Confusão de bicos: o bebê não quer mais meu peito!

Compartilhe:

A tão comentada confusão de bicos acontece mesmo ou é papo para boi dormir?

Fonte: pexels

Venha comigo, vamos entender um pouquinho mais sobre a influência de bicos na amamentação e saber se eles são mocinhos ou vilões nessa nova fase da família.

 

Tem poucas mãe (sim a menoria) que são privilegiadas em não apresentarem nenhum problema relacionado a amamentação, mulheres que tem uma rede de apoio legal, tem ajuda com os afazeres da casa, não precisam retomar o trabalho cedo demais, total disponibilidade de cuidar do bebê. Com apoio, tempo e tranquilidade fica mais fácil a conexão com o serzinho que acaba de chegar, pois ambos estão se conhecendo e aprendendo juntos.

Já a mãe que não conta com muito apoio de pessoas próximas, está tendo dificuldade em posicionar o bebê ou o bebê é um pouco desesperado, dorminhoco, descoordenado ou ainda a mãe está tendo dores de pós de uma cesária, essa mulher tende a apresentar mais dificuldades ao amamentar seu pequeno e insegurança quanto ao choro do bebê.

Além disso, as teorias equivocadas começam atormentar, como o leite fraco, falta de leite, bebe fica mal acostumado no colo. Essas e outras  deixam a mulher ainda mais nervosas e como medo do bebê estar com fome.

O choro é algo que deixa as mães angustiadas e fragilizadas, afinal que mãe quer ver seu filho chorar?

Bebe chorando!!

E como acalmar o bebê?

 

Na nossa cultura é muito comum as pessoas indicarem a chupeta como sendo a única salvação em acalmar bebês e o aleitamento artificial como substituto satisfatório para o aleitamento materno, isso tudo por conta da industrialização e de agressivas publicidades.

Fonte: Flickr

A pergunta que não quer calar!

 

Ele usa chupeta, mamadeira ou outros bicos artificiais?

Às vezes o problema já começa lá na saída da maternidade com aquela prescrição ¨inocente¨, se você tiver algum problema pode comprar esse leitinho aqui, dá uma mamadeira para ele, mas só se tiver problema. Não!!! Definitivamente não!! Está errado, não se deve dar leite artificial e muito menos oferecido na mamadeira ao primeiro problema que aparece.

Bicos vão na contramão da amamentação devemos evitar a todo custo, se a mãe apresenta ingurgitamento mamário, fissuras, normalmente são problemas relacionados a pega do bebê. Quando os bicos são inseridos, a tendencia é aumentar os problemas relacionados a pega e produção, com isso aumentar as dores nos mamilos e mamas da mulher. O ideal seria procurar um profissional que possa estar ajudando e não oferecer leite artificial ou bicos. Se por algum motivo for realmente necessário complementar seja com o próprio leite ou o leite artificial, a maneira segura é no copinho ou colher (existem as colheres dosadoras bem práticas).

Fonte: Própria – colher dosadora

 

As chupetas e mamadeiras são utilizadas em muitos países, constituindo importante hábito cultural em nosso meio. Nas capitais Brasileiras 60,3% das crianças usam chupetas, com o objetivo de restringir a promoção do uso de chupetas e bicos junto ao público, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) decidiu incluir, na embalagem do produto, a inscrição “O Ministério da Saúde adverte: a criança que mama no peito não necessita de mamadeira, bico ou chupeta. O uso de mamadeira, bico ou chupeta prejudica a amamentação e seu uso prolongado prejudica a dentição e a fala da criança”. Essa medida tem como finalidade desencorajar a mãe a trocar o aleitamento natural pelo artificial.

 

As chupetas geralmente são utilizadas para ¨acalmar o bebê¨, com seu uso o bebê procura menos o peito, levando a uma menor frequência na amamentação. Com isso a estimulação do peito e a retirada de leite ficam diminuída e se não há saída em uma fábrica, diminui a produção. No nosso organismo não é diferente, não tem saída? Manda diminuir a produção!! 

Qual a maior consequência disso tudo? 

O desmame precoce!

Fonte: pxHere

 

Além disso, os bicos podem levar a infecções, podem prejudicar as funções motoras orais, problemas de fala, levar a problemas ortodônticos, respiratórios e até posturais. Você já imaginou um desvio postural em seu filho causado por uma chupeta?

 

Peito X Mamadeira, Leite materno X Leite artificial, não é tudo a mesma coisa?

 

O bebê nasce com uma capacidade gástrica bem pequenina e com uma reserva para esperar o leite da mãe descer (apojadura), enquanto isso não acontece o bebê tem a disposição o colostro que é altamente nutritivo, cheio de anticorpos, é a primeira vacina do bebê e mesmo em pequenas quantidades é capaz de nutrir e saciar o bebê. Se por algum motivo ofertarem leite artificial, com certeza a quantidade irá ser superior ao que ele consegue receber.

 

A amamentação tem inúmeros benefícios para o bebê, entre eles podemos citar proteções contra infecções, alergias, crescimento, desenvolvimento emocional e físico, inteligência, vínculo, segurança, imunidade, entre outros. Além da criança a mãe também sai beneficiada, com redução de diabetes, menor incidência de câncer, puerpério mais leve e um benefícios que elas adoram, emagrece e retoma o corpo de antes da gestação com mais facilidade.

Imagine um alimento que se modifica conforme as necessidades….

 

Sim, ele existe!!

Fonte: pinterest

O leite materno é mutável de acordo com a região onde vivem as mulheres (o leite da mulher de uma cidade é diferente de uma outra de região distinta, de acordo com os vírus pré existentes na região), além disso há uma comunicação entre as boca do bebê e a aréola da mãe, essa comunicação serve para o leite se modificar de acordo com a necessidade (bebês doentes o leite possui muito mais anticorpos do que quando está tudo bem), ainda o leite possui várias fases e essa troca de informação com o bebê, informa para ele que ele já está saciado, coisa que o leite artificial não consegue oferecer por ser homogêneo, com isso a tendência é mamar cada vez mais, o que pode levar a obesidade a curto ou longo prazo.

 

O bebê nasce e precisa aprender a coordenar os quatro movimentos mandibulares, língua ondulatória e baixa, respirar e deglutir, cansativo né? Quando você coloca um bico artificial, influencia sua habilidade oral apreendida para realizar a ordenha correta da mama, nos bicos eles só conseguem realizar dois movimento mandibulares, a língua sobe e a chupeta pula, a mãe acha que ele não quer e insiste até que ele percebe que é muito mais fácil sugar a chupeta do que o peito e desiste do peito ou briga para aceitar. Esse fenômeno é conhecido como “confusão de bicos”.

 

Você pode me falar, eu coloco o bebê para mamar e ele recusa, ele me empurra, grita.

Já são os sinais de que a confusão de bicos se instalou e se não correr para reverter isso é muito provável que seu bebê desmame precocemente. Visto que, a OMS recomenda a amamentação exclusiva até 6 meses e continuada até 2 anos ou mais, então antes disso já é considerado precoce.

Ah! E muito importante falar que, a confusão de bicos não acontece somente com bebes que estão aprendendo a mamar, ela pode acontecer em qualquer fase da amamentação. Inclusive com os bebês crescidinhos!!

Fonte: PxHere

 

Tem como voltar a amamentar exclusivamente no peito?

 

O primeiro passo é a família ter em mente que não é um processo fácil, vai demandar mais atenção, mais paciência, o bebê pode chorar mais e a mãe estar confiante que não é fome ou leite fraco. Um sling (carregador de bebê) pode ser um forte aliado mantendo o bebê próximo da mãe e ela por sua vez com as mãos livre a outros afazeres.

 

Normalmente a maioria dos bebês que fazem o uso de leite artificial, utilizam mamadeiras e chupam chupetas. O segundo passo para retomar a amamentação é se livrar de todo e qualquer tipo de bico, pois como já falamos anteriormente eles fazem com que o bebê ordenhe a mama erroneamente e a produção seja diminuída. Não adianta tentar retomar ao peito se não jogar fora todos os bicos, inclusive bicos de silicone que a mãe possa estar fazendo uso. A mamadeira deve ser substituída pelo copinho, colher ou colher dosadora.

 

Se o bebê está rejeitando o peito precisa de muita ajuda para que ele pare de brigar, muito vinculo e amor, se ele ainda pega mesmo que por pouco tempo já é algo muito bom e fica mais fácil a retomada. O bebê que estiver totalmente desmamado, precisa fazer relactação (técnica que utiliza uma sonda nasogástrica ou uretral número 4, onde uma extremidade é fixada próximo ao mamilo e a outra dentro de um recipiente com o leite artificial).

Fonte própria – Relactação!

Ao bebê sugar ele estimula a hipófise a comandar a produção dos hormônios responsáveis pela produção e ejeção (prolactina e ocitocina) do leite. O bebe não desiste de sugar pois está vindo leite artificial pela sonda. A medida que a produção materna vai aumentando e a confiança da mulher também, vai reduzindo a quantidade de leite artificial oferecida gradualmente.

 

Procure uma consultora em amamentação para dar todo o auxílio, suporte e apoio necessário.

 

Quanto mais contato pele a pele, sling, banho juntos, cama compartilhada fizerem, mais fortalecido estará o vínculo afetivo do binômio mãe e bebê. Cada progresso por mínimo que seja é muito importante, não é fácil mas tenho certeza que com determinação, paciência e amor vocês conseguem! Sintam se vitoriosas!!

 

Um grande abraço e acompanhem os próximos textos!!

Referencias Bibliográficas:

O efeito de bicos e chupetas no aleitamento materno –http://www.scielo.br/pdf/jped/v79n4/v79n4a04

Interferência do uso dos bicos artificiais nos padrões de sucção e na amamentação – https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/1745

A influência da amamentação natural no desenvolvimento dos hábitos orais – https://www.redalyc.org/pdf/1693/169320510005.pdf

Uso de chupeta em crianças amamentadas: prós e contras –https://www.researchgate.net/profile/Gabriela_Buccini/publication/319037798_Uso_de_chupeta_em_criancas_amamentadas_pros_e_contras_Pacifier_use_among_breastfed_children_pros_and_cons/links/598c41e3458515c333a796f9/Uso-de-chupeta-em-criancas-amamentadas-pros-e-contras-Pacifier-use-among-breastfed-children-pros-and-cons.pdf

SAÚDE DA CRIANÇA Aleitamento Materno e Alimentação Complementar- http://189.28.128.100/dab/docs/portaldab/publicacoes/saude_crianca_aleitamento_materno_cab23.pdf

ELEMENTOS QUE INTERFEREM NA AMAMENTAÇÃO EXCLUSIVA: PERCEPÇÕES DE NUTRIZEShttp://www.saludpublica.fcm.unc.edu.ar/sites/default/files/RSP09_2_04_art1_6-14.pdf

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.