Dores comuns no final da gestação

Compartilhe:

No terceiro trimestre, mais ou menos a partir da 30 semana de gestação, a famosa “pressão na pelve” aparece com força total, dificilmente vamos encontrar alguma mãe que não reclame de dor nos quadris. Muitas mulheres se queixam também de agulhadas na vagina e a sensação constante que “alguma coisa está forçando para baixo”.

Não podemos esquecer das caibras, inflamações no nervo ciático e em muitas mulheres surgem também as hemorroidas.

Mas não se desespere, vamos primeiro entender porque isso acontece?

  • O peso do bebê aumenta muito nesse final e exige mais de músculos, coluna e sistema circulatório da mãe.
  • O seu volume sanguíneo aumenta em 1/3
  • O peso extra do bebê, placenta e líquido refletem diretamente no seu sistema nervoso e por isso que dependendo da posição do bebê você sente agulhadas ou “choquinhos”  nas pernas, vulva e quadris
  • Produção de Relaxina a todo vapor, responsável pela maleabilidade de ligações e músculos (dá a sensação de sempre estar “prestes a quebrar”) Super importante para o momento do parto
  • O bebê já se posiciona, no jeito certinho para nascer, de cabeça para baixo, o que é um ÓTIMO sinal, mas força naturalmente a abertura dos ossos da bacia com a cabeça e com o peso que cresce muito semana a semana.

Para aliviar esses desconfortos invista em:

 

  • Massagens relaxantes
  • Alongamentos diários
  • Yoga ou Pilates
  • Caminhadas leves
  • Bolsas de água quente nas regiões mais doloridas
  • Prestar sempre atenção na sua postura, quanto mais errada maior será a sobrecarga em uma área específica e provocar mais desconforto.

 

Não precisa se preocupar ou achar que a criança vai nascer super rápido por conta dessa sensação constante de pressão.  O trabalho de parto normal é normalmente lento para que ocorra bem, como o desabrochar de uma rosa, e só acontece com contrações a cada 3 minutos e com um minuto de duração cada uma*. Sem contrações- sem nascimento 

 

Pode ler mais aqui

ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS NA PERCEPÇÃO DE MULHERES DURANTE A GESTAÇÃO 

Estudo comparativo entre a drenagem linfática manual e atividade física em mulheres no terceiro trimestre de gestação

ANÁLISE DAS MUDANÇAS FISIOLÓGICAS DURANTE A GESTAÇÃO:  DESVENDANDO MITOS

Doulas recomendam:

A jornada de uma doula… Imagem do Arquivo Pessoal Juliana Moraes e Silva, nasceu em São Paulo, em uma madrugada de inverno no início da década de oitenta. Tem um pouquinh...
As 10 principais justificativas para cesárea (e po... A Organização Mundial de Saúde afirma que a porcentagem de nascimentos por cesariana não deve exceder 15%. No Brasil, 55,5% de todas as mães dão à luz...
A jornada da Doula Oi, prazer, me chamo Paula, tenho 30 anos, um filho, e um cachorro. Sou gaúcha, casada (não no papel passado, mas me sinto assim), ativista de parto ...
Como a perda do Miguel me ajudou a encontrar a hum... Era dia 13/03/2013. Para muitos, dia de expectativa para a escolha do novo papa. Para minha família, dia da confirmação da perda do primeiro neto, fil...
Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *