5 dicas para se preparar para a amamentação

Compartilhe:

Ei! Você aí que está grávida! Já pensou sobre amamentação? Eu sei que essa coisa toda de parto é difícil e que, principalmente na nossa realidade demanda muito estudo e empenho, mas a verdade é que o seu parto irá durar algumas horas (com sorte não muitas, hahahaha), já a amamentação… essa vai tomar um pouco mais do seu tempo.

Amamentar não é tão instintivo e angelical quanto parece, na verdade pode ser um processo bem intenso e difícil. Amamentar demanda informação, preparo, apoio e determinação e, ainda com tudo isso, ficamos a mercê do que não temos como controlar. Diante de tudo isso, só posso te dizer que vale muito a pena se preparar desde a gestação para a vivência da amamentação. Não sabe por onde começar? Vem comigo que te conto 5 dicas!

1. Não subestime o desafio que é amamentar

É muito comum ouvir de mães algumas frases como “eu não sabia que era tão difícil”, “eu não imaginava que era tão desafiador” ou “eu pensava que era mais fácil”. É comum que gestantes imaginem várias dificuldades quando pensam sobre o pós parto e, em geral, amamentação não costuma ser uma delas. Mas a verdade é que amamentar é muito difícil, desafiador e muitas vezes leva a mãe ao limite do que um dia imaginou. Penso que talvez pelo fato de que as mães em geral voltam ao convívio social mais intenso após o período mais crítico da adaptação, parece que amamentar é algo instintivo, natural e que mães fazem com grande maestria, mas a prática é que isso é um aprendizado intenso. Não se aprende apenas a amamentar, é necessário aprender a amamentar aquele bebê específico e, às vezes, num próximo bebê poderá se deparar com uma vivência completamente nova (melhor ou não). Sendo assim, não menospreze o desafio que está próxima a enfrentar, se prepare, se informe e esteja munida de apoio e alternativas.

Ah! Mas também não é impossível, viu? Justamente por isso é importante pensar sobre isso ainda na gestação!

2.Divida a caminhada com quem partilha do que você acredita

Não existe nada pior do que está acompanhada de gente que não te apoia e não acredita em você. No processo de amamentação então, isso é um pesadelo! Então tenha pessoas que acreditam nas mesmas coisas que você sobre a amamentação! Procure grupos de apoio virtuais ou presenciais, pense bem na escolha da/o pediatra, observe e cultive laços com amigas que vivenciam/vivenciaram esse processo. No que for possível, não ande só! É mais leve quando temos com quem dividir o fardo e que e não joga mais peso sobre nós.

3.Prepare a sua cabeça

Sempre que vejo alguém falando de preparar a mama penso ‘nãããão! pra amamentar, a gente prepara é a cabeça!’. Adquira informação, pesquise, faça cursos com essa temática, converse, pergunte… Você não precisa virar a própria consultora em amamentação, mas entender pelo menos o básico da fisiologia da mama, o processo de produção do leite, cuidados com a mama, pega correta do bebê e demais pontos fundamentais, com certeza já vai ser um grande passo pra tornar as dificuldades mais leves e te dar pelo menos um norte de como resolver determinadas situações e onde conseguir ajuda. Informação é tudo e se conhecer, conhecer sobre o seu corpo, seu funcionamento e quando as coisas podem não estar indo bem , com certeza te trará benefícios nesse processo. Além disso, outra dica importante é se preparar para as frustrações, pro indesejado e pras dificuldades que possam surgir, se preparar para acolher essas coisas como aprendizado e crescimento e não como mais um motivo para esmorecer. É importante sempre lembrar que não é porque você não conseguiu tudo que planejou que, necessariamente, não conseguiu coisa alguma.

4.Converse com a sua rede de apoio

É importante compartilhar com aqueles que dividirão essa fase com você, sobre suas decisões e posicionamentos e traçar planos para a realização disso. Por exemplo, se pretende deixar o bebê com a sua mãe em algum momento por motivo específico e tomou a decisão de seguir a recomendação do aleitamento materno exclusivo, precisa traçar com ela como o leite será ofertado, precisa realizar a ordenha e armazenamento correto e deixar tudo claro e preparado. Isso ajuda a evitar situações desagradáveis como, por exemplo, que ela ofereça chás ou fórmula no seu período de ausência. É o famoso “combinado não sai caro”, né? E eu já falei sobre a importância da comunicação com a sua rede de apoio nesse post aqui.

5.Esteja preparada para quando precisar de ajuda

Você não precisa saber tudo e dar conta de tudo sozinha! Não precisa! Tá tudo bem e inclusive é muito bom que você peça ajuda quando não souber o que fazer. A amamentação é um processo bem difícil e desgastante e quando algo começa a dar errado, leva muito pouco tempo pro caos se instaurar, então é muito bom já saber onde buscar ajuda quando isso acontecer. Sendo assim, ainda na gestação você pode buscar referências de consultoras em amamentação e já manter os contatos na agenda bem como se informar sobre os bancos de leite de sua cidade ou salas de apoio à amamentação e anotar informações quanto aos horários de funcionamento, contatos e endereços (especialmente se tiver um que funcione 24 horas). A rápida ajuda em situações complicadas pode evitar agravos como mastites e ingurgitamento.

Espero que tenha gostado das dicas que separei! Acrescentaria alguma diferente? Conta pra mim!

SAÚDE DA CRIANÇA: Nutrição Infantil: Aleitamento Materno e Alimentação Complementar

Doulas recomendam:

Decifrando o Plano de Parto O que é o plano de parto? O plano de parto é um documento que pode ser feito em forma de lista ou carta onde a mulher gestante especifica por escrito...
Vamos falar de amamentação? Podemos começar destacando a importância da “hora dourada”. Trata-se da 1a hora de vida do recém-nascido. Momento em que a família deve ter privacidad...
O caminho ensolarado Quem hoje é flor, um dia foi semente Eu me chamo Herlane, sou pernambucana recifense do frevo e do maracatu, filha de Suzane, Hérlon e Ítalo. Sim, ...
Como preparar as mamas para a amamentação? via Pinterest O mês de agosto começou com a Semana Mundial de Aleitamento Materno inaugurando a campanha do Agosto Dourado, que promove durante to...
Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *