07 Coisas que não te contaram sobre o Parto Normal

Compartilhe:

Quando se está para viver algo novo, é importante saber o que pode acontecer.

Então, se você está se preparando para o parto normal, senta aqui e vamos conversar, porque hoje vou te dizer sete coisas que não te contaram sobre o parto normal – e o pós-parto normal!

setecoisasquenaotecontaram
Fonte: Yummy Mummy Club

Pode ficar tranquila, a lista abaixo são possibilidades dentro da normalidade.

Vamos lá?

1. Se mexer é bom, mas não é fácil

Essa dica é importantíssima: quanto mais movimento, melhor!

movimentar não é fácil
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Caminhar, agachar, rebolar, dançar e ficar quicando na bola suíça são um diferencial no desenrolar do parto.

Mas quando as contrações começam, é difícil manter o foco e querer se movimentar. Por isso, saiba que não-é-fácil-se-mexer-em-trabalho-de-parto.

É preciso, é bom, ajuda demais, mas não é fácil.

2. O que ajuda uma, nem sempre ajuda outra

As posições que se você aprende não são universais. Elas podem funcionar para muitas mulheres e em você não fazer nem cócegas! Por exemplo, você pode detestar ficar debaixo do chuveiro quente – algo aclamado por muitas mulheres. Do mesmo modo, você pode adorar ficar de quatro apoios, coisa que sua amiga pode ter detestado.

O segredo é tentar as posições, mas permitir que seu corpo trabalhe e se movimente livremente. Para isso se escute e se permita!

3. A dor tem níveis

O parto tem dor e isso é um fato. Não é fácil colocar uma bolotinha de 3 kg e 50 cm por um canal estreitinho, né? Mas essa dor não é insuportável. Você pode sentir as contrações como ondas, que vem aos poucos, chegando a um ápice e depois aliviando suavemente.

dor-do-parto
Foto: Débora Mota

Normalmente, uma contração fortíssima é seguida de uma mais amena. É como se o corpo se adaptasse a um nível de dor e, aos poucos, fosse aumentando sua intensidade de modo que você consiga aguentar.

Detalhe: quando a dor estiver insuportável e você achar que não aguenta mais, segura as pontas porque está muito perto de seu filho nascer.

4. O bebê nasce, mas a dor não passa

Apesar dos relatos sobre o alívio imediato da dor assim que o bebê nasce, nem sempre é assim. É comum alguns incômodos continuarem, como ardência no canal vaginal, dor nas pernas, cóccix e costas. Da mesma forma como a continuidade varia de acordo com cada mulher, a sua duração também é volátil: pode passar em alguns minutos, horas ou dias.

5. Amanhã parece dia de perna em academia

A recuperação do parto normal tende a ser mais rápida e suave, mas não é necessariamente indolor. Em especial, o dia após o parto parece incomodar mais: o corpo esfria e você pode começar a sentir dores, inclusive se você saiu do parto sem sentir absolutamente nada. É como o dia seguinte ao treino na academia: na hora você sabe que fez o esforço, mas a fadiga só chega depois do descanso.

6. Bebês parecem gripados

bebe espirra
Fonte: Merril Joyce Mayer

Eles espirram e ficam com o narizinho obstruído. Isso porque o sistema respiratório dele estava cheio de líquido amniótico e a saída total disso pode levar alguns dias. espirro é um mecanismo natural do corpo para limpar as vias respiratórias, então mantém a atenção, mas não precisa achar que ele adoeceu.

7. Amor instantâneo não é regra

É, sei que você não esperava ler isso. Você espera olhar para aquele serzinho todo sujo de vérnix em seus braços e chorar e/ou sorrir sentindo-se cheia do amor mais puro do universo.

Sim, isso pode acontecer, afinal é seu bebê! Porém, as vezes não é esse amor de cinema que acontece. As vezes é só um alívio por ter acabado, ou querer ficar de olhos fechados esperando passar. E as vezes… As vezes não é amor a primeira vista mesmo! Não significa que você seja uma mãe ruim. Você é só uma pessoa que passou por algo intenso e que está conhecendo outra pessoa.

E tem mais

Além dessas sete possibilidades, existem várias outras. O importante é que você esteja ciente que muito do que você planejou pode não ser exatamente assim e que está tudo bem.

parto-normal-debora-mota
Foto: Débora Mota

O parto é lindo e intenso, é físico, é emocional, é psicológico. É uma questão social, de apoio e empatia, é uma questão psicológica de lidar com todos os medos plantados e as expectativas criadas. É muito louco viver um parto. Mas vale a pena.

Lembre: a contração é seu corpo ajudando o seu bebê a nascer. Ela não está contra você, ela é você. Reconheça sua força e desfrute de sua própria potência.

 

Te desejo uma boa hora.

Referências:

Assistência ao primeiro período do trabalho de parto baseada em evidências, por Ana Maria Feitosa Porto, Melania Maria Ramos Amorim eAlex Sandro Rolland Souza. Disponível em: http://bhpelopartonormal.pbh.gov.br/estudos_cientificos/arquivos/artigo_femina_assistencia_ao_parto_parte_I.pdf

Parto Ativo: Guia Prático para o Parto Natural, por Janet Balaskas, tradução Adailton Salvatore Meira. 2012. [Disponível em PDF]

Compartilhe:

2 respostas para “07 Coisas que não te contaram sobre o Parto Normal”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.