O uso da mamadeira e chupeta na amamentação  

Compartilhe:

Usar a mamadeira e a chupeta na amamentação, pode mudar o rumo desse processo de aprendizagem, na qual, mãe e bebê, estão se conhecendo, sabendo quais são os limites de cada um, para que assim possam evoluir juntos nessa jornada. É muito mais que ter um seio e ter um bebê para mamar, não só colocar que vai. Às vezes, esse processo de nutrir outro ser é cansativo, lembra que citei acima que é um processo de aprendizagem? Pois é, aprender tem suas maravilhas, mas também tem suas dificuldades. Amamentar também é contar com rede de apoio, é alimentar-se bem, é se hidratar o triplo, é descansar quando o bebe descansa. É não ter julgamentos e fugir dos mitos.

Nas primeiras semanas da amamentação, podem surgir as dificuldades, como por exemplo, pega incorreta, achar que o leite é insuficiente, palpites de amigos e familiares, a vizinha que não teve leite, então por que você teria leite, né? Aí vem o desespero, porque aquele bebê chora, chora muito e vem à sugestão de dar mamadeira, dar chupeta, a criança fica calma e todos dizem que foi o melhor, por mais que a mãe não queira dar. Afinal, é só uma mamadeira, é só uma chupeta. Mas não, vamos ver juntos o que esta por trás do uso da mamadeira?

Quem veio primeiro?  

 

Em primeiro lugar é preciso pensar porque usamos a mamadeira e a chupeta, se é por dificuldade em amamentar, ou se compramos porque todo mundo compra, e já é parte principal do enxoval, ou se queremos uma ação imediata de “calar a boca” do bebê, se estamos extremamente exaustas e não temos apoio. De tudo que citei (e poderíamos continuar essa lista) pode ser uma justificativa para ofertar ao bebe a mamadeira e chupeta. Mas algo que geralmente não refletimos é o que veio primeiro, a chupeta e a mamadeira ou o seio materno? O seio materno claro. Então logo não existe aquilo de “o bebe está chupetando o seio” o nome disso é sucção não nutritiva e também tem sua função na amamentação, ela não acontece a toa.  Outro ponto para refletirmos é que bebe tem necessidades de bebê, e compreender isso faz parte do processo de amamentar, bebe quer colo e quer mamar toda hora sim, porque eles são bebes e não bonecos.

Introduzir a mamadeira e a chupeta podem causar, por exemplo, a confusão de bico, ou seja, o bebe irá  pegar no seio da mãe da forma errada, porque já tem outro bico introduzido, na qual, ele pega de um outro jeito, o que acarreta o desmame precoce. E o fato de ocorrer à confusão de bico é o bebe que vai deixar de mamar menos e logo o seio vai parar de produzir o que é necessário para o bebê. Ressalta-se que isso é valido para qualquer tipo de bicos artificiais, mesmo aqueles que vêm na propaganda “bico ortodôntico” “bico igual o seio” é o marketing né!? Sempre vai ter o risco, mesmo que mínimo do bebe ter confusão de bico e por consequência desmamar.

Outro dano que ocorre é o aumento da possibilidade do bebe ser contaminado por germes e vermes, isso porque a mamadeira e a chupeta se não bem esterilizadas são canais de transmissão, inclusive de coliformes fecais.

E o que fazer quando realmente há uma impossibilidade de amamentar o bebê? O indicado é utilizar o copinho, pois o bebe não tem contato com outro tipo de bico artificial e pode ser amamentado depois.

Respirar, falar e se desenvolver 

Além dos benefícios nutricionais e emocionais da amamentação, é importante falar dos benefícios orais da amamentação, pois quando nasce o bebe tem a mandíbula pequena e tem seu crescimento equilibrado através da sucção no seio. Com esse desenvolvimento adequado a crianças vai desenvolver uma dentição saudável, na qual diminuí as chances de precisar de aparelhos ortodônticos, há benefícios na fala, na respiração correta evitando pneumonias e outras doenças.

É preciso ter apoio, é preciso informação de qualidade, de profissionais de saúde que te apoie e te oriente, para que assim, você mulher que gestou e pariu possa decidir por você mesma qual decisão tomar. Fuja de pediatras que falam o senso comum de “leite fraco” e que te receita fórmula, mamadeiras e chupetas, algo de errado tem e não é com você <3.

Apoio e informação de qualidade 

Na duvida do que fazer contate uma consultora em amamentação mais próxima de você, vale a pena ter informação com segurança e qualidade, e ainda mais por profissionais te olham por inteira e não somente um seio com leite e um bebe com boca.

Você, marido apoie sua mulher, sim eu sei, você não tem seio, mas tenho certeza que pode oferecer água, oferecer um olhar, oferecer uns travesseiros para ajustar a postura, fazer uma comidinha e comprar umas frutas. Você mãe, da sua filha, faça o mesmo, diga que ela é incrível. Você sogra ajude sua nora. Mulheres da família se apoiem, apoie essa nova mãe que nasceu e trouxe para vocês esse bebê que é amado por todos da família.

Referências Bibliográficas 

CHUPETAS e MAMADEIRAS: malefícios comprovados. 

http://www.aleitamento.com/amamentacao/conteudo.asp?cod=361

O Copinho de amamentação. 

https://www.amamentareh.com.br/copinho-de-amamentacao/

A ODONTOLOGIA e o USO de CHUPETAS e MAMADEIRAS. 

http://www.aleitamento.com/amamentacao/conteudo.asp?cod=874

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.