Cuidados naturais com o períneo após o parto!

Compartilhe:

Os cuidados  naturais com a saúde vem ganhando forças recentemente, quer dizer, vem RETOMANDO as forças, pois aquelas receitinhas da vovó não eram a toa não! Até hoje existem comunidades em  todo território brasileiro que tem um alto numero de pessoas que tem como principal tratamento para diversos problemas de saúde, as queridas ERVAS, plantas, raízes, cascas e tudo mais o que essa querida terra nos dá.

ERVAS QUE CURAM

Na verdade as receitas não são só da vovó apenas, é comprovado cientificamente a ação positiva e efetiva das plantas e ervas medicinais. Existem vários povos indígenas ou comunidades mais distantes do perímetro urbano, que aplicam o uso das ervas em todas as doenças ou ocorrências físicas que necessite de cuidados. Em forma de chás, cataplasmas, compressas, banhos, inalações, lavagens, tinturas, capsulas, pomadas, bálsamos e demais formas de uso são aplicadas como tratamento.

QUERIDO PERÍNEO, TOME AQUI UM CHÁZINHO!

Hoje venho relacionar o cuidado do períneo após o parto, seja ele estando íntegro (sem laceração ou corte de episiotomia) ou lacerado, com pontos e precisando de mais atenção. As mulheres já saem do hospital com a receitinha da medicação em forma de spray, bem conhecida e de resultado efetivo combatendo inflamação e ajudando a cicatrização, porém algumas mulheres fazem questão do cuidado natural, justamente por já terem este cuidado em toda gestação, se precavendo de doenças ou contra tempos com uma boa alimentação, atividades físicas e evitando medicação a cada efeito diferente e talvez até desconfortável que o corpo apresentou.

Então após o parto se mantém o mesmo cuidado. Vou indicar aqui algumas dicas!

ABSORVENTES CONGELADOS

Este foi um dos primeiros métodos que ouvi falar. Você vai precisar de absorvente tradicionais mas de tamanho grande ou paninhos de algodão ou os próprios absorventes de pano, mas que sejam de tamanhos maiores também, pois eles precisarão suportar o chá + o fluxo de sangue que virá após o parto.

Sugiro a seguinte preparação, que tem como origem a prática dos cuidados de parteiras tradicionais:

– Ferver em uma panela grande, uns 3 litros de água, desligar o fogo e adicionar as seguintes ervas, mantendo-as abafadas na panela por um bom tempo até a água se tornar amarronzada.

Recipiente com mistura de ervas para preparação do chá – Imagem: blog Paulo Rocha
  • Arnica: anti-inflamatória, calmante da pele, ótima para pós cirúrgico ou recuperação de contusões, alivia o inchaço, antibacteriana, analgésica.
  • Barbatimão (casca): (exclusivamente este item deve ser fervido enquanto o fogo estiver aceso e a água fervendo, pois cascas são fervidas para estas preparações) é um poderoso cicatrizante, anti hemorrágico, antibacteriano, antisséptico, excelente para recuperar aquelas micro lesões, cortezinhos ou arranhaduras no canal vaginal.
  • Camomila: calmante da pele, anti-inflamatória, ajuda a recuperar o pH vaginal.
  • Calêndula: bactericida, anti-inflamatória, cicatrizante, antisséptica.
  • Hamamélis: anti-inflamatória, adstringente, calmante, analgésica, excelente também para hemorróidas.
  • Lavanda: antibacteriana, antifúngica, anti-inflamatória e analgésica.
  • Tudo bem se não tiver disponível todas as ervas aqui indicadas, varias tem ações iguais.

– Após isso, coe o chá se preferir, pegue com o auxilio de uma concha ou um jarrinho, despeje a preparação ao longo do absorvente;

Preparação do absorvente antes de ir ao congelador. Imagem: site potris.com

– Não é necessário preencher todo até saturar o absorvente, pois precisamos lembrar que ainda terá uma quantidade razoável de sangue que ele irá absorver;

– Feche-o sem apertar, apenas dobrando levemente e coloque no freezer/congelador e pelo menos duas vezes ao dia o utilize por algumas horas em contato direto com o períneo.

– Indico que seja utilizado um absorvente tamanho pós parto por baixo deste congeladinho, pois, ele vai segurar todo o fluxo que extravasar! Pode também neste caso, substituir pelo paninho, toalhinha mais reforçada, substituindo o absorvente descartável.

Resultado: alívio imediato na sensação de queimação, ardência e latejamento do períneo pelo geladinho e ação anti-inflamatória e cicatrizante que as ervas proporcionam.

Excited Ilana Glazer GIF by Broad City - Find & Share on GIPHY

Sensação de alívio é muito bem vinda!

BANHO DE ASSENTO

Toda essa mistura de ervas pode ser perfeitamente utilizada  como banho de assento!

– Você vai precisar apenas de uma bacia onde colocará boa parte preenchida deste chá e pode adicionar um pouco mais de água, mas  que ainda fique de uma cor mais forte esta mistura.

– Sente-se e procure cobrir o máximo possível com a preparação até seu umbigo ou próximo dele, conforme a imagem abaixo:

Posição ideal do banho de assento. Imagem do site beneficiosnaturais.com.br

– Fique de 10 a 15 minutos, o ideal é que seja depois do banho normal, assim você só retira o excesso levemente com a toalha, deixando secar o mais naturalmente possível e depois pode utilizar normalmente seu absorvente em contato com o períneo.

ESGUICHO DE SORO + PRÓPOLIS

Neste método será necessário um soro fisiológico de garrafinha, aquelas maiorzinhas, e extrato de própolis AQUOSO (atenção: não pode ser o alcoólico, muita atenção ao comprar!)

– Preparo: retire uma quantidade de soro da garrafinha, ou adicione o soro em outro recipiente que esteja esterilizado, e preencha uma parte maior de soro, e a outra parte com o própolis, deixando um aspecto de cor laranjado escuro;

– Sempre que for ao banheiro, após as necessidades, lave o períneo com água corrente (sugiro chuveirinho ou com um jarrinho) e após isso esguiche ou aplique o spray da mistura bem aonde tem os pontos ou as escoriações, deixe agir por alguns segundos e seque o excesso com papel higiênico ou uma toalhinha, bem levemente, de forma que ainda fique um pouco da mistura na região necessária ou secando naturalmente.

– Após isso, pode utilizar normalmente seu absorvente em contato com o períneo.

Eu fiz e aprovei, indico para quem tem a preferencia por este cuidado natural e lembrando sempre que não se deve usar qualquer erva que cause alguma reação alérgica na sua pele. Na dúvida, teste na sua pele dos braços ou pernas para ter certeza que você não terá nenhuma reação!

 

Referencias:

Utilização de plantas medicinais no Povoado Sapucaia, Cruz das Almas – Bahia Article  in  Revista Brasileira de Plantas Medicinais · August 2006 – https://www.researchgate.net/profile/Talita_Amador/publication/285663974_Uso_de_plantas_medicinais_pela_populacao_da_zona_urbana_de_Bandeirantes-PR/links/56fafede08ae3c0f264c07fc/Uso-de-plantas-medicinais-pela-populacao-da-zona-urbana-de-Bandeirantes-PR.pdf

Apostila de Fitoterapia – https://social.stoa.usp.br/articles/0016/1124/Apostila-de-Fitoterapia-Preparacao-e-Usos-de-Ervas.pdf

Uso de Plantas Medicinais pela População da Zona Urbana de Bandeirantes-PR – https://www.researchgate.net/profile/Talita_Amador/publication/285663974_Uso_de_plantas_medicinais_pela_populacao_da_zona_urbana_de_Bandeirantes-PR/links/56fafede08ae3c0f264c07fc/Uso-de-plantas-medicinais-pela-populacao-da-zona-urbana-de-Bandeirantes-PR.pdf

 

 

Doulas recomendam:

Absorventes refrescantes- cuidados pós parto Conversando em um grupo incrível de “índias parideiras” onde indicaram essa receita para pós-parto e que pode também ser utilizada antes, em caso de v...
Escape de xixi na gravidez, é comum e normal? Bem, lá vou eu falar sobre mim, para iniciar um texto... mas não vejo outra forma de dar esse ponta pé inicial. Engravidei, engordei mais de 30kg, ...
Hemorroidas – Cuidados Naturais Olá mulheres, hoje venho falar sobre um dos efeitos colaterais da gestação.... Hemorroidas >.< !!! Porque elas aparecem? Quais os sintomas...
FLORAIS NA GRAVIDEZ – 3 primeiros meses A gestação é um evento que traz grandes transformações para a mulher, companheiro(a), família e demais pessoas próximas. É uma fase de sentimentos int...
Compartilhe:

Uma resposta para “Cuidados naturais com o períneo após o parto!”

  1. Dicas maravilhosas. O alívio é imediato. E é Incrível como ameniza a dor e cicatriza com o uso contínuo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *