Meu filho nasceu roxo!

Compartilhe:

Bebês que nascem roxos são sempre motivo de comentários não é? Sempre tem aquele (a) que acha que o filho estava em perigo por que nasceu roxinho. Não é exatamente assim, bebês nascem assim e isso não é um sinal expressivo de sofrimento, o que acontece é que a circulação fetal é diferente da nossa, o sangue deles é menos oxigenado do que o nosso, por isso nascem assim, notem que após o nascimento eles vão ganhando aquela coloração rósea bonita que a gente tanto ama, isso ocorre por que as trocas gasosas no pulmão estão acontecendo deixando cada pedacinho do pequeno corpinho do neném nutrido de sangue oxigenado, vamos falar aqui de recém nascidos saldáveis e como acontece de forma fisiológica essa transição após o nascimento.

A circulação do feto é específica e diferente da nossa:

  1. A circulação corpórea do feto tem 5 itens a mais que nossa, são recursos dados pela natureza para garantir nutrição e sobrevivência do feto intra útero, para início de conversa eles têm a placenta, esse órgão incrível que já falei aqui no blog e que inclusive as pessoas fazem uso terapêutico dela, lembra? Vou deixar o link para você ver um pouquinho sobre as diversas utilidades dessa maravilha. Placentofagia!O que é isso?!    além disso existem “atalhos” ou como eu gosto de pensar “ligações” que garantem o ” não desperdício” de O2 em áreas não muito nobres, nessa fase a irrigação do cérebro é muito importante, porém cada parte do corpo recebe a quantidade de sangue que lhe é necessária, esses “atalhos” são chamados de ductos venoso e canal arterial, além do coração também manter um funcionamento diferente, no nosso caso o coração direito recebe sangue rico em gás carbônico no caso do feto recebe sangue oxigenado e entre os átrios existe um buraquinho chamado de forame oval, onde podemos entender também como um outro atalho para nutrir rapidamente regiões muito importantes.
    Imagem retirada do site: Café Mamãe Link de acesso: http://vilamamifera.com/cafemae/e-placenta-arvore-da-vida/

    Link para acesso: https://www.youtube.com/watch?v=JyUy_UQfuY0
  2. Os pulmões de um ser extra útero tem a função de realizar as trocas gasosas, sendo assim, vc respira e leva 0² para dentro dos pulmões e ele pega do sangue gás carbônico, o feto não respira e está imerso em água, assim se seus pulmões expandirem a fim de receber O² vai receber liquido e isso não é bom para esse órgão, por tanto ele é “fechado” o que chamamos de alta resistência, não chega sangue nos pulmões em grande quantidade somente o necessário para nutrir -lo, cerca de 10% do volume vai para os pulmões.
  3. Essas ligações e o buraquinho ( forame oval) que fica entre os átrios se fecham ao nascer a partir do momento em que o cordão é clampeado, o primeiro a fechar é ducto venoso já que não há mais necessidade de desvio desse sangue que vinha da placenta, diminui o fluxo de sangue no coração direito ( átrio direito) os pulmões se expandem recebendo oxigênio e começando as trocas gasosas, o forame oval se fecha com o coração esquerdo recebendo volume de sangue oxigenado. ( quando falo em coração esquerdo e direito quero dizer: átrio e ventrículo esquerdo e átrio e ventrículo direito.) A imagem a baixo mostra um coração funcionante fora do útero, onde as trocas gasosas já são realizadas pelo pulmão, a coloração azul indica sangue venoso rico em CO² e o vermelho sangue arterial rico em O², no caso do feto o sangue arterial cai no átrio direito passando pelo forame oval para o esquerdo.
Facebook de MHV Serviços médicos

É possível observar que intra útero o bebê recebe pouco sangue oxigenado? É uma questão de sobrevivência, estratégia da natureza, por esse motivo eles nascem com uma coloração arroxeada e isso tende mudar nos primeiros minutos de vida quando os pulmões se expandem e são capazes de realizar trocas gasosas, no primeiro minuto de vida do Recém Nascido sua saturação gira em torno de 60 a 65% chegando à 87 a 92% no quinto minuto de vida, isso para ele não é prejudicial.

” A avaliação da coloração da pele e das mucosas do RN não é mais utilizada para decidir procedimentos na sala de parto. Estudos têm mostrado que a avaliação da cor das extremidades, do tronco e das mucosas é subjetiva e não tem relação com a saturação de oxigênio ao nascimento. Além disso, RN com esforço respiratório e FC adequados podem demorar alguns minutos para ficarem rosados. Nos RNs que não precisam de procedimentos de reanimação ao nascer, a saturação de oxigênio com um minuto de vida situa-se ao redor de 60% – 65%, só atingindo valores de 87% – 92% no quinto minuto de vida.”  Ministério da Saúde

É por isso que quando ouvimos a expressão “NOSSA MEU FILHO NASCEU ROXO MININA!” Que ficamos com a língua coçando, mas já imaginou falar tudo isso pra uma mãe que acabou de parir? Não dá né? O assunto é extenso e as vezes confuso, mas se você não é da área da saúde, ou não está afim de entender minunciosamente essas informações grave sempre a seguinte frase: – Bebês nascem roxos!

Referências:

  1. Fisiologia da circulação fetal e diagnósticos das alterações funcionais do coração do feto.http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0066-782X1997000900013
  2. Atenção à saúde do recém nascido – Guia para profissionais da saúde http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/atencao_saude_recem_nascido_profissionais_v1.pdf

 

 

 

 

Compartilhe:

3 respostas para “Meu filho nasceu roxo!”

  1. Amo esse blog!!!
    Sou doula em uma cidade muito pobre desse serviço e tudo aqui é no blog é muito útil!
    Gratidão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.