O cuidado da mulher no pós-parto

Compartilhe:

No período em que está gestando um bebê uma mulher passa por grandes transformações. Neste momento de espera, semeando sonhos e expectativas ela se prepara para o parto, muitas vezes busca conhecimento de melhores hospitais para o parto, contrata doula e às vezes equipe completa, também faz chá de bebê, monta enxoval, prepara tudo o que pode para receber bem seu bebê. Ufa, quanta coisa! Isso porque eu nem citei todas… Mas e para o pós-parto? A mulher se prepara?

Créditos: Hipismo&Co

Alguém lembrou de falar para a mulher sobre tudo que pode acontecer quando o bebê nasce? Alguém lembrou de nem tudo será maravilhoso, mesmo que você tenha seu lindo bebê tão desejado em seus braços? Quando o bebê nasce, naturalmente, todas as atenções se voltam para ele, todos os mimos, presentes, carinhos, visitas… familiares visitam e querem conhecer o novo membro da família tão pequenino e fofinho. Mas neste momento, alguém lembra de cuidar da mulher que pariu?

Rede de apoio no pós-parto

Vamos abrir um parênteses no texto para agora direcioná-lo aos familiares e amigas(os). Vale também para parceiros ou parceiras que não saibam muito como ajudar a mulher puérpera.

Créditos: pexels.com (Paula Lavrador)

Neste momento a mulher está 100% envolvida no cuidado de outro ser, o que demanda muito dela, por isso é muito importante ter ajuda! E acessar a rede de apoio. Rede de apoio são as pessoas que convivem, tem amizade, tem relacionamentos e vínculo. Não é a visita que chega em casa para dar trabalho! É aquele apoio que realmente apoia! Que lava uma louça, que leva uma comida pronta, que fala uma palavra amiga, que cuida do bebê enquanto a mãe toma banho, etc…

Seja esse apoio na vida de uma mãe recém-parida, pergunte o que ela precisa, disponha-se a ajudar e dividir com ela alguma tarefa, mas sempre com muito respeito ao seu espaço com o bebê. Ela está numa relação muito íntima com seu bebê.

Vale lembrar que as visitas devem ser feitas apenas quando a mulher e/ou casal quiserem. Existem pessoas que não querem visitas nos primeiros dias. Outra lembrança importante é com os palpites ou conselhos, evite-os! Perceba se realmente eles serão importantes, ouça o que a mulher tem a dizer antes de dar sua opinião.

Importância da doula no pós-parto

A doula no pós-parto faz um papel fundamental que é ajudar a puérpera no suporte emocional e suporte prático a nova rotina que se estabelece na vida da família. Pode esclarecer dúvidas, dar suporte com escuta e acolhimento das dificuldades, ajudar nos primeiros cuidados ao bebê e suporte com relação à organização da casa e da nova rotina. Além disso, dá os primeiros auxílios para a amamentação, se for consultora de amamentação pode ajudar em todo processo e nas dificuldades que pode encontrar.

Alguns cuidados que você já pode preparar na gestação…

Procure um grupo de apoio para estar com outras mães, principalmente se você não tem muitas amigas(os) ou familiares por perto. Você pode criar uma rede de apoio que gosta muito e que será muito importante para você!

Você também pode buscar apoio nos inúmeros grupos virtuais nas redes sociais, que podem te ajudar a dividir dificuldades e compartilhar experiências.

Converse com seu companheiro (a) sobre as dificuldades e sobre o que sente.

Converse e peça ajuda, as pessoas que gostam de você terão prazer em te ajudar!

Você pode preparar alguns ítens que podem ser extremamente importantes para você no pós-parto. Um deles é: comida congelada! Sim, vale cozinhar e congelar um pouco de comida nas últimas semanas de gestação. Outra coisa que pode te ajudar bastante são os absorventes pós-parto embebidos de chá de ervas, vão te ajudar na cicatrização da região e alívio de possíveis ardências (vou colocar o modo de fazer lá no final desse texto).

Créditos: pexels.com (Paula Lavrador)

 

Tenha paciência consigo mesma! Você acabou de passar por um processo intenso de transformações e tudo é novo, mesmo que não seja a primeira gestação. É um processo de adaptação do seu corpo também, você está com hormônios diferentes e processos bioquímicos acontecendo…

Você já ouviu falar de baby blues?

O baby blues, também conhecido como tristeza materna, é causado pelas alterações hormonais do corpo após o nascimento do bebê e pelas transformações psicológicas que a mulher passa na chegada de seu bebê. Os sintomas que aparecem são turbulência emocional, irritabilidade, tristeza e melancolia. Esses sintomas são passageiros e não são todas as mulheres que passam por esse processo, porém algumas pesquisas apontam que 80% das mulheres passam por baby blues.

Nestes casos, é mais importante ainda a rede de ajuda a essa mulher, já que dificilmente ela não se sentirá culpada por não estar apenas feliz por ter seu bebê em seus braços. É importante que ela possa descansar mais, tenha ajuda na amamentação e nos cuidados necessários a ela e ao bebê.

Absorvente pós-parto

*Para o absorvente pós-parto: umedecer um absorvente de tecido ou descartável com chá de barbatimão e camomila, (pode também ser usada outra ervas como calêndula) e levar ao congelador em um recipiente fechado. Usar congelado até que comece a derreter. Para absorvente descartável, umedecer com chá frio, porque contém plástico em sua composição.

Camomila (Foto: elo7.com.br)
Barbatimão. Foto: natural.enternauta.com.br

Referências

Para saber mais sobre baby blues: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/metodo_canguru_manual_tecnico_2ed.pdf

http://institutogerar.com.br/wp-content/uploads/2017/03/dpp-psicose-pos-parto-e-tristeza-materna.pdf

Doulas recomendam:

O que acontece com o corpo pós parto Você já parou para pensar por todo o processo que o seu corpo passa durante a gravidez, e que ele demora 9 meses nesse processo? São alterações hormon...
A importância do apoio para uma maternidade ativa O nascimento de um filho é uma das transformações mais significativas na vida de uma família. Todos são afetados, mas as alterações físicas, emocionai...
Violência obstétrica, direito e doulagem Se eu pudesse, nesse momento, me definir, seria uma mulher em busca de trabalhar com algo que me motive todo dia ao acordar, e para ser sincera, o Dir...
O caminho ensolarado Quem hoje é flor, um dia foi semente Eu me chamo Herlane, sou pernambucana recifense do frevo e do maracatu, filha de Suzane, Hérlon e Ítalo. Sim, ...
Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *