Leite Fraco! Uma “mentira” bem contada

Compartilhe:

O Mito

Posso te contar um segredo que não é segredo? Leite fraco não existe!!!

Isso mesmo, não existe. Eu também cresci ouvindo “Ah eu não pude amamentar meu bebê como eu queria meu leite era muito fraco.”, “ Meu filho passou fome meu leite era fraco!”, “Se meu leite for fraco agora tenho complemento.”

Doce ilusão!

Já no descobrimento do Brasil veio junto a “modinha européia” que amamentar não era apropriado para a burguesia, e não é que a modinha pegou, e infelizmente vemos resquícios dela até hoje!

Mas essa crença específica  do leite fraco começou no final do século XIX quando os cientistas não tinham a resposta do por que algumas mães não conseguiam amamentar seus filhos, já que é algo tão natural e instintivo das mulheres.

Infelizmente essa crença é muito forte, inclusive hoje em dia o que torna a complementação muito “comum”, inclusive nos hospitais.

Estudos dizem que essa história de leite fraco acabou se tornando uma desculpa para os problemas na amamentação, pois as mães se sentiam culpadas por não conseguirem amamentar.

A verdade

O leite materno contém tudo que seu filho precisa até os 6 meses de idade por isso a recomendação é amamentação exclusiva nesse período e foi lá nos anos 80 que essa recomendação foi comprovada.

E quais são os benefícios de amamentar?

Créditos: Karina Ferreira Frias, mãe Patrícia bebê Pedro 20 dias

Para os bebês, redução da mortalidade infantil, o colostro presente nos primeiros dias de amamentação acelera a maturação do intestino o que beneficia a flora intestinal, o que deixa os bebês protegidos contra infecções intestinais e respiratórias e ajuda inclusive a evitar infecções de ouvido ou seja aumenta a imunidade do bebê além de evitar várias doenças futuras.

Quanta riqueza!!!

 

Sabendo de tudo isso, vemos o quanto o leite materno é importante para os bebês, literalmente é uma barreira protetora.  E por isso é importante estudar sobre amamentação na gestação, se informar, entender como é nos primeiros dias, quando o leite realmente desce, quanto o bebê mama, como o  corpo sabe quanto leite produzir (são diversos assuntos), sentir que sim você pode amamentar.

Tá mas e para as mamães quais os benefícios?

Para você mamãe também há benefícios como a redução do risco de câncer de mama, reduzir o sangramento no pós-parto, quando o bebê mama o útero contrai liberando ocitocina ajudando seu útero a voltar ao tamanho normal, ajuda na redução do peso e além de tudo fortalecerá o vinculo de vocês!

Socorro!!

Então se você mãe tiver alguma dificuldade para amamentar, seja ela qual for, dor, pega, fissura, se tiver alguma dúvida peça ajuda, procure um profissional de amamentação e dê ao seu bebê tudo que ele precisa para crescer forte e saudável.

Créditos: Karina Ferreira Frias, mãe Andressa bebê Maria Luiza 1 ano

 

Referências

Mitos e Crenças sobre aleitamento materno https://www.scielosp.org/scielo.php?pid=S1413-81232011000500015&script=sci_arttext&tlng=en

Benefícios da amamentação para a saúde da mulher e da criança: um ensaio sobre as evidências https://www.scielosp.org/scielo.php?pid=S0102-311X2008001400009&script=sci_arttext

Desvendando o leite materno https://mamaetagarela.com/desvendando-leite-materno/

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.