FLORAIS NA GRAVIDEZ – 3 primeiros meses

Compartilhe:

A gestação é um evento que traz grandes transformações para a mulher, companheiro(a), família e demais pessoas próximas. É uma fase de sentimentos intensos, conscientes ou não, que pode romper padrões e até mesmo gerar revoluções inesperadas.

Podemos ter sonhado com esse momento ou talvez fomos surpreendidas por uma gravidez inesperada, principalmente se ocorrida na adolescência. Mas mesmo quando planejada, precisamos de tempo pra nos adaptar à essa nova fase, e o uso da terapia floral pode ser precioso para acalmar os corações e equilibrar os altos e baixos da gravidez.

Modelo: Luana Ducherchi     Foto: Guilherme Maia


Gravidez & emo
ções
Durante os 9 meses da gestação passamos por intensas variações emocionais — é uma verdadeira montanha-russa do sentir, sendo a alegria, o medo e a rejeição os primeiros a aparecerem.

Sim, sentir rejeição é bem comum… Por isso, fique tranquila: muitas de nós já passaram ou passam por isso, o sentimento de recusa pode acontecer e deve ser acolhido sem moralismos.

Ao longo dos meses, a intensidade destes e de outros sentimentos variam muito. Essas oscilações são frequentes desde o início e estão relacionadas com alterações hormonais e do metabolismo.

É importante também perceber o contexto social, econômico e individual dessa gestação para entender todos esses sentires. A história familiar dessa mulher, da mãe e da avó, como elas se relacionam entre si, como foram seus partos e, inclusive, a história do seu próprio nascimento são fatores que podem auxiliar a ampliar a compreensão destes processos.

Se você já for mãe, pode ter sentimentos e sensações bem diferentes do que teve antes, afinal cada gestação e cada bebê é único e irmãos são pessoas diferentes — é preciso preparo para esperar o que há por vir.

Florais & os primeiros três meses
No início da gestação sentimos maior necessidade de recolhimento e introspecção; é hora de formar o “ninho”, interno e externo. Esta fase pede uma redução nas atividades, pede para voltarmos para dentro e ficarmos com nós mesmas.

Fisicamente é o momento em que o corpo trabalha muito e fica sem energia, pois o bebê está em plena formação. Nossa sensibilidade e intuição aguçam, assim como também ficamos sensíveis a cheiros, gostos e pessoas.

A gestação acontece dentro de nós, em nosso próprio ser. Ela é íntima e essa é a primeira entrega da mulher: aceitar e se abrir à gestação é um ato de coragem, de acreditar nesse processo e em si mesma, na fisiologia, no poder de nossos corpos e da Vida.

Um dos maiores motivos para usar os florais na gravidez, parto e pós-parto é que eles não possuem efeitos colaterais e são ótimos para essa fase na qual a maioria dos medicamentos não é indicada.

O uso dos florais na gravidez pode propiciar mais conforto à esta fase, e assim a mãe pode aproveitar mais plena a alegria e a magia de gestar uma nova vida.

floraisnagravidez

Atuação dos florais na gravidez
As essências florais são extratos líquidos sutis, geralmente para consumo oral, usados para tratar questões do bem-estar emocional, desenvolvimento da alma e saúde do corpo & mente.
Os florais são catalisadores dos processos de evolução pessoal, nos auxiliam a identificar e lidar com emoções e tendências negativas ou destrutivas, favorecendo sua transformação e o acesso à novas possibilidades da vida interior.

Os florais na gravidez podem ajudar nas seguintes situações:

  • Baixa autoestima e questões com a aparência por conta das mudanças corporais que estão por vir
  • Oscilações de humor, explosões emocionais e dificuldade em manter o autocontrole
  • Náusea, enjôos e vômito
  • Falta de concentração mental
  • Falta de acolhimento, sentimentos derejeição e desamparo
  • Ansiedade
  • Sono, cansaço e pouca disposição
  • Dificuldades em se adaptar às novidades e desafios que a gestação traz
  • Episódios de tristeza, mesmo que sem motivo aparente
  • Traumas e medos, muitas vezesvindos de gestações anteriores
  • Aversão a alguém próximo
  • Falta de autoconfiança e coragem
  • Medo da gravidez por conta de possíveis dificuldades e riscos
  • Bloqueios e traumas frutos da relaçõesmaterna, paterna e/ou familiares
  • Sentimento de incapacidade em cuidar da criança
  • Sensação de “não vou dar conta” e muitas outras…

Vale ressaltar que, apesar da enorme quantidade de informações (infelizmente nem todas confiáveis ou bem-intencionadas) disponíveis na web, caso opte por realizar um tratamento com florais na gravidez (e fora dela também), é muito importante procurar um profissional, pois esta pessoa saberá identificar suas reais necessidades e usar a terapia floral de modo individualizado e adequado para cada situação.

– – – – –
Se você gostou deste texto, ajude-o a ser mais lido compartilhando-o em suas redes sociais ou enviando para outras pessoas!

Quer saber mais sobre os florais ou gostaria de um atendimento personalizado? Entre em contato comigo e vamos conversar! Realizo atendimentos presenciais ou via Skype.

Recomendações de leitura:

Livro A terapia Floral – Escritos selecionadas de Edward Bach

Livro Gravidez Natural – Janet Balaskas

Referências:

Estudos Científicos sobre eficácia dos florais

Práticas Integrativas e complementares incluídas no Sistema Único de Saúde (SUS)

Práticas Integrativas complementares como instrumento de humanização na Assistência ao Parto

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.