O bebê comeu mecônio, e agora?

Compartilhe:
( foto tirada da internet)

Levante a mão quem já ouviu alguma historia trágica da prima da vizinha da amiga que teve um bebê que comeu mecônio durante a gestação. \o/

Vamos conversar um pouco sobre isso?

Na verdade não existe problema no bebê comer o mecônio durante a gestação, primeiro acho importante dizer que o mecônio não é cocô, o mecônio é uma pasta (melequenta), verde escura (quase preta) formada na sua maior parte por liquido amniótico, vérnix e algumas outras células e serve para ocupar o intestino do bebê evitando que “grude” uma parede na outra, ou seja, ele não tem bactérias e é muito importante na gestação, durante o tempo que o bebê está lá no quentinho do útero ele engole liquido amniótico, faz xixi, engole novamente e por ai vai, se o bebê liberar mecônio durante esse período o líquido amniótico vai continuar sendo produzido e o mecônio vai se diluindo, o problema pode ocorrer quando o bebê aspira profundamente o mecônio e vou falar mais sobre isso daqui a pouco.

 

 

(via commons.wikimedia.org )

Quando vamos encontrar o mecônio?

Cerca de 15% das gestações antes das 40 semanas vão apresentar mecônio e normalmente isso esta relacionado ao “sofrimento” fetal durante o parto (sofrimento entre aspas por que me refiro a um bebê que começa a apresentar sinais de cansaço) ou a maturidade gastrointestinal do bebê, o mecônio pode estar mais liquido (mais diluído) o que na pratica não interfere muito nas condições do bebê ao nascer ou mais espesso (em maior quantidade), algumas coisas podem aumentar as chances da liberação do mecônio, tais como:

  • Uso rotineiro de soro de ocitocina
  • Mulheres primigestas (primeira gestação)
  • Internação precoce
  • Gestação com mais de 41 semanas

Síndrome de aspiração meconial (SAM)

Até agora eu disse quando possivelmente vamos encontrar o mecônio no parto e também disse que durante a gestação o líquido amniótico continua sendo produzido e o mecônio é diluído então qual é o problema? O problema acontece quando o mecônio está mais espesso (maior quantidade), o bebê entra em sofrimento,  e ao nascer ele tem o reflexo de “gasping” (uma respiração bem funda como se tivesse levado um susto) e o mecônio acaba indo para as vias respiratórias mais baixas e pode causar entre outros problemas a pneumonia química.

 

 

( por Salim Fadhley)

É indicação de cesárea?

Não, o mecônio isoladamente não é indicação de cesárea, ele é um sinal para a equipe acompanhar mais atentamente esse parto e principalmente esse bebê, no caso de um parto domiciliar planejado a presença de mecônio é um motivo de transferência para o hospital.

No hospital se a mãe e bebê estiverem bem e o trabalho de parto progredindo a indicação é aguardar o desfecho normalmente, caso o trabalho de parto esteja no inicio (ou não tenha iniciado ainda) pode se discutir com a equipe a possibilidade de uma indução, e se o bebê estiver em sofrimento e o trabalho não esteja no expulsivo é indicado à cesárea, vale lembrar também que a via de parto não muda o desfecho para esse bebê.

O importante é estar bem informada sobre o que pode acontecer durante o trabalho de parto, para que possa discutir com a equipe qual a melhor conduta em cada caso.

Quer saber mais sobre o assunto?

Doulas recomendam:

Meu “Diário Semanal” de gestação ̵... Oi gente, tudo bem com vocês?? Vamos à mais uma parte do meu diário. Essa semana, agora vou mesmo, falar sobre as contrações de Braxton Hicks, como...
JUNTAS SOMOS MAIS FORTES! Eu e meus amados cachos Tudo começou há muito tempo. Mas, eu não havia percebido. Hoje, olhando para o passado, consigo ver alguns sinais… Acho que ...
REMÃENASCENDO, com muito prazer! Um pouquinho de mim Acervo pessoal Sou Andrea Gabech Álvares Alves, mas gosto mesmo de usar e ser conhecida como Andrea Gabech. Este sobrenome ...
Meu marido não quer doula Uma queixa muito comum das gestantes é sobre a não aceitação dos companheiros com relação a presença da doula. E os motivos são muitos:  não acre...
Compartilhe:

2 respostas para “O bebê comeu mecônio, e agora?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *