Dança entre mãe e bebe. Que tal?

Compartilhe:

 

O que te move? Qual é a sua dança? Já experimentou dançar com o seu bebe?

No dicionário o verbo dançar significa movimentar todo o corpo, geralmente ao som de música, seguindo o seu ritmo, e conforme os passos próprios da modalidade. (Michaelis)

Movimentar todo o corpo!!

Se pararmos para pensar o movimento está presente desde a origem da vida, é através dele que o espermatozoide se lança na corrida frenética em busca do óvulo e no quentinho do útero se desenvolve. Enquanto está sendo gerado o ser humano tem contato com o movimento e com o som.

Nas águas sagradas do ventre materno o bebe sente os movimentos da sua mãe e a acompanha embalado pelas batidas do seu coração, pelo pulsar do sangue em suas veias, pela oxigenação que perpassa cada célula do seu corpo e dão o tom da melodia! É vida! É dança!

A dança é expressão da alma!

Liberte-se!
Imagem: Site somos todos um.

 “Dançar é quando a alma usa o corpo de instrumento musical, é se entregar ao vento e ao ritmo, é se sentir levada por algo maior que a gente, é uma levada boa, que expressa, que acalma. É desabafar sem dizer nada. É estar entregue e entregar o próprio controle. É ser controlada por outras notas de outras vidas, é rebolar. É dizer “dane-se mundo” e ter um momento seu, inteiramente seu. ”

Com a definição acima, o contador de histórias e escritor de livros, João Doederlein (@akapoeta) nos convida a uma reflexão sobre a dança que vai além do que os olhos podem ver.

Muitas pessoas pensam que para dançar é necessário ter alguma habilidade, escolher uma determinada modalidade e matricular-se numa escola de danças. Pois bem, a dança referida aqui não é essa com regras pré-estabelecidas, coreografadas e destinadas a espetáculos. Estou falando da dança que está dentro de você!

Na correria do dia-a-dia, imersa em mil tarefas que os bebes, as crianças, a casa e o trabalho demandam, muito pouco sobra para que a mulher olhe para si, se cuide, se acolha, se perceba. Pare e pense: O te faz vibrar? O que toca sua alma?

As respostas que você encontrou são a sua dança!!

Tudo está dentro de você, a dança da alma não exige passos coreografados, tampouco ritmo perfeito, requer apenas que olhe para dentro e deixe fluir …

Quando nos entregamos a essas sensações de maneira livre e sem julgamentos o corpo se move e vai liberando tudo que está preso, calado, imerso, escondido … é o desabafo da alma!

Experimente colocar uma música, silenciar a mente, fechar os olhos e entregar o controle. Apenas deixe acontecer e perceba quais sentimentos essa vivencia te traz. Você pode se surpreender!!

Dance com o seu bebe !!

Foto: Cristiane Paixão

Com a chegada do bebe a mãe atravessa um vale de sombras chamado puerpério. Ela não se reconhece mais enquanto se esforça para compreender, entender e atender o novo ser em sua vida. Tudo muda, tudo se transforma e afazeres sobram em suas listas de intermináveis tarefas.

A dança pode ser uma excelente oportunidade para a mãe se desconectar de todas as suas obrigações e conectar-se apenas com o seu bebe. É uma oportunidade de estar presente no aqui e no agora sem se importar com o que já foi e ainda menos com o que está por vir.

A presença fortalece o vínculo, estreita os laços, permite enxergar o que está oculto, permite sentir e deixar fluir aquilo que é necessário para renovação e refrigério da alma. É conexão entre dois seres que estão intimamente ligados, mas por vezes distantes, atravessados por dores, desamparos e tristezas.

Juntos e em movimento mãe e bebe vão encontrando seu compasso!! Embalados pela música os entraves vão se desfazendo, tudo fica mais leve, o corpo vibra intensamente e o bebe entra em ressonância com a sua mãe. Permita-se!

Hormônios liberados na dança.

 

Fonte: http://blog.alldoctors.com.br

Quando a gente se entrega a um momento só nosso e se permite um pouco de relaxamento, como por exemplo dançar, o cérebro vai liberando ocitocina, serotonina, endorfina e dopamina conhecidos como hormônios da felicidade e bem-estar.

Ocitocina é o hormônio do amor, do afago, do abraço, da confiança e da intimidade, portanto hormônio dos vínculos emocionais. Enquanto dança você abraça seu filho, acaricia, se aninha, tem toque e tem presença!

A serotonina é liberada quando nos sentimos importantes e uma das formas de ativar isso é revisitar momentos felizes e de conquistas. Você pode fazer isso enquanto dança!

Endorfina ajuda a aliviar a dor e o estresse e uma das formas mais comuns de ativá-la é rindo!! Aproveite sua dança, ria e libere todas as tensões!

A dopamina está ligada as metas, portanto responsável pelas conquistas. Tire um tempo para você, coloque isso como objetivo, você é capaz, você consegue. Dance suas vitórias!

Movimente-se! Dance!

O movimento libera energias, desfaz sentimentos negativos, liberta couraças, expande, promove bem-estar, paz, harmonia e é capaz de gerar mudança interior. Arrisque-se!

Foto: Cristiane Paixão

Procure em sua cidade grupos que proporcionam encontros entre mães e bebes, pode ser que eles ofereçam a dança e você terá oportunidade de vivenciar toda essa experiência tão valiosa.

Não deixe de dançar e desfrutar dos benefícios que ela pode trazer para sua vida. Se não houver grupos, dance sua própria dança!!

Um convite a você!

Sou facilitadora da Ciranda de Mães em parceria com a nutricionista Priscila Nunes e te convido a participar das rodas conosco na última terça-feira de cada mês,  na Clínica Nutrir Bem. Localizada na Rua Oswaldo Cruz, 1600. Apucarana – PR.

As Cirandas são gratuitas e com temas relacionados a gestação, parto, nutrição materno-infantil e puerpério.

Em breve serei também facilitadora do Método Dance Mãe e Bebe desenvolvido pela comunicóloga e terapeuta Ana Cândida Zanesco.

Se você é de Apucarana-PR ou região e ficou interessada em participar das cirandas ou da dança mãe e bebe, estou à disposição para mais informações através do contato (43) 99121-9695.

Você pode também enviar mensagem através do direct no instagram> @patimorettidoula  e se estiver grávida pode participar de um grupo VIP de atendimentos  se inscrevendo aqui https://forms.gle/RUPfWXnFWNPqFaQi6 .

Será um prazer te conhecer e trocar experiências!!!

 

Referencias

Corpo, percepção e conhecimento em Merleau-Ponty.

http://www.scielo.br/pdf/epsic/v13n2/06

Significado da biodança como fonte de liberdade e autonomia na auto-reconquista no viver humano.

http://www.scielo.br/pdf/tce/v15nspe/v15nspea05

A dança da vida: a experiência estética da biodança.

https://teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47134/tde-15062012-111437/en.php

Responsividade Materna e Teoria do Apego: Uma Discussão Crítica do Papel de Estudos Transculturais.

http://www.scielo.br/pdf/%0D/prc/v17n3/a04v17n3.pdf

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.