Como lidar com a dor no parto.

Compartilhe:

A dor é uma sensação produzida pela excitação de terminações reservas sensíveis a esses estímulos, e classificada de acordo com o seu lugar, tipo, intensidade, periodicidade, difusão e caráter.

Foto: Mirian Rocha

Por que existe a DOR no parto ?

A dor no parto acontece devido as contrações involuntárias uterinas, provocadas pela alteração hormonal que fazem com que as fibras musculares do útero se contraiam, abrindo a parte debaixo (colo uterino) ao mesmo tempo que o bebê é empurrado para baixo. Durante a contração há o encurtamento dos ligamentos que prendem o útero a pelve, necessária para abertura da pelve para a passagem do bebê.

Vai e volta.

Vale ressaltar que a dor está presente somente no momento da contração, ela não estar todo tempo, ela vai e volta, o que permite a mulher descansar, se recuperar e se preparar para a próxima.

O que pode melhorar ou aliviar a DOR no parto?

Além da analgesia farmacológica feita pelo médico anestesista. Existem métodos não farmacológicos e não invasivos que podem trazer alívio e conforto na dor durante o trabalho de parto e parto, entre eles estão:

  • Exercícios respiratórios ( respirar lenta e profundamente durante as contrações)
  • Massagens
  • Hidroterapia – Água morna ( compressa, banho de chuveiro e /ou banheira.)
  • Relaxamento muscular, através do movimento adquirido em posições e exercícios.

    Foto: Mirian Rocha

Há também outros métodos naturais como Aromaterapia, que consiste no uso de aromas de óleos essenciais puros que agem no organismo e proporciona relaxamento e analgesia, este deve ser usado com auxilio de profissional qualificado.

Estudos mostram que o uso de técnicas não farmacológicas e/ou não invasivas podem reduzir a sensação dolorosa do parto, sendo aplicados de forma isolada ou combinadas. Por exemplo, uma mulher no seu trabalho de parto, pode receber massagem no local que sente maior desconforto enquanto estar debaixo do chuveiro morno, e realizar movimentos que lhe trazem conforto. Principalmente na fase ativa do parto, que é o período que as contrações uterinas estão ritmadas e com maior percepção de dor .

Vale lembrar que a falta de apoio físico e emocional, intervenções desnecessárias, e medicalização em excesso contribuem para o aumento da dor do parto.

A DOR no parto e a Doula.

Nesse cenário de dor, a profissional Doula entra para minimizar e dar conforto, através dos métodos não farmacológicos, do acolhimento, em estar ao lado com apoio físico, emocional e informacional. A doula no parto cuida da mulher, com o olhar holístico percebe suas necessidades. Ajuda a parir e a nascer.

Foto: Mirian Rocha

Como posso me preparar para a DOR no PARTO ?

Desconhecer a fisiologia do processo do parto, pode aumentar a sensação dolorosa, devido ao medo. E o aumento da sensação dolorosa está ligado a grande liberação de adrenalina no organismo, dando origem a um ciclo de ADRENALINA – MEDO – TENSÃO MUSCULAR– DOR. Ou seja, quanto mais tensa a mulher estiver no momento do parto, maior será sua percepção dolorosa, pois a tensão muscular dificulta o trabalho das fibras uterinas.

Freddi em 1973 afirmou no seu estudo:

Mulher tensa – Colo tenso

Mulher em relaxamento – Colo dilatável

É extremamente importante a mulher conhecer e entender o processo do parto (as fases do parto) e o papel da dor no parto, para que a mulher consiga RELAXAR e se ENTREGAR, pois parto é ENTREGA !

As contrações são como “ondas”que levam a mulher ao encontro do seu filho, o mergulhe profundo nelas diminuem a sensação dolorosa, conhecê-la e compreendê-la é o primeiro passo.

Quando entendemos o papel da dor e desconstruímos a ideia que ela é inimiga, receber as contrações se torna mais fácil e tolerável. Encará-la como importante, e que a sua presença quer dizer que está tudo indo bem, a mulher consegue se entregar ao processo e deixar o parto fluir.

Quando suas “ondas” ( contrações) chegarem, não brigue com elas, ACEITE-AS, se ENTREGUE, CONFIE no processo e AGRADEÇA por estar trazendo o bem mais precioso da sua vida SEU FILHO !

Se possível tenha uma DOULA, ela vai auxiliar em sua preparação para este grande momento, e oferecer suporte e conforto na dor. Toda mulher merece ser cuidada, acolhida e amparada não somente pela doula, mas todos os profissionais que assistem ao parto.

Até mais !

Beijo da Doula Agda Porto.

REFERÊNCIAS

Preparo da gestante para o parto  http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71671973000200108h

Efetividade de estratégias não farmacológicas no alivio da dor de parturientes no trabalho de parto. http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342009000200025

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.