O papel do parceiro no trabalho de parto.

Compartilhe:

Não se sintam intimidados, a presença de vocês no trabalho de parto  e no parto é muito importante e as mulheres agradecem;

Há algum tempo durante os meus acompanhamentos como Doula, venho observado a dinâmica dos casais e a importância do parceiro no trabalho de parto e no Parto. Percebo o quanto se sentem impotentes e muitas vezes perdidos nos seus medos e inseguranças, sem saber qual é o seu papel e como ajudar.

E as mulheres, envolvidas em seus processos fisiológicos, hormonais e mudanças repentinas de humor, que elas mesmas não controlam e não dão conta, uma loucura… Explodem, perdem a paciência com as boas intenções do parceiro, chegam a pedir para ficarem quietos e calar a boca.

Sempre digo para o parceiro: tenha calma!!

Não é pessoal, é assim mesmo, ela continua te amando e querendo a sua presença. No segundo seguinte ela irá buscar a sua mão, te abraçar e perguntar “será que vamos conseguir?” E o seu papel é estar lá, conforta-lá, mostrar todo seu amor e o quanto confia nela.

Fortalecendo os vínculos;

parto sem medo

O trabalho de parto  é absurdamente intenso e transformador para ambos, um turbilhão de emoções, que vai do riso ao choro em segundos. Uma oportunidade única de crescimento e fortalecimento do vínculo do casal.

Vale lembrar que o parceiro também vivencia esse momento com uma intensidade emocional muito grande, como parceiro e genitor.

É preciso acolher e honrar esse momento com respeito e muito amor. O nascimento de um novo homem. A paternidade constitui um momento de transição e crescimento profundo.

 O que o parceiro pode fazer?

Pode buscar informações, participando ativamente durante a gestação, acompanhando a parceira nas consultas e exames, lendo e participando de rodas, isso o ajudará a ter mais segurança durante o acompanhamento do trabalho de parto.

É preciso estar atento às suas necessidades, que pode ser um toque, um olhar, um abraço ou simplesmente o silêncio e a segurança de que você está ali e que ela pode contar com você.

O parceiro também pode ajudar a proporcionar conforto físico com

Freepik

massagens, acompanhar na deambulação, ajudar a mudar de posição, fazer carinho nos ombros e pés, oferecer seus ombros para ela descansar entre uma contração e outra.

Outro ponto importante: O parceiro é o elo de comunicação com a equipe. Ele que vai questionar a equipe sobre a necessidade de algumas intervenções, quais os riscos, os benefícios e quais são as outras opções e pedir tempo para tomar as decisões junto com a mulher, se isso for possível.

 A importância do apoio emocional;

Pesquisas evidenciam que a parturiente considera a presença do seu companheiro muito importante no apoio emocional. A mulher precisa sentir a presença de alguém que faz parte de sua história.

A legislação também é muito clara nas questões referentes ao acompanhante, considerando o pai como presença de extrema importância no acompanhamento do pré-natal, trabalho de parto  e parto.

A tão esperada chegada;

Ah, o parto… Momento único e transformador para o casal. Parece que na hora do nascimento, no primeiro segundo, o tempo para e fica tudo suspenso no ar.

Como o universo é perfeito! Esses segundos são únicos, transformadores. É possível sentir, respirar e tocar o amor que se tornou palpável. É divino!

Aquela mulher só tem olhos para aquele novo ser. E, o pai, totalmente tocado e encantado com a vida, e a possibilidade de estar ali vivenciando esse momento único com sua parceira.

Ufa… Finalmente acabou, o bebê nasceu!

 Só que não, a jornada acaba de ser reiniciada para outra etapa. Agora a ajuda do parceiro no pós-parto é -ainda mais- importante.

“Querido pai, és o pilar que sustentas tua companheira grávida.Eleva o amor que sentes por ela , acalma teus anseios a fim de enobrecer a relação de vocês.Conversa com o bebê, fale com ele da tua proteção e teu amor. És pai, pedra angular da felicidade do teu lar”

Vamos falar sobre isso no próximo texto? Será?

Referências

 A importância da presença do acompanhante junto a Parturiente e seu bebê http://www.resap.net.br/attachments/article/47/006_resap_v3_n2_2017.pdf

O PAI NO PARTO E APOIO EMOCIONAL 

http://www.scielo.br/pdf/paideia/v15n30/12.pdf

12 coisas que o pai deve fazer na hora do parto para ajudar a mãe

 http://www.cordvida.com.br/blog/12-coisas-que-o-pai-deve-fazer-na-hora-do-parto-para-ajudar-a-mae/

Bibliografia

10 Regras de Ouro para Futuros Pais – ANEPBrasil

 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.