Já fez sua playlist? O Efeito do música no trabalho de parto e para o Recém nascido!

Compartilhe:

A música pode ser uma grande aliada como alivio da dor no parto e nos primeiros meses do recém nascido? Sim!!!!

Música, segundo o dicionário, “é a arte de combinar os sons de modo a agradar ao ouvido para, pondo em ação a inteligência, falar aos sentimentos e comover a alma. Como ciência, a música é a disposição dos sons de forma a contemplar três elementos: a melodia, o ritmo e a harmonia.”

De perto o trabalho de parto também precisa de ritmo e harmonia, trabalhando na sinfonia importante da fisiologia hormonal, no entanto como seres permeados pela cultura e o psiquismo, o parto não acontece somente na fisiologia, acontece “entre as orelhas” como diria Ricardo Herbert Jones, precisamos portanto, também falar aos sentimentos e comover a alma da gestante, trazendo para o momento leveza, concentração e profundidade, aqui a música desempenha um papel melódico e importante no trabalho de parto.

Atualmente a música tem demostrado ser um excelente método de alivio de dor em trabalhos de parto, trazendo como principais benefícios relevantes em relação a sensações como tranquilidade, paz e segurança; diminuído a tensão e o medo; bem como forma de tornar o ambiente mais agradável e reconhecível, trazendo uma maior vinculação entre a gestante e a equipe facilitando o apoio e os estímulos;

YouTube Médico e grávida dançam “Paradinha” para ajudar no parto, em Vitória

“A literatura confirma que a música possibilita um diálogo não verbal, conecta os olhares, favorece a cumplicidade entre sujeitos… fenômenos estes que só ocorrem na relação Eu-Tu, imprescindível na tão almejada humanização da assistência.”

 

A concentração da gestante na música ajuda a responder a dor com menos angústia e com amparo, trazendo tranquilidade e calma durante as contrações, tornando o momento mais fácil de suportar, elevando na mulher o limite de tolerância à dor e ao desconforto!

Isso, porquê, “este não é um fenômeno puramente psicológico, uma vez que a música, quando agradável ao ouvinte, provoca liberação de endorfinas no sangue, um neuropeptídeo produzido naturalmente pela hipófise, eficaz na redução da dor, reduzindo consequentemente os hormônios do estresse.”

Interessante ressaltar a ligação da música religiosa como forma de oração e sua ajuda qualitativa no momento do parto, a conexão entre o nascimento e a oração: “rezar reduz, efetivamente a atividade do supercomputador neo-cortical e pode ajudar algumas pessoas a atingir uma outra realidade, fora do tempo e do espaço.”

Medium

Parte tão necessária para o trabalho de parto, o desligamento do neocortes para a entrada da gestante na partolândia, facilitando o processo fisiológico e emocional do parto. A música, portanto, traz sensações agradáveis, tornando o parto um experiência mais positivas e valorosa!

E como um Plus, as gestantes que criam suas próprias playlist e a escutam durante a gestação e o trabalho de parto observam reações positivas e calmantes no comportamento e reações dos bebês quando submetido às melodias ouvidas por suas mães, no período de exterogestação (período compreendido até o terceiro mês completo do bebê).

Portanto, tendo um duplo efeito!

Música como forma de carinho!

Os recém nascidos reconhecem as melodias e se acalmam mais facilmente, apresentando mais calma e tranquilidade, ajudando na adaptação extrauterina e nas temidas cólicas!

Stoneman Photography

“A influência da música sobre os seres é um efeito da Física: as vibrações sonoras externas se reproduzem no interior do corpo humano, resultando alterações que não estão ainda bem esclarecidas até este momento.Vale lembrar que o feto tem percepções auditivas em torno do 4º ou 5º mês, e que além de captar as vibrações sonoras pelo aparelho auditivo, também as recebe através das vibrações do corpo materno.” Favorecendo, assim, o vínculo afetivo mãe-bebê.

Portanto, a música trás efeitos tanto para gestação, trabalho de parto e  para os primeiros meses de vida do bebê,  ajudando na ansiedade, no alivio das dores e na calma e tranquilidade com o bebê!

E aí, fez sua play list!? Não!? Faça com músicas que te acalme e te tragam paz, segue algumas sugestões:

  1. Reconhecimento – Isadora Canto
  2. Espatódea – Nando Reis
  3. Paciencia – Lenine
  4. Se eu quiser falar com Deus – Elis Regina
  5. Pra Você Guardei O Amor – Nando Reis e Ana Cañas
  6. Debaixo D’água – Maria Bethânia
  7. Sabemos Parir – Rosa Zaragosa
  8. Tão sonhada – Banda Eva;
  9. Dançando – Pitty
  10. Mais bonito não há – Milton nascimento e Tiago Iorc;
  11. Ave Maria – Beyoncé;
  12. Anunciação- Ellen Olériare

 

Referencia Bibliográfica: 

TABARRO, Camila Sotilo et al. Efeito da música no trabalho de parto e no recém-nascido. Rev. esc. enferm. USP [online]. 2010, vol.44, n.2, pp.445-452. ISSN 0080-6234.  http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342010000200029.

SDimavli et al. Effect of Music on Labor Pain Relief, Anxiety Level and Postpartum Analgesic Requirement: A Randomized Controlled Clinical Trial. Gynecol Obstet Invest 2014;78:244–250… – Veja mais em https://dralexandrefaisal.blogosfera.uol.com.br/2015/04/30/musica-alivia-a-dor-no-trabalho-de-parto/?cmpid=copiaecola

 

Doulas recomendam:

Conhecendo a dor do parto   Quando uma mulher fala que quer ter seu bebê de parto normal, é muito comum escutar…  "Uau que coragem?!" A coragem é atribuída a nós mulh...
Peito! Tudo o que você precisa saber. Elas nos acompanham desde o nascimento, desenvolvem-se na adolescência e durante a gestação e especialmente no pós-parto tem um papel importantíssimo,...
Meu “Diário Semanal” de gestação ̵... Olár pessoal!!! Tudo bem com vocês? Segue mais uma página do meu "Diário semanal" da gestação! Cansaço, cansaço, cansaço!! Comentei com meu marid...
Gravidez no 3º trimestre – Como driblar os desconf... Fonte: Pexels.com Enfim o 3º trimestre, o último mês de gestação se aproxima e a impressão é que esse mês tem 365 dias não é verdade?! Você já pod...
Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *