Imprinting – a primeira vez do bebê

Compartilhe:

Existem imagens que falam mais que mil palavras não é?

O que é Imprinting? 

É um fenômeno que acontece em todos os mamíferos. É um evento observado e estudado pela neurociência. É um ramo da genética e da psicologia. Ele é crucial para o desenvolvimento dos seres humanos, pois está relacionado com o instinto de sobrevivência dos recém-nascidos.

É a primeira impressão do bebê. Aquele olho no olho, o desabrochar de um amor à primeira vista. É o estreitamento do vínculo entre a mãe e o bebê, nos primeiros minutos após o nascimento.

Foto Rosevania Silva

Todo o recém-nascido reconhece a sua mãe. Eles manifestam em um primeiro momento, uma preferência pelo rosto dela, reconhecem o cheiro, o toque e a temperatura do corpo.

Através deste olhar, é transmitido a ele a sensação de segurança e conforto. É como se este primeiro contato lhes dessem as boas-vindas ao mundo exterior. Ao reconhecer o colo e o cheiro da mãe, ele sente que ali é um lugar conhecido por ele, e que pode repousar em segurança.

Quando o bebê olha fixamente para os olhos da mãe, do mundo interior em que vivia, tem a sua primeira impressão do mundo exterior, onde ele vai iniciar a sua jornada.

A magia da conexão

Imprinting é a magia da conexão. Esta troca de olhares libera ocitocina, o que é bom tanto para a mãe como para o bebê, pois ambos liberam a sensação de prazer e de felicidade e uma alquimia hormonal acontece em ambos os corpos, e aos poucos se equilibram mutuamente.

Esta impressão se inicia no nascimento do bebê e após com a amamentação se aprofunda e fortalece ainda mais. O olhar fixo de ambos, a troca, o reconhecimento, aquele “que bom que você chegou”. Este contato pele a pele beneficia o bebê para a vida inteira. Quando o bebê é colocado no peito da mãe, inicia o processo de estabilização da temperatura corporal, da frequência cardíaca e da respiração.

O que podemos fazer?

Independente do tipo de parto, o imprinting é fundamental e recomendado pela OMS. Mãe e bebê estando bem, é uma prática altamente recomendada que o bebê vá direto ao colo da mãe assim que nascer, facilitando o vínculo e a amamentação imediata, e que todos os demais procedimentos sejam feito após isto, respeitando este primeiro e importante momento de conexão familiar.

As primeiras horas de vida é um período decisivo para o bebê, é onde ele se reconecta com toda a sua humanidade. Dentro do possível não vamos privá-lo deste benefício gratuito.

Nosso trabalho também é proteger esta experiência da chegada e esta primeira interação do bebê com os pais. O contato pele a pele, o toque sutil, o olhar amoroso, o espaço respeitoso e acolhedor, para que eles encontrem a sua base para viver no novo mundo.

Babies GIF - Find & Share on GIPHY

Referências:

Psicologia do desenvlvimento – Imprinting http://fcdefpsicologia.blogspot.com/2011/07/imprinting.html

Genomic imprinting: parental influence on the genome https://www.nature.com/articles/35047554

Aprendendo quem é sua mãe – O comportamento do imprinting http://www.cerebromente.org.br/n14/experimento/lorenz/index-lorenz_p.html

Horn G (1985) Memory, Imprinting, and the Brain. Oxford:Clarendon Press.

Grier, J., Counter, S. & Shearer, W. (1967). Prenatal auditory imprinting on chickens. Science, 155, 1962.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.