Quanto tempo o tempo do parto tem?

Compartilhe:

trabalho de parto - tempo do parto - parto normal
por Aline Baldassim

Quando o assunto é o tempo de duração de um trabalho de parto temos que ter em mente, primeiramente o seguinte: o parto é um evento único e o tempo, tão temido, tão esperado, tão sonhado ou tão questionado tempo do parto normal, é relativo! Sim, não há regras e o tempo é variável, pois cada mulher tem seu parto e no seu tempo.

Não se pode comparar ou afirmar, muito menos datar; pois bebê não tem prazo de validade e bem sabemos que não passam do tempo, correto? Bem sabemos que se tudo estiver bem com a mamãe e o bebê e se estiverem bem assistidos, pode-se esperar pacientemente o tempo natural das coisas acontecerem durante o parto.

Lembre-se que a DPP que é a Data Provável do seu Parto, trata-se apenas de uma estimativa, como o próprio nome diz, uma probabilidade de quando seu bebê poderá nascer, de acordo com a DUM (data da última menstruação) ou Data do seu primeiro ultrassom. Porém é muito comum ocorrerem falhas com margem de erro pra mais ou pra menos no cálculo das semanas da idade gestacional.

Os últimos estudos da American College of Obstetricians and Gynecologists (ACOG), mostram que o parto pode ocorrer espontaneamente entre 36 a 44 semanas. Podemos ainda verificar no gráfico abaixo, que mostra que a maioria dos partos acontecem espontaneamente entre 39 e 41 semanas.

gráfico de curva idade gestacional - semanas de gestação - tempo de parto normal
Curva de Gauss Idade Gestacional – American College of Obstetricians and Gynecologists

Podemos também encontrar variações entre o número de semanas da gestação e a real idade gestacional do bebê ao nascer; através do método de Capurro, que consiste numa avaliação médica que fornece a idade gestacional corrigida do recém-nascido.

Portanto, uma mãe que pariu com 40 semanas por exemplo, pode verificar após o parto que o bebê na realidade tinha a idade gestacional de 38 semanas, ou seja; a idade corrigida do bebê ao nascer pode ser diferente para menos ou para mais semanas, podendo muitas vezes esperar tranquilamente 40 semanas ou mais.

Porém o que vemos em nossa realidade obstétrica e cultural também, é sempre o tempo sendo determinante para agendar uma cesárea desnecessária, sem motivos clínicos, com alegações de que a gestante “não entrou em trabalho de parto” ou “não teve dilatação”; mas na maioria das vezes não foi respeitado o tempo necessário e a “hora certa” para que isso acontecesse.

O que esperar, quando se está esperando

barriga-gestante-gravida-38 semanas - tempo de parto
Imagem do arquivo pessoal

Mas como saber quanto tempo vai levar? Como saber quanto tempo é seguro esperar?

Na verdade, o x da questão não é saber, a questão é entender! Entender que parir é um processo fisiológico que ocorre naturalmente e progressivamente em etapas e entender cada uma delas, te deixará mais segura para dar tempo ao tempo, tempo ao seu corpo, à sua mente e ao seu bebê.

O que ouço com frequência de muitas das mamães, principalmente as de primeira viagem que acabam não tendo seu parto normal; é que poderiam ter esperado mais, que não sabiam que o tempo de espera era seguro, que na verdade a espera nem foi longa, ou que agora entendem que nem estavam em trabalho de parto ativo. Portanto antes de temer o tempo é preciso esperar chegar a hora.

Vamos lá ao que te espera, ou melhor ao que você deve esperar:

Pródromos – O que esperar:

  • Contrações indolores, espaçadas e aleatórias, as famosas contrações de Braxton Hicks.
  • Contrações doloridas, irregulares e espaçadas, ou seja, de intensidade mais forte e outras mais fracas; uma contração vem em 10 minutos e outra em 30 minutos, ou elas somem e voltam depois de horas.
  • Perda de tampão mucoso, pode-se perder o tampão de 10 a 20 dias antes do parto, de uma só vez ou ir perdendo pouco a pouco diariamente. Ou sua perda pode não ocorrer ou ser imperceptível.
  • Aumento da dor e desconforto no assoalho pélvico, devido a pressão da cabecinha do bebê no colo do útero durante as contrações, afinando e amolecendo o colo.

