Alívio de dores na gestação

Compartilhe:

Nossas atividades cotidianas tendem a fazer com que a musculatura do nosso corpo esteja hora tensionada demais, hora frouxa demais, contudo, quase nunca relaxada. Esta tensão, unida à má postura, estresse, cansaço e outros fatores fazem com que, em alguns casos desde muito cedo na gestação, sejamos mais afetadas pelos desconfortos físicos desta fase da vida da mulher, as dores da gestação.

Dores nas costas, dificuldade em dormir, azia, dores na virilha (esta mais comum no ultimo trimestre), dor nos ossos da pelve e muitos outros desconfortos podem ser aliviados de forma não alopática, ou seja, sem que precisemos ficar tomando remédio a cada queixa. É possível aproveitar sua gestação com melhor qualidade de vida através da mudança ou acréscimo de alguns hábitos e dos cuidados de profissionais adequados.

A seguir, deixo três sugestões para reduzir os desconfortos da gestação:

Auto cuidado na gestação

pixabay.com

A primeira sugestão é bem simples, dê atenção ao seu corpo diariamente.

Sabe aquele autocuidado de que tanto se fala? Tenha momentos para conectar-se com seu bebê e com as mudanças do seu corpo, perceba sua respiração, RESPIRE, parece óbvio mas a gente corre tanto e o tempo todo que esquece de respirar profundamente, oxigenar o corpo todo.

Alimente-se bem, sem neuras, mas procurando levar saúde para seu corpo. Alinhe-se com sua espiritualidade, nós somos seres integrais, compostas de parte material e imaterial, quando sua parte imaterial não está bem (alma, espírito, pensamentos…), refletirá em seu físico.

Cuide da sua postura, onde e como você se senta ou se deita pode causar mais tensões musculares, levando ao aumento de dores.

Cuide de você para não somatizar os problemas.

Exercício físico na gestação

Ainda existem muitos medos e mitos com relação a exercício físico durante a gestação. Pessoalmente, tive a experiência em meu pré-natal de ser acompanhada por uma obstetra que tinha muita resistência com relação a exercícios físicos e me fazia evita-los.

Entretanto, além de ajudar no controle de vários desconfortos durante a gestação e parto, a prática de exercício físico também auxilia no controle do ganho de peso mês a mês e pode propiciar um período puerperal e de amamentação mais confortável e prazeroso.

Caminhada, hidroginástica e pilates estão entre os exercícios mais procurados e indicados por profissionais durante a gestação, contudo, existe uma vasta gama de possibilidades e ofertas. Procure um profissional que possa analisar seu perfil e te auxiliar nesta escolha.

Nosso corpo reage bem à pratica de exercício físico em qualquer fase da vida, na gestação não é diferente.

Massagem na gestação

Não é tão simples encontrar profissionais que façam massagem em gestantes, pois carregamos uma crença de que “não se pode mexer muito com a gestante”. A massagem na gestação é segura e não possui contra indicações, a não ser em alguns casos de gestação de alto risco. É prudente avisar a equipe que está fazendo seu pré natal, antes de iniciar sessões de massagem.

A partir de 12 semanas de gestação você pode iniciar as sessões e mantendo uma periodicidade a cada 15 dias pelo menos, você terá inúmeros benefícios:

*Reduz o stress e promove relaxamento profundo;

*Propicia, com o toque acolhedor, suporte emocional e conforto;

*Reduz e alivia as dores nas articulações, pescoço e costas causadas pelas alterações na postura, fraqueza muscular, tensões e ganho de peso;

*Melhora a circulação sanguínea e estimula o sistema linfático;

*Ajuda a manter a elasticidade da pele e,

*Promove consciência corporal e relaxamento necessários para um parto ativo.

Foto de Jonas Kakaroto no Pexels

É possível passar por esta fase da maternidade amenizando os desconfortos e aproveitando ao máximo. Se quiser mais sugestões de como fazer isto ou se quiser informações sobre massagem na gestação e puerpério, entre em contato comigo pelo email minutodedoulagem@gmail.com ou ipecoletiva@gmail.com

Referências:

Gravidez e Exercício http://www.scielo.br/pdf/rbr/v45n3/v45n3a19.pdf

Recomendações para a prática de exercício físico na gravidez: uma revisão crítica da literatura. http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-72032014000900423

Espiritualidade e Religiosidade no cuidado em saúde: revisão integrativahttps://revistas.ufpr.br/cogitare/article/view/58692

Routine pre‐pregnancy health promotion for improving pregnancy outcomes.  https://www.cochranelibrary.com/cdsr/doi/10.1002/14651858.CD007536.pub2/full?highlightAbstract=withdrawn%7Cpregnanc%7Cpregnancy

Massage, reflexology and other manual methods for pain management in labour https://www.cochranelibrary.com/cdsr/doi/10.1002/14651858.CD009290.pub3/full/pt?highlightAbstract=withdrawn%7Clabor%7Clabour

Benefícios da massagem: apostila do Curso de Massagem na Gestação da @abracomaterno (Priscila Castanho)

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.