Grávida que menstrua?

Compartilhe:

Já reparou como tem aumentado o número de mulheres, que conhecem a prima de alguma amiga que descobriu que estava grávida com 6 meses? Ou que descobriu a gestação faltando poucos dias para parir; isso mesmo, parece impossível né?! Mas, esses casos estão cada vez mais frequentes.

Pode já ter acontecido até com você mesma, de não saber que estava grávida e ter continuado menstruando. HAHAHA CALMA!! não precisa sair correndo para comprar um teste de gravidez agora.

 Por que isso acontece?

Bom, os estudos mostram que há vários fatores que contribuem para que isso aconteça e aqui, vou citar alguns deles:

 Menstruação desregulada

Algumas mulheres, não possuem o ciclo menstrual certinho, seja por tomar anticoncepcional, por algum problema de saúde, como síndrome dos ovário policístico, diabetes que não é controlada, ou fatores como estresse que também podem causar essa desregulação da menstruação, entre outros.

Com isso, a mulher já fica acostumada a não menstruar em alguns meses ou não ter uma data certa, e então, não desconfiar de uma gravidez.

*algumas mulheres atletas, também podem ter alteração no ciclo menstrual.

 Fator Emocional

Algumas mulheres não esperam estar grávidas, não planejam engravidar e se previnem corretamente para que isso não aconteça.

Sendo assim, elas camuflam e encontram qualquer desculpa para os sintomas que possam sentir em relação a gestação. Confiam que os contraceptivos são eficazes e esquecem da taxa de falha que eles apresentam.

Entram em um estado de negação tão grande, que vão realmente acreditar que não estão grávidas, até o último instante.

 Cada gravidez é única.

Imagem retirada do Google

As mulheres costumam esperar alguns sintomas específicos da gravidez. Como escutam as histórias das avós, mãe, amigas e assistem em novelas.

Mas, cada gestação é única e isso significa que não são todas que vão sentir enjoos, desejos, sono, cansaço, tonturas, dores nos seios. Então, quando não aparentam esses sintomas, nem imaginam que possam estar grávidas.

Por isso, é muito importante a mulher se conhecer, para que ela possa sentir as alterações que terá em seu corpo. Porque os sinais aparecem, de uma forma ou outra.

E a menstruação, algumas mulheres mesmo grávidas continuam menstruando?

E a resposta é…

nããããããõoo…

E, agora você pode estar me perguntando como algumas mulheres relatam e talvez, até você mesma, que tenha menstruado durante  uma parte da gestação.

Bom, é importante entendermos primeiro, como que funciona a menstruação.

A menstruação é a descamação das paredes internas do útero quando não há fecundação. Faz parte do ciclo reprodutivo da mulher e acontece todos os meses, se não houver gravidez. Acontecendo uma gravidez, a mulher não pode menstruar, porque senão o endométrio estaria descamado e não teria condições de receber e nem manter viável o embrião.

Ocorre que algumas mulheres vão ter algum episódio de sangramento durante a gravidez.

Se esse sangramento for no primeiro trimestre (12 semanas), pode ser implantação do óvulo (nidação), gravidez ectópica, aborto espontâneo, entre outros. Importante ressaltar que a hemorragia no primeiro trimestre, não necessariamente significa um aborto. É algo que precisa ser avaliado de perto.

Se estes episódios de sagramento ocorrem mais para o final da gestação, precisa de uma atenção maior, porque podem ser mais graves, como descolamento de placenta, ruptura interina e trabalho de parto prematuro.

Pois bem, como então diferenciar esses sangramentos de uma menstruação?

Mais uma vez, é importante que a mulher conheça o seu corpo e o funcionamento dele. Os sangramentos que podem ocorrer na gestação, são diferentes de uma menstruação.

Observe se a data é a mesma da sua menstruação, o fluxo – se tem o mesmo volume, duração e coloração.

Não deixe de observar também, seios inchados e doloridos, cólicas, fadiga, náusea, micção frequente, mudanças de humor, constipação intestinal e até tonturas e desmaios.

É muito importante não se automedicar! E, que em caso de dúvidas, procure um médico. 

 

Referências Bibliográficas:

Negação da gravidez:  Um estudo psicanalítico. 

Negação não psicótica da gravidez: definições, especialidades e explicações.

Implicações psíquicas em mulheres que não sabiam que estavam grávidas até o momento do parto. 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.