Esta é a primeira fase do processo e pode levar horas, dias, semanas… costumo dizer que é uma degustação do trabalho do parto. É o corpo treinando as contrações e se preparando para o parto que pode ocorrer a qualquer momento, mas relaxa! Você ainda não está em trabalho de parto, mas deve avisar sua doula e sua equipe que está prodromando.

Bolsa Rota – O que esperar:

  • Geralmente o rompimento espontâneo da bolsa d’água se dá durante o período de dilatação, devido à pressão intra- uterina contra as membranas que a envolvem, causando sua ruptura espontânea.
  • A ruptura da bolsa pode ocorrer antes do trabalho de parto, considerada precoce;
  • A ruptura pode ocorrer no início do trabalho de parto, considerada prematura;
  • A ruptura pode ocorrer entre 6 e 8 cm de dilatação, considerada oportuna;
  • Ou ainda, pode ocorrer no final da dilatação, considerada tardia.

Apesar de toda informação atual, ainda hoje é muito comum encontrarmos mulheres que correm para a maternidade logo que a bolsa rompe; mas nem sempre o trabalho de parto desencadeia logo após a ruptura, e mesmo se desencadear ainda teremos tempo suficiente para vivenciar todas as fases do trabalho de parto com calma e paciência; lembrando que estamos falando de uma gestação a termo, acima de 37 semanas.

O rompimento da bolsa é um dos sinais, e a mulher pode entrar em trabalho de parto sem que a bolsa tenha se rompido e até mesmo parir o bebê empelicado, ou seja, ainda dentro da bolsa.

O tempo médio para entrar em trabalho de parto espontâneo varia, podendo levar 5 horas, 24 horas, 48 horas e até 72 horas.

Fase Latente – O que esperar:

  • Contrações pouco ritmadas e irregulares, com intervalos variáveis, de 5 em 5 minutos, depois em 10 ou 15 minutos ou mais.
  • Sensação da barriga ficando dura, mas algumas vezes sem sentir dor.
  • As contrações doloridas vêm como ondas nascendo no pé da barriga e se espalhando por toda lombar; umas vêm mais fracas e outras mais fortes e vão se intensificando gradualmente.
  • As dores ainda são moderadas e suportáveis e a mulher ainda consegue conversar, relaxar, algumas conseguem dormir, comer, passear, ler um livro.

Nesta fase seus hormônios estão aumentando a todo vapor e a produção de ocitocina, o hormônio do amor; é o que fará as contrações se intensificarem.

barriga-gestante-contracoes-trabalho de parto-fase latente - tempo de parto
Imagem do arquivo pessoal
gestante-exercício na bola- massagem- acompanhante - trabalho de parto- tempo de parto
Imagem do arquivo pessoal

É hora de chamar sua doula e seu acompanhante pra partejar com você e te dar todo apoio emocional, físico e acolhimento, pois esta fase pode durar em média de 10 a 24 horas.

Fase Ativa – O que esperar:

  • Contrações ritmadas e de intensidade mais forte com intervalo de 3 em 3 minutos.
  • Dilatação do colo maior do que 5 cm e progressão para dilatação total.
  • Mudança no comportamento, a mulher fica mais reclusa, fala menos, pede a doula ou acompanhante que fale por ela.
  • Começa a sentir vontade de fazer força espontaneamente.
  • Mergulho numa conexão interior profunda e poderosa, chamada Partolândia.
trabalho de parto - parto - doula - acompanhante - fase ativa - tempo de parto
por Aline Baldassim

Não restam dúvidas, nesta fase a você SABE que está em franco trabalho de parto, você percebe que seu corpo está realmente trabalhando duro pra parir e você se concentra apenas nas suas contrações.

É nessa hora que entra o mantra: Respira, Aceita, Entrega e Agradece!

Esta fase pode levar em média 12 horas, portanto você deve abusar das massagens, do chuveiro, da bola, dos movimentos e posições, da dança com sua playlist favorita, da intimidade com seu acompanhante, dos métodos de relaxamento e tudo mais que desejar e tiver colocado em seu plano de parto.

 

Fase do Expulsivo – O que esperar:

  • Dilatação total 10 cm.
  • Puxos espontâneos, são as fisgadas e são como se algo ou alguém puxasse mesmo a vagina fazendo uma pressão intensa para baixo.
  • Vontade espontânea, intensa e incontrolável de fazer força e vontade de evacuar.
  • As contrações continuam intensas e vêm com a vontade de fazer força, porém há uma de alívio entre os intervalos.
  • Descida do bebê, o bebê desce pela pelve até atingir o plano zero e cabecinha começar a coroar.
Descida do bebê - encaixar na pelve - plano zero - tempo de parto - mecanismo do parto
Imagem do artigo Mecanismo de parto

Esta fase geralmente é a de maior esforço e pode levar em média de 40 minutos a 3 horas. A mulher se concentra somente no canal de parto e pode sentir seu bebê trabalhando e descendo pelo canal.

trabalho de parto - expulsivo - força - contrações - tempo de parto
por Aline Baldassim

Você precisa de máxima concentração para trabalhar nas contrações junto ao seu bebê e encontrar o ritmo do seu corpo para você mesma dirigir e fazer força no momento certo.

Respire e inspire: Cheira a flor e assopra a vela e força no períneo!!

Círculo de Fogo e Nascimento do Bebê – O que esperar:

bebê coroando - coroamento - círculo de fogo - expulsivo - tempo de parto
Imagem https://www.gestacaobebe.com.br/wp-content/uploads/2016/05/fases-parto-normal.jpg

Falando de um bebê em posição cefálica:

  • A cabeça do bebê está coroando, você sentirá a sensação de forte queimação e ardência como se sua vagina estivesse pegando fogo.
  • Ocorre um forte estiramento na musculatura do períneo para a cabecinha que está se acomodando no canal para a passagem.
  • O bebê vai descendo aos poucos pressionando com a cabeça conforme a mãe faz força durante as contrações.
  • Primeiro ocorre o nascimento da cabeça do bebê; a posição do bebê está de costas para a mãe.
  • Em seguida o bebê faz um movimento de rotação externa, rodando a cabeça e o tronco na direção frontal da mãe.
  • Pouco tempo depois, com a ajuda das contrações uterinas e a força que mãe faz, ocorre a passagem dos ombros e do corpinho por completo.

É necessário entender que o desprendimento da cabeça e do corpo do bebê acontecem nas etapas acima e quanto mais suave, gradual e natural for este processo, maiores as chances de nenhuma laceração do períneo ou laceração de primeiro grau.

trabalho de parto-expulsivo-nascendo-força-nascimento - tempo do parto
por Aline Baldassim

Nesta fase é muito importante que você mãe e todos os profissionais que te acompanham tenham e pratiquem a paciência ativa, para apenas observar e aguardar atentamente o nascimento do bebê por completo. Infelizmente é muito comum neste momento ocorrer intervenções desnecessárias com o períneo da mulher e/ou condutas incorretas como puxar a cabecinha do bebê com intuito de apressar o processo, que são prejudicais para ambos.

Esta etapa costuma ser rápida havendo progressão e ausência de distócias, dura em torno de 60 segundos.

 Nascimento da Placenta – O que esperar:

  • As contrações continuam, porém, mais leves e fracas para provocar a dequitação (saída) da placenta.
  • O Ideal é que mãe amamente seu bebê logo após o nascimento para estimular as contrações uterinas.
  • A placenta pode ficar ligada ao bebê através do cordão umbilical até que seja cortado; é benéfico aguardar até que cordão tenha parado de pulsar para realizar o clampeamento, garantindo assim o aporte de nutrientes essenciais para o bebê.
  • A placenta deve se desprender naturalmente do útero.
  • O útero continua contraindo e vai diminuindo de tamanho após a expulsão da placenta.
  • Geralmente após a expulsão a placenta é descartada em lixo hospitalar, mas se for da vontade da gestante, ela pode solicitar aos profissionais ou ao hospital para vê-la ou levá-la para se desejar; uma sugestão é fazer um lindo carimbo artístico como recordação ou dar outro destino que desejar.

