Meu filho nasceu e eu descobri minha missão neste mundo.

Compartilhe:

Sou Melissa Stoco, me descobri Doula após o nascimento do meu filho, tenho 27 anos, feminista, ariana, moro em Vitória no Espírito Santo. Sou casada com Arthur Freitas que é um grande incentivador e parceiro. Somos pais do João Miguel, de 3 anos.

De uma gestação não planejada, que revirou todos os meus planos, cai de paraquedas no universo da maternidade. Foi um susto e ao mesmo tempo a certeza que tudo mudaria para melhor.

A minha essência.

Cresci no interior da cidade de Colatina-ES, em um distrito chamado Graça Aranha.Tive uma infância muito livre e característica: andar descalço, subir nas árvores, comer fruta direto do pé, tomar banho no córrego, andar à cavalo…

Desde pequena, sempre próxima aos meus avós, ouvindo os “causos” da bisavó .Foi um privilégio poder ter usufruído da convivência deles. Quanto conhecimento eles tinham, os saberes das tradições, os segredos das ervas, chás, cuidar do próximo. Minha avó era chamada pelas puérperas e auxiliava nos cuidados com os bebês, ensinava a dar banho e cuidar do umbigo, e eu sempre acompanhava.

Mas naquela época não ligava muito para essas culturas.Cresci e despertou a vontade de  ser Veterinária ou Geóloga, eram meus maiores sonhos. Segui outros caminhos e muita coisa não deu certo. Mas sabe aquele ditado: “Deus escreve certo com linhas tortas”. Exatamente isso.

A gestação me devolveu a vontade de buscar algo novo e me reinventar.

Empoderamento.

Quando engravidei, de cara já falava em cesárea, afinal, todas as histórias que escutava em relação ao parto normal eram de assustar.

“Vão te cortar toda!”

“Pra que sofrer?! Marca a cesárea, parir é coisa de vaca!”

Então  comecei a pesquisar e me informar, e Arthur sempre me incentivou a buscar o parto normal, assistimos juntos o filme O Renascimento do Parto, e aí a ficha caiu. Foi um start para uma mudança, não só no tipo de parto que escolhi, mas um novo mundo se abriu. Busquei grupos de apoio, informação de fontes seguras. Percebi o quanto tantas mulheres foram enganadas, e brotou o desejo de ajudar outras gestantes a entender sobre o parto humanizado,  a fisiologia do parto, os mitos…

O chamado para Doular.

O nascimento do João .
Pari no sus em fevereiro de 2015.

Meu parto foi no SUS em fevereiro de 2015.Em abril eu já devorava os livros do Ricardo Jones e assim fui seguindo, conhecendo vários nomes influentes,referências da humanização do parto no pais.

Me permiti escutar lá dentro do coração o chamado para me tornar doula. Cuidar de outras mulheres nessa fase tão intensa e transformadora, hoje além de ser minha profissão, é uma missão de vida. As dores da violência obstétrica sofridas pela minha mãe, no meu nascimento, me impulsionam a querer fazer parte da mudança do cenário obstétrico brasileiro.

Tinha pressa em atuar,estava disposta a me jogar de vez nessa nova jornada.

massagens,exercícios,
relaxamento..ser doula é cuidar.A protagonista sempre sera a mulher.
Divando :Ana Paula Cazzotto.

Como o João Miguel ainda era muito pequeno,  e toda aquela rotina de amamentação, tive receio de sair do estado para fazer o curso de formação, não tinha previsão para turmas de formação de doulas em Vitória, então iniciei uma formação à distância e conclui em novembro de 2015 e fiz uma atualização em maio de 2016, através do Instituto Ser e Saber Consciente com a Adriana Tanese. Após essa formação continuei agregando outros cursos .Fiz um curso de doulas avançadas em outubro de 2017 com a equipe Zalika aqui na minha cidade.

Iniciei meus atendimentos como voluntária em 2016, na maternidade que João nasceu. Lá presenciei partos com assistência humanizada pelo SUS, conheci histórias incríveis, foi um divisor de águas na minha vida. Com o João mais crescido eu comecei a atender com mais frequência, e sigo hoje  levando informações baseadas em evidências para vários casais.

Doular agora é a minha principal função, mas é sem dúvidas algo que faz meu coração transbordar. Eu não escolhi ser doula por opção, a vida me levou para esse caminho. Gratidão a Deus por me iluminar nesta escolha, gratidão às mulheres e famílias incríveis que acompanhei, e cada uma me impulsiona a buscar o melhor. Sou apaixonada por esse trabalho, encantada com o  mundo das ervas, aromaterapia e tudo o que envolve o sagrado feminino.

Servir é minha missão! Levar informação e distribuir amor!

Doulando Ana Paula Cazzotto .O nascimento do Rafael .Foto: Betha Alves, em Janeiro de 2018.

REFERÊNCIAS :

RICARDO H. JONES –  Livros : Memórias de um Homem de Vidro
Reminiscências de um Obstetra Humanista (https://www.maternidadeativa.com.br/memorias.html)

Evidências qualitativas sobre o acompanhamento por doulas no trabalho de parto e no parto http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2005000500003

Érica de Paula, Eduardo Chauvet (2013). O renascimento do parto.Documentário parcialmente disponibilizado pelo Ministério da Saúde em https://www.youtube.com/watch?v=9-dHeTrWuQ0&list=PLY-hZtX_CwE2_gUty9eDobebBH925Ttm0

Doulas recomendam:

Apoio no puerpério – como dividir o fardo Nove meses de gestação, a ansiedade pra saber o sexo; prepara o chá de revelação; compra o enxoval todinho rosa ou azul, pinta o quartinho, compra os ...
Humanização do parto para preservação Há quem diga que a humanização do parto é moda, que as mulheres comuns querem imitar as celebridades. Já ouvi também numa reunião de corpo clínico hos...
Liberação hormonal do parto: no corpo da mulher qu... No momento do parto o corpo da mulher secreta hormônios que são responsáveis pela evolução do trabalho de parto. São eles: ocitocina, endorfina, adre...
Parto orgásmico ou o parto como prazer Parto orgásmico? É possível vivenciar esse momento, culturalmente tão ligado à dor e sofrimento, como uma experiência prazerosa? “Se a mulher não ...
Compartilhe:

2 respostas para “Meu filho nasceu e eu descobri minha missão neste mundo.”

  1. Parabéns Mel!!! Seu texto está lindo e cheio de emoção. Muita luz e sucesso na sua caminhada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *