A importância do apoio para uma maternidade ativa

Compartilhe:

O nascimento de um filho é uma das transformações mais significativas na vida de uma família. Todos são afetados, mas as alterações físicas, emocionais e sociais causadas pela gestação, e todos os processos que se sucedem à ela, têm especial impacto na vida da mulher; e a maneira como ela vivencia essa experiência é importante para a própria percepção do ciclo gravídico-puerperal e da maternidade.

É nesse ponto que a rede de apoio desempenha papel essencial diante das suas necessidades e é fundamental para os seus cuidados antes e após o parto, além de possibilitar a diminuição de ocorrências de eventos estressantes.

A importância do apoio para uma maternidade ativa
Foto: Alquimia / Aline Teixeira

Esse apoio pode vir de familiares, não familiares, profissionais e instituições. São diversos os tipos de apoio, desde orientações e informações, suporte material e financeiro, auxílio nas tarefas domésticas e de cuidado com os filhos, e o oferecimento de apoio emocional. Nesse contexto, pode haver o fortalecimento da mulher (da crença nas suas capacidades) e das suas relações interpessoais.

Universo ao meu redor

Nada melhor que poder contar com a família nesse momento de intensa transição existencial. Independentemente da quantidade de pessoas dessa rede, o que importa é a qualidade do apoio. A opinião e o incentivo das pessoas que nos cercam, sobretudo os companheiros, os avós da criança e outras pessoas significativas para nós são de extrema importância.

No entanto, as mulheres que possuem uma rede de apoio mais ampla, formada por um número maior de contatos e interações diárias, têm acesso a uma maior assistência do que as mulheres com redes menores. Em uma rede extensa, caso não recebam o apoio esperado em um determinado ambiente social, elas terão uma possibilidade maior de encontrá-lo junto a outras pessoas.

Rede de apoio é tudo!

Neste sentido, os grupos de apoio possibilitam, além do acolhimento, o intercâmbio de experiências e conhecimentos, por isso são uma excelente forma de promover a compreensão do ciclo gravídico-puerperal e o empoderamento feminino-materno.

Ishtar: um espaço para a autonomia e o protagonismo da mulher

O Ishtar – Espaço para Gestantes iniciou suas atividades em Recife, em 2007, quando três amigas se uniram em torno de um mesmo ideal: a vontade de parir e criar seus filhos de uma forma mais respeitosa, humanizada. E criaram esse grupo de apoio à gestação e ao parto ativo, que foi se espalhando por várias partes do Brasil. É um trabalho voluntário.

Num cenário nenhum pouco respeitoso com a mulher e com o bebê, cercado de mitos, intervenções excessivas, iatrogenia e violência, os grupos de apoio desempenham um papel tão importante e necessário: promover a autonomia e o protagonismo da mulher, contribuir para uma visão mais positiva e integrativa do parto, disponibilizar informações baseadas em evidências científicas; que são os três pilares do movimento humanista de assistência obstétrica e neonatal.

Aqui em Belo Horizonte o grupo foi fundado em 2011 com um grupo de amigas que também tinham esse desejo de criar um grupo de apoio mais focado no empoderamento feminino. Já são mais de 7 anos proporcionando diversas atividades para as gestantes e participando de frentes, movimentos e lutas em busca dos nossos direitos sexuais e reprodutivos. Atualmente oferecemos encontros para gestantes (seus acompanhantes e demais interessados) e para puérperas.

A importância do apoio para uma maternidade ativa
Encontro pós-parto do Ishtar BH. Arquivo pessoal.

Neste espaço, as mulheres e suas famílias podem se preparar para a gestação, para o parto e o pós-parto, bem como para a amamentação, o cuidado e a criação dos filhos, e assim terem a oportunidade de tomar decisões mais conscientes e verdadeiramente protagonizar o seu parto e a sua maternidade.

Quer conhecer mais sobre o Ishtar e participar dos nossos encontros? Acompanhe-nos no Blog, no Facebook e no Instagram!

Quer conhecer mais sobre mim e fazer parte de um grupo VIP de atendimento? Inscreva-se aqui!

Referências:

Doulas recomendam:

Intervenções desnecessárias no parto Intervenção Substantivo feminino 1. ato de intervir. 2. em um debate, ato de emitir opinião, contribuir com ideias etc. Atualmen...
O que é Fórceps? A História do Fórceps Criado no século XVI por Peter Chamberlen, o fórceps passou a ser utilizado em partos com dificuldade de descida do bebê e em ...
Roda de Gestantes em São Paulo As nossas Rodas de Gestantes serão encontros conduzidos por profissionais do parto tais como doulas, obstetrizes e ginecologistas com o objetivo de es...
Por que o contato pele a pele é tão importante? Ah ! Aquele positivo em mãos , você já imaginando , aquele bebezinho chegando , você olhando para ele , vendo as mãozinhas , as perninhas , os dedinho...
Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *