A busca pelo VBAC

Compartilhe:

VBACs me emocionam.

De verdade. Sinto uma emoção profunda pois sei que para se conseguir um VBAC no sistema obstétrico em que estamos inseridos, a luta é árdua e dura. Então, mesmo antes de ler qualquer relato de VBAC, uma lágrima já se acumula no canto meu olho. Emoção indescritível!

Mas, antes de continuar, vamos entender: O que é um VBAC!

VBACs são emocionantes! Gif by Giphy

Já ouviu falar ou conhece alguém que esteja em busca do um VBAC? Entenda abaixo o que significa o termo.

VBAque?

Nome esquisito né? É que na verdade é uma sigla! E uma sigla em inglês. VBAC é o parto normal após cesárea.

V = vaginal, B = birth, A = after, C = c-section.

Vaginal birth after c-section. Parto normal após cesárea.

E como disse, sempre que vejo um relato de VBAC me emociono pois sei da busca dura e complexa daquela mulher rumo a sua conquista! Aqui no Brasil é preciso muita luta, muito suor e muita determinação para alcançar seu parto normal respeitoso, ainda mais ara se conseguir um VBAC.

Sim. É preciso. Acredite.

Imagem marcada para reutilização: Flickr

Entendo os riscos do VBAC

É preciso entender como a mulher chega a uma cesárea e após isso a busca pelo VBAC.

Vivemos em um país cesarista.  De acordo com a pesquisa Nascer no Brasil, possuímos altas taxas de cesáreas, tanto no SUS quanto na rede particular (planos de saúde). Na rede privada, chegamos a uma taxa de quase 90% de cesáreas. Porém, cerca de 66% das mulheres optam pelo parto normal ao se descobrirem grávidas. Isto significa que, ao longo da gestação, essas mulheres acabam alterando a opção pela cesárea.

Isto nos leva a uma alta taxa de mulheres com cesáreas anteriores e, em consequência, futuras gestantes em busca de um VBAC.

O mais cruel, pois podemos dizer sim que é cruel, é saber que muitas mulheres são levadas a acreditar na crença de que “uma vez cesárea sempre cesárea”. Você já ouviu alguma coisa parecida com isso?

É muito comum ouvirmos esse mito e acreditarmos nele. Mas a verdade é que é sim possível o parto normal após a cesárea e as evidências estão aqui para nos mostrar as estatísticas disso.

Sim, é possível. Sim, acredita. Você precisa de informação e de uma boa equipe médica que tenha conduta baseada em evidências.

A taxa de sucesso é alta, veja os dados. Cerca de 76,5% das mulheres conquistam o seu VBAC. E quando falamos em VBA2C (parto normal após duas cesáreas), cerca de 71,1% das mulheres tem êxito (Tahseen & Griffiths, 2010).

Imagem marcada para reutilização: Flickr

Yes, nós podemos!

Não é maravilhoso saber que a possibilidade é real?

Com relação a medos, a preocupação em VBAC é a questão da ruptura uterina. Falar de riscos é sempre um desafio, mas toda a informação precisa estar disponível para você.

A ruptura uterina acontece em cerca de 0,72% das mulheres que buscam um VBAC e em cerca de 1,36% das que buscam um VBA2C (Tahseen & Griffiths, 2010). Risco de ruptura existe até em quem não tem nenhuma cesárea prévia, verdade!

As barreiras podem ser grandes, os mitos construídos pela nossa cultura também, mas, o que pode ser mais poderoso do que um corpo que fabrica e comporta outro corpo?

Nada pode ser mais poderoso, nada pode ser mais emocionante!

Precisamos voltar a acreditar na força e no poder do corpo feminino.

Referências Bibliográficas:

  • Pesquisa Nascer no Brasil. Disponível aqui.
  • Tahseen S, Griffiths M. Vaginal birth after two caesarean sections (VBAC-2)—A systematic review with meta-analysis of success rate and adverse outcomes of VBAC-2 versus VBAC-1 and repeat (third) caesarean sections. BJOG 2010;117:5–19. Acesse aqui.
Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.