Doces e farinha branca: vilões do TP?

Compartilhe:
Os vilões
por popsugar.com

Você é uma daquelas milhares de mulheres que tem medo da dor do parto?
E se eu te contasse que existe um jeitinho de minimizar essas dores e de brinde diminuir o tempo do trabalho de parto?
Sim, isso é sério meu povo! E graças a  um médico alemão chamado Frank Lowen.
Antes de contar esse segredinho, temos que entender o que acontece no útero durante a gestação..
Durante a gravidez, o colo uterino apresenta-se mais resistente, é como se fosse a pontinha do seu nariz, quando chegamos na reta final esse colo começa a amolecer e afinar, ficando parecido com os lábios.
Isso acontece pela presença de prostaglandinas e seus receptores. Esse hormônio, é responsável pelas contrações uterinas no início do trabalho de parto e pela dilatação do colo do útero. Para a prostaglandina agir, ela precisa de receptores específicos, que são produzidos com baixa taxa de glicemia. Isto é, com pouco açúcar no sangue materno.

Donnuts
por babymed.com

Agora é que vem a parte boa..
As mulheres que consomem pouco AÇÚCAR E FARINHA BRANCA, tendem a ter uma taxa baixa de glicemia, fazendo com o que os receptores de prostaglandinas, sejam produzidos na medida certa, ajudando assim com que as dores e o tempo do trabalho de parto sejam menores.
Já as mulheres que fazem um consumo alto desses alimentos, produzem poucos receptores, deixando que o hormônio fique livre, resultando em um trabalho de parto mais dolorido e demorado.
Mas calma! Não precisa parar de comer aquele brigadeiro ou aquela massa deliciosa que sua avó faz, precisamos sim, controlar o consumo durante a gestação e quando chegar a 36ª semana, zerar totalmente o consumo de açúcar e farinha branca, pois quando as contrações se iniciarem, o corpo terá produzido muitos receptores de prostaglandinas ajudando o seu colo do útero ficar mais amolecido facilitando a sua abertura. Resultado? Um trabalho de parto mais rápido e menos doloroso!

Dor no parto
por Eveline Dias

Então como comer durante a gestação?

Claro que temos desejos durante esses 9 meses e por favor, não quero nenhum bebê nascendo com cara de coxinha ou de pudim. Precisamos sim, pensar em controlar para que 90%  da alimentação seja saudável durante período gestacional, deixando os outros 10% para as “porcarias”. Jamais deixe de comer o que tem vontade, mas o “pulo do gato” está em não exagerar.. Quer comer um bolo delicioso de chocolate com cobertura de brigadeiro? Yes, you can! (Sim, você pode!) Basta comer um pedaço ao invés do bolo todo. Quer tomar refrigerante? Que tal  trocar uma garrafa de 2 litros, por uma latinha e ainda tentar dividir com alguém? Isso sim é o ideal, não precisamos parar de comer nem de ter desejos durante esse período, mas o exagero é o inimigo.

Gravida-e-alimentação-saudável
por meumenino.com.br

Já na 36ª semana..

Pois é, na 36ª semana seria muito importante deixar de lado os desejos, ou então aproveitar as mudanças de hábito para procurar por receitas e por a mão na massa. Tá com vontade de comer algo frito? Que tal fazê-lo o mais natural possível e ao invés de fritar colocar no forno? Hmmm.. Um bolinho? Vamos trocar a farinha branca por outra mais “fit”? Temos tantas opções deliciosas: farinha de arroz, farinha de amêndoas, farinha de linhaça e assim vai.. Pense que você está fazendo um bem danado tanto pra sua saúde, como a de seu bebê e de brinde terá um TP mais leve, com dores menos intensas..

Foi muita informação?

Pera ai! Não fique cheia de neura, parando de comer tudo que gosta! Pense que é um período maravilhoso, porém precisamos também pensar em tirar um pouco o foco da dor no parto e ai está uma ajuda. Não passe vontade, diminua a quantidade! Seu corpo entenderá perfeitamente que sua glicemia está boa o suficiente para produzir a quantidade de  receptores ideais. Entenda essa fase como se fosse (e é!) uma reeducação alimentar, aonde você não deixará de comer nada, porém irá aproveitar para conhecer novos alimentos deliciosos!

Alimentação gestantes
por pediatradofuturo.com.br

 

 

Você pode ler mais aqui:

https://www.espacoitawegman.com.br/acucar-e-parto/

"Sobre hormônios – nutrição – trabalho de parto – Frank Lowen e Siaparto 20171. Para o trabalho de parto começar os…

Posted by Zalika on Saturday, 9 September 2017

https://www.ufrgs.br/lacvet/restrito/pdf/prostaglandina.pdf

https://revistacrescer.globo.com/Gravidez/Saude/noticia/2015/11/alimentacao-na-gravidez-lista-de-alimentos-que-gravidas-precisam-comer.html

Doulas recomendam:

Quando nascem os bebês.Sobre bolos e fornos Engravidar são duas alegrias, vamos ser bem sinceras, uma quando acontece e a segunda quando pegamos o bebê todo lindo e quentinho nos nossos braços. ...
O Bebê Sentado ou Bebê Pélvico Bebê pélvico durante a gestação, ou bebê “sentado", é uma das posições possíveis do bebê estar no final da gravidez e ocorre com mais frequência do qu...
Desproporção céfalo-pélvica, “eu não tive passagem... Para o bebê sair do corpo da mãe, ele tem que atravessar um longo e, geralmente, lento caminho entre os ossos da bacia materna, mas tanto o corpo da m...
Encarando o Períneo Você conhece seu Períneo? Imagem: Pixabay Não responda já. Vamos refletir um pouco. Você tem costume de se olhar no espelho diariamente, n...
Compartilhe:

5 respostas para “Doces e farinha branca: vilões do TP?”

  1. muito bom esse texto!
    me lembro da minha obstetra me falando sobre isso, e tentei segurar um pouco o consumo de farinha branca para ajudar o TP!

    1. Algo tão simples e pouco conhecido né? Que bom que seu médico te alertou sobre! Obrigada por compartilhar isso conosco!

  2. Olá, gostaria de ler o estudo original porém não estou conseguindo encontrar. Você poderia me ajudar por favor?

  3. Olá!Também tenho procurado o estudo sobre isso e não encontro por nada…rs… Se fosse possível disponiblizar, agradeço muto!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *