De Bancária a Doula

Compartilhe:
Foto de arquivos pessoais

Prazer, me chamo Julia Otero. Casada com o cara mais incrível do mundo. Há alguns anos, eu era bancária, andava na beca todo dia, mas era infeliz. Há 3 anos, minha carta de alforria foi assinada, minha vida ficou mais leve. Me reencontrei em sonhos que não faziam sentido algum. O cara mais incrível do mundo resolveu se juntar a essa ideia. Hoje sou estudante de gastronomia, empreendedora (ou seria empreendeDOULA?), Doula e Consultora em Aleitamento Materno, louco não?

Vamos começar do início.
Sou Petropolitana, filha de pais separados. . . Passei a ter interesse em assuntos sobre parto após conhecer o “cara mais incrível do mundo”, cujo nome é Diogo. Estamos juntos desde 2012, nos casamos em 2016. Algum tempo depois que começamos a namorar, passei a ler e assistir alguns materiais sobre parto, foi assim que os partos naturais e a humanização tomaram meu coração por completo, aonde conheci o papel da doula.. Naquela época, eu ainda bancária, fazia faculdade de direito (ou será que fazia errado?), após ser demitida resolvi me aventurar em outra grande paixão: A GASTRONOMIA.

                                                                       

    Foto de arquivos pessoais

 

E como veio a ideia de se tornar Doula?
Pois é meus amigos e amigas, ai é que tá, eu não sei. Após conhecer o mundo da humanização, fazer pesquisas e mais pesquisas, cismei que queria uma doula no dia que eu engravidasse. Engravidei? Ainda não. Pois bem, no início de 2018 me veio um desejo de me tornar doula após descobrir que em minha cidade (Petrópolis, RJ) existiam pouquíssimas profissionais da área. Lá fui eu pra São Paulo, fazer o curso no Grupo de Apoio a Maternidade Ativa (GAMA). E foi transformador, ali eu me reconectei com o meu feminino, tive a certeza que precisava sim encarar meus medos e ir à luta. Assim eu cheguei até aqui.

Turma de formação de  doulas (GAMA/SP -Março 2018) Foto de arquivos pessoais

Uma coisa puxa a outra…
No curso de doula, acabei conhecendo um pouco sobre a amamentação. Logo que terminei meu curso, mais uma vez eu sentia vontade de me aventurar.. Logo após me tornar doula, resolvi me lançar no empreendedorismo e fazer bolsas térmicas de ervas. Comecei publicando no facebook e uma amiga que acabara de ter seu segundo filho me mandou mensagem. Dizia que queria uma bolsa térmica para o bebê e que tinha visto que eu tinha feito o curso de doula, se por acaso eu não conhecia alguma consultora em aleitamento materno para ajudá-la, pois estava com problemas na amamentação. Falei que infelizmente não conhecia, mas que tinha uma base sobre a amamentação e me ofereci para auxiliá-la no que fosse preciso. Resultado? Conseguimos êxito no problema e dali resolvi também me tornar Consultora em Aleitamento Materno.

A empreendedora
As bolsas térmicas de ervas acabaram fazendo sucesso entre os amigos, logo após vieram as naninhas e os travesseiros para bebês, todos com ervas. Hoje estamos no inicio do projeto “DE GURIA, mulher, mãe e bebê”, aonde estamos na fase de tirar todos os projetos de produtos do papel para colocá-los no mercado. Neste momento, já utilizo a marca para trabalhar nas redes sociais com a doulagem, consultoria e também venda de alguns produtos, mas esse é só o começo!

DeGuria

A primeira vez a gente nunca esquece..
Sim, a primeira doulagem também chegou, em Maio de 2018. Como foi? Inesquecível! Ali eu me tornei oficialmente DOULA, mas também oficialmente MULHER, sem medo do passado sombrio, sem medo da maternidade que um dia irá chegar. Me transformei junto daquela mulher linda que confiou aquele seu momento tão íntimo a mim. Ela que não desistiu e teve seu parto dentro do quarto de hospital, sem anestesia, deixando com que o seu instinto de mulher a dominasse totalmente. Morreu mulher, renasceu como mãe.

Prazer, Vicente! Sou o primeiro mascotinho da tia Julia (foto de arquivos pessoais. Imagem autorizada pelos pais.)

Julia Otero.

Compartilhe:

2 respostas para “De Bancária a Doula”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *