5 dicas para quando as contrações começarem

Compartilhe:

As contrações talvez sejam o “sintoma” mais aguardado e temido da gestação. Aguardado porque representa um dos sinais do início do trabalho de parto, ou seja, tem bebê querendo nascer. E temido basicamente pelo mesmo motivo, e acrescenta um pouco de medo (?) ou receio da dor.

Como são as contrações

É muito comum que as mulheres tenham dúvida de como elas vão indentificar as contrações que indicam realmente o início do trabalho de parto, como elas vão poder evitar ir para o hospital em um alarme falso ou cedo demais.

Não da para ditar uma fórmula perfeita para indetificar as contrações, visto que cada mulher pode sentir de uma forma, algumas podem relatar muita dor e pode ter aquelas que não sintam dor nenhuma.

A contração é um enrijecimento da barriga. Tem uma duração de alguns segundos. São como ondas, vem e vão.

A dor pode ser abaixo do ventre, como um tipo de cólica menstrual, que vai ficando um pouco mais forte, a medida que as contrações vem com intervalos menores e durações maiores.

A dor também pode vim em forma de pontadas na região da vagina e/ou no fundo das costas.

A frequência e duração das contrações que vão ditar se é hora de ir para o hospital ou não, por isso se faz muito importante que a mulher se conecte com o seu corpo nesse momento.

Lembre-se de cronometrar as contrações, e é interessante que você tenha alguém para fazer isso por você, pois você vai acabar se distraindo entre uma contração e outra.

Bom, agora que dei uma básica explicação de como mais ou menos é uma contração, vamos para as dicas?

1.  Respire!

Foto de @leticiaszozimo / Leticia Zózimo

 

Essa dica parece um tanto quanto óbvia, né? Você deve até estar pensando que não tem como não respirar, isso é automático.

Você passa a sua vida inteira respirando de forma involuntária, mas quando vem a contração, você simplesmente precisará ser lembrada sobre isso e se auto controlar também para isso. Dica de amiga, respiração é muito importante nas contrações.

 

 

Primeiro: porque você provavelmente pode ficar muito ansiosa com essas contrações, pode surgir várias dúvidas em sua cabeça. “Hora de ir para o hospital?”, “será que é trabalho de parto?”, “será que é normal sentir isso? Ou aquilo?” Entre outras dúvidas, indagações e preocupações.

Segundo: porque você precisa respirar para oxigenar o seu cérebro e consequentemente o bebê também. Se não respirar, você pode ficar tonta, fraca, e o coração do bebê pode ficar com batimentos não tranquilizadores.

Terceiro: porque nas novelas e filmes mostram como se tivéssemos que fazer respiração de “cachorrinho” e na verdade, não é bem assim. Se quer outra dica, tente fechar os olhos e imaginar que esta cheirando uma flor e soprando uma vela. De forma calma e contínua. Deixe o ar entrar por suas narinas e vai soltando lentamente.

Então, respira fundo e vamos para a próxima dica.

2.Tome um banho demorado

Foto de @leticiaszozimo / Leticia Zózimo

Muitas pessoas pensam que parir na água é apenas uma modinha desse tal de “parto humanizado”, mas a verdade é que água morna/quente é um ótimo aliado para conseguir suportar a dor.

É um alívio de dor não farmacológico e super fácil de usar. Vá para o chuveiro (ou banheira) e fique lá sentada, em pé ou na posição que ficar confortável. Aproveite esse momento para se conectar com seu corpo, para despedir da barriga e para conversar com o seu bebê, que está tão perto de chegar.

Mesmo que você não tenha vontade de parir na banheira ou no chuveiro, não deixe de usá-los, vão te ajudar bastante.

No chuveiro você pode dançar, fazer agachamentos ou só ficar quietinha lá mesmo, aquilo que te deixar melhor. Falta pouco, mulher! 

Foto de @leticiaszozimo / Leticia Zózimo

3. Se movimente

Foto de @leticiaszozimo / Leticia Zózimo
Foto de @leticiaszozimo / Leticia Zózimo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Eu sei, vai vim uma vontade enorme de ficar quietinha, deitada em posição fetal e torcendo para o bebê nascer logo.

Porém ficar deitada pode ser muito desconfortavél na hora da dor e você também fica contra a gravidade, então se o bebê precisa descer para nascer, quanto mais tempo você passar se movimentando, melhor para o alívio de dores e ainda vai dar uma ajudada no trabalho de parto. .

Tente dancar, rebolar, andar, agachar. Sinta seu corpo e movimente-se.

4. Descanse

Foto de @leticiaszozimo / Leticia Zózimo

Você deve estar com um enorme ponto de exclamação no rosto agora, na dica anterior, eu falei para se movimentar bastante e agora simplesmente falei para descansar. Calma, calma eu já vou explicar

O trabalho de parto pode durar horas, as contrações podem ser bem chatinhas além de dolorosas e te deixar cansada. Mas elas são como ondas, lembra? elas vem e vão.

Entao, essa sugestão é para os momentos de intervalo das contrações. Abrace quem estiver ao seu lado nesse momento, abaixe a cabeça ou apenas feche os olhos e tenta relaxar um pouco. Assim, você reúne forças para a próxima contração que vier e vai conseguir se movimentar mais um pouco.

Devagar e sempre, o bebê logo estará em seus braços!

Foto de @leticiaszozimo / Leticia Zózimo

5. Se hidrate

Se hidratar é importante pra vida toda, né? Mas nesse momento, é ainda mais importante que você esteja bem hidratada, afinal, todo o seu corpo está trabalhando junto, para que você possa parir o seu bebê.

Você precisa repor a energia que o seu corpo vai gastar, aliás, se você conseguir comer coisas leves, também é muito bom. Mel, chocolate, fruta… aquilo que você sentir vontade e que seja de uma digestão fácil é muito bem-vindo pra não te deixar com uma sensação de fraqueza.

Então, beba água e arrase!

Permita-se

Eu poderia dar mais várias dicas para que você possa vivenciar o seu parto da melhor forma possível, mas algumas dicas que servem para mim, podem não servir para você.

Então, a minha útima dica é para que você se permita viver esse momento. Se desfaça dos medos, dos mito, das opiniões dos outros e faça desse momento só seu, único. Descubra aquilo que vai dar certo para você e se jogue!

Entregue, confie e aceite!

Ah, e se possível, tenha uma doula <3

Se você tiver interesse de participar da minha lista de transmissão, é só clicar aqui.

Referências:

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.