Aromaterapia e seus benefícios na gravidez parto e pós-parto

Compartilhe:

A aromaterapia consiste na aplicação terapêutica de óleos essenciais com a finalidade de manter e promover saúde e bem-estar físico, espiritual, psicológico e emocional.

Fonte: https://www.scimed.pt/geral/oleos-essenciais-ou-oleos-nao-essenciais/

Os óleos essenciais são substâncias vegetais muito voláteis e perfumadas, extraída de diversas partes das plantas, tais como folhas, flores, frutos, caule, casca, raiz, por diferentes métodos de extração. Possuem uma composição química própria e suas propriedades terapêuticas atuam através do sistema olfativo (inalação, estimulando o sistema nervoso central) e por uso tópico (penetrando pela pele e alcançando a corrente sanguínea).

Formas seguras de uso

Apesar dos óleos essenciais serem extraídos de vegetais, não estão isentos de toxicidade. A toxicidade será elevada se mal empregados, como por exemplo em altas concentrações.

Cuidado com o exagero!

Para que os óleos tragam benefícios é necessária sua utilização de forma correta e segura seguindo algumas precauções:

  • Os óleos essenciais devem ser SEMPRE diluídos adequadamente
  • O óleo deve ser puro e de boa procedência
  • Cuidado com os óleos cítricos, pois são fotossensibilizante
  • Não ingerir óleo essencial
  • Evite contato com os olhos
  • Manter fora do alcance de crianças
  • Na gravidez, a diluição é na concentração de 1% e a maioria dos autores indicam o uso a partir do 5º mês
  • Procure orientação de um profissional para a utilização correta

Aromaterapia na gravidez

É incrível como o corpo da mulher se modifica para gerar uma nova vida, mas normalmente essas modificações vem acompanhadas de certos desconfortos físicos e emocionais.  Os possíveis sintomas que podem surgir na gravidez são: ansiedade, medo, estresse, irritabilidade, insônia, dor, depressão, náuseas e vômitos. Com a utilização correta, a aromaterapia pode atenuar esses desconfortos.

Dentre outros óleos, destaco:

  • Limão Siciliano (Citrus limon) para alivio dos vômitos, náuseas e má digestão
  • Lavanda ( L. Angustifolia) tem ações relaxantes, ansiolítica, eficaz no auxílio de uma boa noite de sono e traz equilíbrio emocional.
  • Mandarim (Citrus reticulata) fornece nutrição a pele e atenua marcas de estria, traz encorajamento e positividade.
  • Rosa (Rosa damascena) conhecida por seus efeitos ansiolítico, anti-depressivo, reduzindo a tensão nervosa
  • Laranja doce (Citrus aurantium) melhora o sistema digestivo, alivia constipações, cólicas intestinais, enjoos e ameniza a retenção de liquido

É importante ressaltar que existem óleos contraindicados nesse período, ou seja, a aromaterapia na gravidez exige conhecimento e atenção para ser aplicada de forma segura.

Aromaterapia no parto

A aromaterapia no trabalho de parto  não só é utilizada como um método não farmacológico para alívio da dor, mas também traz bem estar, aumenta pensamentos positivos, neutraliza medos e ansiedades que possam surgir e ajuda a aliviar náuseas e vômitos. As formas de uso dos óleos essenciais podem ser através de inalação, massagens, escalda-pés, banheira (não podendo o nascimento ser na banheira para não irritar a pele e os olhos do recém nascido) e borrifados no ambiente.

Diversos estudos comprovam que a aromaterapia é uma grande aliada durante o trabalho de parto. Um deles foi realizado no Hospital John Radcliffe, em Oxford na Inglaterra teve a duração de 8 anos e envolveu 8058 mulheres em trabalho de parto e cesariana. O estudo avaliou os efeitos dos óleos essenciais, por meio de inalação ou em massagens. Cerca de 60% das mulheres utilizaram a aromaterapia para alívio da dor. Os óleos utilizados no estudo foram:

  • Sálvia esclareia (Salvia sclarea) e Camomila Romana (Anthemis nobilis) para o alívio da dor
  • Lavanda (L. angustifolia), Rosa ( Rosa damascena) e Olíbano(Boswellia sp.) para alívio do medo e da ansiedade
  • Hortelã pimenta (Mentha piperita) eficaz para alívio da náusea e vômito
  • Eucalipto(Eucalyptus glubulus), Limão(Citrus limon) e Mandarina(Citrus reticulata) para aumentar a sensação de bem-estar e sentimentos positivos em relação ao parto

Nesse estudo a aromaterapia no parto também foi relacionada com a redução do uso de analgesia de 6% para 0,4%. O estudo concluiu que a aromaterapia foi de grande ajuda na redução de percepção da dor, ansiedade e medo.

Em outros estudos também são citados os os óleos essenciais de Capim-limão (Cymbopogon citratus), Manjerona doce (Origanum marjorana), Rosa (Rosa damascena)  Ylang ylang (C. odorata), Bergamota (Citrus bergamia) e Jasmin (Jasminum officinalis) como auxiliar na redução da dor e uso de analgesia no trabalho de parto.

Aromaterapia no pós-parto

No pós-parto, a  recém-mãe (puérpera) passa a lidar com a alteração de hormônios, recuperação do parto, carga emocional, desafios da amamentação e com toda a demanda de um recém nascido tendo que enfrentar a fadiga, cansaço, tristezas e até depressão. A aromaterapia pode trazer benefícios nesta fase tanto para mãe quanto para o bebê.

Fonte: https://blog.nutritienda.com/pt/propiedades-de-los-aceites-esenciales-en-aromaterapia/

As propriedades e indicações dos óleos essenciais são extremamente numerosas. A atenção para o uso correto e aplicação adequada será fundamental para a sua eficácia. Não existe uma sinergia pronta para cada caso,  em meus atendimentos com aromaterapia a construção da sinergia é  individualizada para assegurar o sucesso da terapia.

Para saber mais sobre meus atendimentos e agendar uma consulta clique aqui.

Sugestão de leitura

Aromatherapy in childbirth: An effective approach to care – https://www.magonlinelibrary.com/doi/abs/10.12968/bjom.2000.8.10.8065

CORAZZA, Sonia. Aromacologia: uma ciência de muitos cheiros. São Paulo, Senac, 2015, 4ª edição.

OBENAUS, Claúdia E. A lavanda como caminho. Barueri, SP: Novo Século Editora, 2014, 1ª edição

Óleos essenciais na gestação, parto e pós-parto – http://laszlo.ind.br/campanhas/OLEOS_ESSENCIAIS_NA_GESTA%C3%87%C3%83O_Andre_Ferraz.pdf

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.