Quando o bebê vai nascer?

Compartilhe:

E de repente você se depara com aqueles dois risquinhos no palito e pá… tô grávida!!!! Junto com a notícia da gravidez vem uma enxurrada de perguntas e palpites. É muito normal as pessoas quererem saber quando o bebê vai nascer. E a medida que essa data vai chegando já começam a te olhar como se você fosse uma bomba relógio. E o que mais você ouvirá são frases do tipo:

– Quando esse bebê vai nascer?

– Cuidado pra ele não passar da hora heim!

– Esse bebe é muito preguiçoso!

– Nossa parece que você está grávida há um ano!

A pressão pelo nascimento acaba gerando mais ansiedade e estresse no final da gestação.

 Mas como estimar a data do nascimento?

É possível fazer uma estimativa da data provável do parto, mas como não é uma ciência exata, é bem possível que o bebê não nasça no período estipulado.

As duas formas de calcular a idade gestacional é pela data da última menstruação (DUM) ou pelo ultrassom realizado no primeiro trimestre. A partir desses dois indicadores o médico irá calcular a idade gestacional. Se houver diferença entre as datas, o método mais preciso para determinar a idade gestacional é o ultrassom do primeiro trimestre, e com esses dados é determinada a DPP.

DPP? O que é isso?

A DPP é uma sigla usada para se referir a data prevista pro parto. Como o próprio nome já diz, é apenas uma estimativa de quando geralmente o bebê desencadeia o trabalho de parto.

O trabalho de parto espontâneo, caso não haja nenhuma patologia, pode ocorrer entre 36 e 44 semanas de gestação. Abaixo, temos a Curva de Gauss apresentada pela Associação Americana de Ginecologia e Obstetrícia (Acog). A curva mostra a distribuição dos nascimentos ao longo das semanas gestacionais. Percebemos que a ocorrência mais comum de trabalho de parto se dá no período apontado no topo da curva gráfica, ou seja, em 40 semanas. Que é exatamente a DPP.

Associação Americana de Ginecologia e Obstetrícia (Acog)
Associação Americana de Ginecologia e Obstetrícia (Acog)

O gráfico mostra que:

  • Apenas 2,5% dos partos ocorrem antes de 37 semanas
  • 20% dos partos irão acontecer entre 37 e 39 semanas
  • A maioria dos partos se concentram entre 39 e 41 semanas
  • 15% dos partos ocorrem espontaneamente entre 41 e 42 semanas
  • 2,5% dos partos irão acontecer após as 42 semanas, podendo chegar as 44 semanas
  • 97,5% dos partos irão acontecer até as 42 semanas

Portanto a DPP não significa a data limite para o nascimento.

A DPP chegou e nem sinal de parto e agora?

Foto: Marco Ciofalo

É perfeitamente normal a gestação passar de 40 semanas, ainda está dentro do prazo considerado seguro para o bebê nascer.

Chegando as 41 semanas o médico pode querer fazer um controle mais rigoroso do bem estar fetal. Se mãe e bebê estão bem e o pré natal não tem intercorrências, a gestante deve ser informada das vantagens e desvantagens da indução e da conduta expectante. Algumas mulheres não querem ser submetidas a protocolos de indução do parto e irão ficar mais satisfeitas aguardando o trabalho de parto espontâneo. A decisão deve ser tomada em conjunto, levando em consideração o resultado dos exames, respeitando a vontade da mãe e a segurança de ambos.

Quando induzir?

A indução é indicada para evitar que a gestação pós-termo avance além de 42 semanas, ou se a continuação da gravidez apresentar algum risco tanto pra mãe quanto para o bebê.

O termo “indução do parto” é utilizado para todos os procedimentos que podem provocar contrações uterinas e conseqüentemente o trabalho de parto. Os métodos para a indução podem ser tanto não farmacológicos como acupuntura, descolamento de membranas e sonda de foley ou farmacológicos como a prostaglandinas e a oxitocina. A escolha do método para indução é individualizado para cada gestante, e é necessário avaliação para a definição do método mais eficaz.

Se você está chegando perto ou já passou da sua DPP e não houver um motivo clínico para antecipar o nascimento, o ideal é aguardar o tempo de amadurecimento do bebe e esperar os sinais de trabalho de parto. Procure relaxar e se desligar das pressões do mundo exterior. Ele, mais do que ninguém, sabe a melhor hora de nascer.

Quer saber mais sobre esse ou outros temas? Entre em contato comigo clicando aqui.

Indicação de leitura

Estudando a gravidez prolongada – http://estudamelania.blogspot.com/2012/08/estudando-gravidez-prolongada.html?q=gesta%C3%A7%C3%A3o+prolongada

DPP? O que realmente significa isso? – https://www.brauliozorzella.com/o-parto-que-pariu/dpp-o-que-realmente-significa-isso

Indução do trabalho de parto para melhorar os resultados do parto para mulheres a termo ou além – https://www.cochranelibrary.com/cdsr/doi/10.1002/14651858.CD004945.pub3/full

Métodos para indução do parto – http://www.scielo.br/pdf/%0D/rbgo/v27n8/26761.pdf

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.