A dequitação da placenta pode levar de 5 minutos a 30 minutos.

placenta- dequitação - pós parto imediato - tempo do parto
Imagem arquivo pessoal Talita Antunes

É importante que os profissionais respeitem a fisiologia desse processo e não tracionem (puxem) para agilizar o processo, pois a tentativa de forçar ou arrancar são condutas que podem causar sérios danos neste momento.

Seu Parto levará o tempo que for necessário

Entenda que o parto não é uma maratona… você não deve se desgastar o tempo todo em que espera o trabalho de parto engrenar. Você pode sim e deve se movimentar, mas se quiser, puder e sentir disposição para isso de forma a colaborar com seu corpo.

Procure não se preocupar com nada que não seja seu parto, foque no momento presente e entregue-se inteiramente; não se preocupe com a dilatação nem com quanto tempo já faz que está em trabalho de parto.

Esqueça o relógio, confie em você, confie no seu bebê, confie na sua equipe e deixa fluir!!

Um parto rápido pode levar 3 a 4 horas do início ao fim e outros partos mais longos podem levar de 24 horas e até 3 dias; repito, se mãe e bebe estiverem bem assistidos em boas condições e sem intercorrências, com o trabalho de parto evoluindo bem e normalmente, “ Segue o Parto! ”

 

Referências Bibliográficas:

  • A influência positiva da doula no trabalho de parto

http://www.scielo.br/pdf/csc/v17n10/26.pdf

  • Influência da mobilidade materna na duração da fase ativa do trabalho de parto

http://www.scielo.br/pdf/rbgo/v28n11/a07v2811.pdfv

  • Práticas de atenção ao parto humanizado

http://www.scielo.br/pdf/ean/v10n3/v10n3a12

https://www.scielosp.org/article/csp/2008.v24n8/1859-1868/pt/

  • Campleamento tardio do cordão umbilical

http://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/120074/WHO_RHR_14.19_por.pdf;jsessionid=E037F85637CF31ECD5FD56C5C9814FAF?sequence=2

  • Ruptura de Bolsa antes do trabalho de parto

https://bionascimento.com/wp-content/uploads/2015/08/pcap023.pdf

  • Fisiologia do Parto

https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/3907858/mod_resource/content/1/Contratilidade%20Uterina%20%2B%20Per%C3%ADodos%20Cl%C3%ADnicos%20Parto%203%20agosto%202017.pdf

  • Mecanismos de Parto

http://slideplayer.com.br/slide/1567433/4/images/40/Mecanismo+de+parto+Rota%C3%A7%C3%A3o+externa.jpg

https://slideplayer.com.br/slide/2883444/

http://adm.online.unip.br/img_ead_dp/12850.ppt

https://edisciplinas.usp.br/mod/resource/view.php?id=1172280

  • Livro: “Parto Ativo” Balaskas, Janet
  • Livro: ” Parto com Amor “Luciana Bennati, Marcelo Min
  • Livro: “Quando o corpo consente” Therese Bertherat, Marie

 

  • Distócia de Ombros

https://www.febrasgo.org.br/pt/noticias/item/259-distocia-de-ombro

  • Assistência ao Trabalho de Parto
    Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto Universidade de São Paulo Depto. De Ginecologia e Obstetrícia “Assistência ao Trabalho de Parto Humanizada 2012”

http://slideplayer.com.br/slide/1567433/#

  • Expulsão expectante da Placenta

https://www.cochrane.org/pt/CD007412/expulsao-da-placenta-de-forma-ativa-expectante-ou-mista-no-terceiro-periodo-do-parto

Compartilhe:

3 respostas para “Quanto tempo o tempo do parto tem?”

  1. 👏👏👏👏👏👏
    Que texto incrível! Rico em informações do começo ao fim! Uma delícia de ler!! Parabéns amiga!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.