Higiene bucal dos bebês: como e quando começar?

Compartilhe:

Desde o nascimento até o final da adolescência, as arcadas dentárias e as estruturas orofaciais irão crescer e se desenvolver. Manter boas práticas de saúde oral e visitas regulares ao dentista permitirá o acompanhamento dessas estruturas, e garantirá um sorriso saudável pela infância. 

 

Primeira consulta com o dentista

Na odontologia existe o dentista clínico geral e diversas outras especialidades, uma delas é a odontopediatria. O odontopediatra é o profissional mais adequado quando pensamos na saúde bucal dos bebês, crianças e adolescentes.

Existem diversas recomendações sobre com qual idade é indicado levar o bebê pela primeira vez ao dentista: até o primeiro mês, com 6 meses, quando tiver o primeiro dente. 

O importante é levá-lo antes de nascer o primeiro dente, mas por que? Porque nessa primeira consulta, o odontopediatra irá avaliar o crescimento e desenvolvimento das arcadas e fará o acompanhamento da erupção dos dentes (processo de nascimento do dente, desde quando aponta na gengiva, até o dente crescer totalmente). E o mais importante, ele fará as orientações de como fazer a higienização bucal!

Quando iniciar a higienização bucal?

Alguns órgãos, como Ministério da Saúde e o Conselho Regional de Odontologia do Paraná recomendam a higienização da boca do bebê ANTES da erupção do primeiro dente com gaze ou tecido macio umedecido em água filtrada ou fervida para remoção de resíduos lácteos na língua e bochecha, porém essa prática pode ser considerada invasiva para o bebê.

Outros órgãos como a  Associação Brasileira de Odontopediatria, a Associação Latino Americana de Odontopediatria e a Associação Internacional de Odontopediatria  recomendam que a limpeza bucal deve ser iniciada após o aparecimento da pontinha do primeiro dente!

Foto: Blog Empório do Bebê

Nascimento dos dentes

A erupção dentária é um processo natural , mas é sem dúvida um momento importante para alguns bebês.  O primeiro dente geralmente aparece por volta dos 6 meses de idade.

As manifestações mais frequentes são: aumento da salivação, coceira local (devido a movimentação na gengiva), vermelhidão da gengiva, leve aumento da temperatura corporal e irritabilidade.

 Como acalmar criança nesse processo?

  • Mordedores ajudam a aliviar a coceira – em excesso, podem machucar a gengiva!
  • Pomadas que diminuem o incômodo da gengiva – devem ser usadas com orientação do odontopediatra.

Como fazer a higienização bucal?

A higienização do dente pode ser feita com uma escova macia em todas as faces do dente com objetivo de remover as sujidades da superfície. A escovação é realizada com a pasta dental que deve ser utilizada em quantidade mínima para bebês, o equivalente à meio grão de arroz.

Foto: Guia de Saúde Oral Materno-Infantil (GCDF e SBP).

Deve-se também higienizar a língua, bochechas e lábios com gaze embebida em água para evitar que as sujidades/bactérias presentes nesses locais não entrem em contato com os dentes já limpos, lembrando sempre de fazer com calma e cuidado para evitar que irrite a gengiva/mucosa do bebê.

O uso do fio dental se faz necessário quando os dentes não apresentam espaço entre eles dificultando a higienização pela escova.

É muito importante o cuidado com a higiene bucal desde cedo para a prevenção de problemas dentários futuros. Procure um odontopediatra!

Para quem quiser acompanhar mais sobre o assunto indico aqui:

  • No instagram @odontopediatria.unicid – Gerson Lopes, professor, mestre em odontopediatria e especialista em Saúde da Família divulga evidências científicas da área.
  • No instagram @dentistadecrianca – Thema Prada Odontopediatra.

Coautoria: Mariana Ramos Passos – estudante do último ano do curso de Odontologia pela Universidade Cidade de São Paulo (UNICID).

Referências Bibiográficas

Ministério da Saúde. Saúde Bucal, 2008. 

Associação Brasileira de Odontopediatria, Associação Latino Americana de Odontopediatria e Associação Internacional de Odontopediatria. Orientações ao pais sobre cuidados com a saúde bucal do bebê
e da crianças. 

Global Child Dental Fund e Sociedade Brasileira de Pediatria. Guia de Saúde Oral Materno-Infantil. 

Conselho Regional de Odontologia do Paraná. Guia de orientação para saúde bucal nos primeiros meses de vida, 2018. 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.