Pressão Alta na Gravidez

Compartilhe:

Apesar dos inúmeros cuidados já conhecidos durante o período da gestação, diversas mulheres acabam enfrentando o problema da hipertensão, ou pressão alta, durante esta fase.

Algumas trazem essa patologia para a gestação de forma crônica, e outras acabam desenvolvendo neste período. De um jeito ou de outro, a mulher já tem em sua genética uma pré disposição para tal doença.

pressao-alta-gravidez
Via https://danielazevedoneuro.com.br

Em sua maioria, as mulheres que desenvolvem a hipertensão neste período são as que tem a alimentação desequilibrada, estão acima do peso, não praticam atividades físicas mesmo que leves, fazem atividades laborais que promovem o estresse emocional. E as vezes dois desses fatores combinados são suficientes para desencadear a doença. Mas muitos casos de hipertensão na gestação podem ter sua causa na má formação placentária.

As que desenvolvem durante o período da gestação, normalmente vão perceber alguns sintomas bem característicos como:

  • Pressão arterial superior a 140/90 mmHg;
  • Dores de cabeça constantes, especialmente na nuca;
  • Dores fortes na barriga;
  • Visão embaçada e sensibilidade à luz;
  • Inchaço de partes do corpo, como pernas ou braços.

Dicas importantes

Atualmente, os estudos da medicina baseada em evidências sugerem que a hipertensão gestacional leve ou moderada deve ser a princípio tratada com intervenções não medicamentosas. Quando houver o uso de medicação que seja feita de forma criteriosa pelo obstetra de forma a prescrever os medicamentos hipotensores (que reduzem a pressão arterial) com menor efeito colateral possível para o bebê.

Algumas medicações consegue atravessar a placenta de forma muito rápida e em grande quantidade, podendo trazer prejuízos para o bebê. Por isso a importância de se questionar muito bem o profissional da medicina que atende a gestante a fim de compreender o universo que abrange a escolha feita.

Para as mulheres que já sofriam de pressão alta antes da gestação o mais indicado é fazer o acompanhamento conjunto com cardiologista e obstetra habituais. Não há impedimento para a mulher com hipertensão crônica engravidar desde que seja acompanhada por esses profissionais.

pressao alta na gravidez
Gestante praticando yoga. Via mildenhall

Para quem apresenta pressão alta exclusivamente no período de gravidez, algumas medidas simples, sempre sob supervisão do cardiologista e obstetra, pode auxiliar bastante no controle da pressão arterial. Veja abaixo:

  • Manter o peso de acordo com o período gestacional
  • Dormir no mínimo 8 horas por dia
  • Diminuir a ingestão de sal, frituras, embutidos e alimentos industrializados no geral
  • Fazer caminhada regularmente ou outra atividade leve de acordo com a orientação médica
  • Aumentar a ingestão de água
  • Aumentar a ingestão de alimentos em seu estado natural (como frutas e verduras bem higienizados) e, de preferência de preparo caseiro/não industrial.

    Alimentaçao saudável na gestação
    Via cabelosderainha.com.br

Por que devo atentar para a pressão alta na gravidez ?

A hipertensão, assim como qualquer outra doença deve ser acompanhada de perto principalmente no período da gestação onde a mulher está muito mais sensível devido ao seu estado físico e hormonal alterados e devido a presença de uma vida frágil e muito sensível dentro do útero.

Os casos de hipertensão não controlados podem levar a gestante ao quadro de pré-eclampsia aonde o risco de morte materna aumenta bastante e o risco de o bebê precisar de uti neo natal também aumenta.

Ainda assim, este estado pode evoluir para uma eclampsia, que é caracterizada principalmente por fortes convulsões maternas e apresenta a necessidade urgente de nascimento do bebê pois, caso essa condição não seja controlada o risco de morte materno fetal é muito alto.

No entanto, não há o que temer se você faz corretamente o acompanhamento com cardiologista e obstetra devidamente informados de todo seu quadro e da evolução dos registros de pressão arterial. Informação e bom acompanhamento podem reduzir bastante seu risco gestacional. Não se iniba em buscar auxílio caso note padrões de dor ou desconforto (conforme os citados acima) durante a gestação.

Leia! Leia muito! Informe-se! A informação vai aumentar suas chances de um tratamento adequado e um parto digno e com respeito.

 

*Referencias:

*Hipertensão Arterial Crônica Leve e Moderada na Gravidez: Práticas Terapêuticas Baseadas em Evidências
http://www.centrocochranedobrasil.org.br/apl/artigos/artigo_483.pdf

*Pressão alta na gravidez
https://www.tuasaude.com/pressao-alta-na-gravidez/

*Manejo da hipertensão na gestação: o pouco que se sabe
http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/HSE_URM_HIP_1004.pdf

 

Doulas recomendam:

Sinais nas Primeiras Semanas de Gravidez Antes de falar dos primeiros sinais, precisamos nos localizar em quando eles podem ocorrer. Para isso, vamos ver um pouco mais sobre a concepção: o óv...
Como preparar as mamas para a amamentação? via Pinterest O mês de agosto começou com a Semana Mundial de Aleitamento Materno inaugurando a campanha do Agosto Dourado, que promove durante to...
Meu “Diário Semanal” de gestação ̵... Oi gente, como vão vocês? Estou passando pra relatar mais uma semana do meu "diário semanal de gestação". À medida que vai chegando cada vez mais p...
6 Direitos da gestante que talvez você não conheça... Parir é um momento único, transformador e que pede acolhimento. Durante o trabalho de parto precisamos nos sentir seguras e isso envolve diversos fat...
Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *