Peito! Tudo o que você precisa saber.

Compartilhe:

Elas nos acompanham desde o nascimento, desenvolvem-se na adolescência e durante a gestação e especialmente no pós-parto tem um papel importantíssimo, a nutrição do seu bebê! Sem mais delongas, com vocês… os seus Peitos! Também chamados de seios, mamas e outros apelidos por aí…

Super-Resumo de Anatomia

Visão Anatômica das mamas
Fonte: http://www.sabelotodo.org/anatomia/mamas.html

A imagem acima mostra a visão anatômica das mamas (puxa, tá espanhol… calma! farei as devidas traduções!). Olhem que lindos nossos peitos!!!

  • Mamilos (Pezón): Polêmicos ou não é aonde estão os poros mamilares que é por onde vai sair o colostro primeiro e depois o precioso leite materno. Também podem ser chamados de Papilas Mamárias.
  • Aréola (Areola): Região circular em volta do Mamilo, geralmente a cor é mais escura. Durante a gestação pode aumentar de tamanho e ficar ainda mais escuro e após o aleitamento pode ficar mais clara. Também estão aí os Tubérculos ou Glândulas Areolares de Montgomery que são glândulas sebáceas que liberam uma substância oleosa que lubrica e protege a aréola e o mamilo.
  • Seios Lactíferos (Senos Lactíferos): Junção dos canais lactíferos, apresenta uma “dilatação”, que é como se fosse uma pequena bolsa, antes do mamilo. Encontram-se abaixo da aréola.
  • Canais Lactíferos (Conductos Lactífero): Sistema de drenagem do leite produzido nos alvéolos até os seios lactíferos.
  • Lóbulos (Lóbulos): são os conjuntos de alvéolos.
  • Alvéolos (Lobulillos con los Alveolos): Agora sim a parte mais legal! Local onde o precioso leite é produzido! São envolvidos por células mioepitelias trançadas como um cesto. Quando a nossa conhecida Ocitocina entra em ação, estimula uma contração no alvéolo encaminhando o leite para os canais lactíferos que segue até o mamilo. (Não é demais?!). Durante a gestação a Placenta libera hormônios (estrógeno e progesterona) que inibem a lactação, por este motivo que apenas após o nascimento é que temos uma produção maior de leite.

Não, péra! Ainda não acabou

  • Ligamentos Suspensórios (Ligamentos Suspensorios): São ligamentos (tecido conjuntivo fibroso) que ajuda na sustentação das mamas.
  • Tecido adiposo (Tejido Adiposo – Grasa): É isso mesmo, gordura. Preenche todos os espaços da mama e facilita o deslizamento da mama sobre o músculo.
  • Músculo Peitoral (Músculo Pectoral): Parte Muscular da região do peito.

Também temos vasos sanguíneos e linfáticos, glândulas linfáticas (que se estendem até a região das axilas), e abaixo dos músculos os ossos que compõem a caixa torácica (costelas e esterno)

E tudo isso para quê?

É importante conhecermos como nosso corpo funciona, isso nos deixa mais seguras e atentas (olha o tal do empoderamento aí) às mudanças que o período da gestação e pós-parto nos trazem. Mas, mais que tudo isso, é para que você mulher ou acompanhante de uma puérpera possa ajudar e apoiar as escolhas destes momentos.

Calma que tem só mais um pouquinho! (Juro)

Este texto também é para falar da Campanha Outubro Rosa, o mês oficial de luta contra o câncer de mama!!! Então conhecendo um pouco da anatomia dos nossos peitos, ajuda bastante na hora de realizar o auto-exame!

Mulheres, cuidem-se! #outubrorosa

Campanha Outubro Rosa
Fonte: http://www.oncologiador.com.br

Referências:

Doulas recomendam:

O uso da mamadeira e chupeta na amamentação   Usar a mamadeira e a chupeta na amamentação, pode mudar o rumo desse processo de aprendizagem, na qual, mãe e bebê, estão se conhecendo, sabendo quais...
Como o seu estado emocional pode afetar o seu part... Você já parou pra pensar que o seu estado emocional pode fazer toda a diferença no seu trabalho de parto (vou usar muito as palavras “trabalho de pa...
Desmame gradual e gentil, é possível! Começo dizendo que sou contra passar coisas no seio e dizer que machucou. Sou contra o desmame abrupto, de uma hora pra outra… Mesmo sendo contra, ent...
5 dicas para se preparar para a amamentação Ei! Você aí que está grávida! Já pensou sobre amamentação? Eu sei que essa coisa toda de parto é difícil e que, principalmente na nossa realidade dema...
Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *