma especialização em Yoga para Gestantes e fui no meu primeiro SIAParto.

Nascendo a Doula!
Foto: Thaís Magalhães

E agora?

Agora… estou no preparo para o “salto de fé” trabalhando firme para alcançar meus objetivos (quem sabe até um filhotinho, para nooooossa alegriaaaaa) para os próximos meses e anos. Mas aí são assuntos para os próximos posts. Ah! Visita lá minha página no FB e no Insta para acompanhar os meus projetos. Um beijo!

Hey! Caso queira receber informações sobre as atividades que organizo é só clicar aqui

Referências

  • BALASKAS, Janet. Parto Ativo. 3.ed. São Paulo, 2015.
  • BENATTI, Luciana. MIN, Marcelo. Parto com amor. 1.ed. São Paulo, 2011.
  • Yoga Prenatal: Efeitos no Alívio da Dor do Parto e Nascimento. Chethana B, Raghunandan C, Saili A, Mondal S, Saxena P. Prenatal Yoga: Effects on Alleviation of Labor Pain and Birth Outcomes.  https://www.liebertpub.com/doi/10.1089/acm.2018.0079
  • Efeitos da Prática do Yoga Durante o Período Gestacional. Meurer BVS.  https://www.riuni.unisul.br/handle/12345/5358
Compartilhe:

8 respostas para “A Incrível Biografia da Doula (até aqui…)”

  1. Jacque, amei sua trajetória!!!
    Principalmente o nascimento da sua afilhada, (minha filha) rs
    Segue firme nos seus objetivos. Torço por você!
    Parabéns Doula \o/

  2. Emocionante! Lhe desejo TODA felicidade do mundo! Sua história e linda porque vc é linda!!!! Tenha absoluta certeza que tudo caminhará para o seu objetivo de vida!!!! Tenho sorte em lhe ter com doula e amiga! Beijo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.