Por que uma mulher que tem duas cesarianas decide ser doula?

Compartilhe:

Pois é.  Essa é minha história! 

Sou Carol, tenho 36 anos, mãe da Alice e Manu nascidas por cesariana. Há 5 anos, decidi auxiliar mulheres na luta pelo parto normal e aqui estou até hoje.

 

Minhas meninas. Arquivo pessoal. Foto: Focus Estúdio.

Eu fui mais uma mulher que desejava um parto normal, mas que acabou caindo em duas cirurgias sem indicação.

Sem informação e sem apoio, era mais uma na imensa porcentagem de cirurgias desse país.

Cesariana da Manu, em Dezembro de 2012. Foto: Arquivo Pessoal.

Sempre me questionei se poderia ter feito algo diferente e nunca cheguei a essa resposta. Hoje acredito que nossas histórias pessoais podem ajudar a mudar os rumos de nossas vidas e influenciar de alguma forma a vida das pessoas.
E 10 meses após o nascimento da caçula, fui fazer o curso que mudaria minha vida, minha forma de encarar o nascimento.

Toda mulher merece um parto respeitoso. Eu acredito na escolha informada, no apoio durante toda a gestação para que essa mulher se sinta segura da sua decisão.

Turma de Doulas – Outubro de 2013. Lucia Caldeyro e Dr Ricardo Jones foram nossos mentores durante a formação. Foto: Arquivo Pessoal

 

Eu não pude. Eu não consegui. Mas poderia ajudar quem quisesse, assim como eu queria!

O cenário obstétrico da cidade mudou com a demanda de mulheres que chegavam ao hospital mais empoderadas, algumas médicas começaram a apoiar essas mulheres que queriam ser protagonistas dos seus partos. A ajuda delas foi fundamental para essa mudança.

Dra Amandae Patreze é uma das médicas que ajudou na mudança obstétrica na cidade. Foto: Pequena Flor Fotografia

Hoje me sinto curada!
A cada parto, a cada família que confia em mim para estar presente no momento mais especial de suas vidas, é como se eu fechasse cada vez mais esse sentimento que tenho.

Ver que a informação deixa a gestante segura, que o cuidado e respeito faz a diferença no momento do parto, é muito significante pra mim.

Afinal, quem é a Doula Carol?

A Doula Carol é aquela que acredita na mulher e no seu poder.  A pessoa que sempre faz o possível para aquela mulher se sentir segura, confortável e cuidada. A pessoa que respira junto, que acolhe e chama de volta para a realidade quando é preciso, a que irá respeitar sua decisão, seja ela qual for.

Parto da Thais e da Melina, em Novembro de 2015. Foto: Arquivo Pessoal

 

Qual o papel da doula?

Algumas vezes, o trabalho da doula pode ser confundido com o papel do médico.

Um não tem nada a ver com o trabalho do outro!
Não existe parto com doula, onde essa profissional assume o controle e decisões.
Doula não faz nenhum procedimento médico, como ausculta fetal, exames de toque, qualquer tipo de avaliação.
Ela não pode tomar nenhuma decisão pela parturiente ou casal.
Mas então, o que uma doula faz?

Utilizando o rebozo para alivio da dor. Chegada do Gael, em Junho 2018.   Arquivo Pessoal.

A doula traz todo tipo de informação.
Por isso o contato ainda na gestação é importante.
As questões sobre as fases do trabalho de parto, como lidar com a dor, os procedimentos feitos tanto na mãe quanto no bebê, como montar um plano de parto, são algumas questões a serem conversadas.
Durante o trabalho de parto, é ela que vai lembrar você das suas escolhas, te encorajar e apoiar.
O suporte psicológico é um dos principais papéis de uma doula.

Depois do parto, o auxílio com a amamentação e cuidados no pós parto.
A doula é a mão amiga, é a que entende e compreende!
Se você deseja um parto respeitoso, ter uma experiência incrível com o nascimento do bebê, converse com uma doula.
Ela pode ser essencial no empoderamento, apoio e conforto nesse momento mais que especial!

  • Referências:

– Evidencias qualitativas sobre o trabalho da Doula

www.scielo.br/pdf/csc/v17n10/26.pdf

Gostou do texto? Deixa um comentário aí embaixo e me segue também no instagram  ?

 

 

Compartilhe:

7 respostas para “Por que uma mulher que tem duas cesarianas decide ser doula?”

  1. Amei!!! Vc e seu trabalho são sensacionais! Não tetia como ser diferente né? Você faz com amor!!!
    Obrigada por tudo! ?

  2. Fantástico o seu trabalho! Reconheço a minha ignorância por não saber até agora que existisse um apoio tão essencial às mães e a seus familiares.
    Que seu trabalho se dissemine e que faça as futuras mães refletirem sobre a possibilidade de não programarem o nascimento de seus filhos de acordo com suas conveniências. Bjs

    1. Obrigada Maria Cristina. Algumas pessoas realmente desconhecem o trabalho da doula. Porém esse é um assunto cada vez mais falado. Espero que chegue o dia que toda mulher possa ser acompanhada por uma profissional tão importante!!!

Deixe uma resposta para Ataide Silva Filho Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.