CAMILA MEDEIROS – MULHER, MÃE E DOULA

Compartilhe:

 

Olá, sou a Camila, mãe do João Pedro e da Maria Luiza, tenho 32 anos e sou doula. Descobri a doulagem e o movimento de humanização do parto em 2014, na minha primeira gestação, quando por acaso comprei o livro PARTO COM AMOR procurando simplesmente um livro para me preparar para a gestação. E foi amor a primeira leitura!

Muito prazer! Essa sou eu! Foto: Arquivo Pessoal

 

Eu realmente me encantei com todo aquele universo, mas as minhas pesquisas foram bem superficiais, e claro, achei que meu médico faria o parto normal que tanto sonhava. Não contratei doula, não troquei de médico, não fiz plano de parto. E infelizmente meu sonho de parir foi roubado. Após 12 horas de dores, muitas intervenções desnecessárias, pressão do GO e da família, acabei cedendo e pedi pela cesárea. João Pedro nasceu saudável e eu acabei acalmando meu coração porque ele tinha dado sinais de que era a hora de nascer. O sonho de parir teria que ficar para uma próxima gravidez.

Em pleno trabalho de parto, no nascimento do João Pedro. O sentimento era de solidão 🙁 Foto: Gabi Pelizari

 

Mergulhada nesse universo de maternidade por quase dois anos, acabei me aprofundando nos estudos sobre humanização do nascimento, e por amar tanto o assunto decidi fazer um curso para ser doula. Neste mesmo período, em busca de outra profissão e com mil projetos para realizar, engravidei da Maria Luiza. A gravidez não foi planejada e veio pra sacudir um pouco a minha vida. Fiquei por um bom tempo negando essa gestação, inconformada por não ter me prevenido, e secretamente desejando que ela não fosse pra frente. Mas como nada nessa vida é por acaso, fui fazer o curso de doula em Janeiro/2017 grávida de 10 semanas, e foi lá que olhei novamente para o nascimento do João Pedro e consegui elaborar melhor o não parto. As várias intervenções que haviam acontecido durante o trabalho de parto poderiam ser consideradas violência obstétrica, e o meu medo de passar por tudo isso novamente, somado ao sentimento de incompetência por ter desistido no meio do trabalho de parto fez com que eu rejeitasse a nova gestação. Mas com o apoio de todas as mulheres que estavam presentes durante o curso, consegui finalmente superar o meu trauma e me refazer para escrever uma nova história.

 

Foto: Arquivo Pessoal

Sai do curso empoderada e decidida a ter um parto domiciliar. Com muita paciência e cheia de coragem, expliquei para o marido que um parto domiciliar planejado era tão seguro quanto um parto hospitalar, e aos poucos consegui o apoio dele para parir em casa. Troquei de médico, encontrei uma equipe com profissionais humanizados que realmente incentivavam o parto natural, e consegui realizar o meu sonho de parir naturalmente. Maria Luiza nasceu em casa, assistida por duas parteiras, além da doula, da fotógrafa, do pai e da cachorra da família, em um parto sem intervenções desnecessárias, no tempo dela, cercada de muito amor e respeito. Foi um dia épico e um divisor de águas na minha vida. Com o nascimento dela, renasci como mulher, mãe e profissional, pronta para apoiar outras mulheres em busca desse sonho de trazer um filho ao mundo da forma mais natural possível.

Mesmo com medo, o marido deu todo o apoio para que eu realizasse meu sonho. Foto: Evelyn Angel Fotografia

 

Só conseguia falar: eu consegui!!! Foto: Evelyn Angel Fotografia

Doula Revelada

 

Sou formada em Administração de Empresas e me dediquei a carreira bancária durante 11 anos. Como já deve ter percebido, a maternidade acabou despertando novos interesses, por isso me formei como doula em jan/17. Fiz o curso MULHERES EMPODERADAS – REVELANDO DOULAS, um curso de imersão com cerca de 50 horas, com aulas teóricas e práticas ministradas por nomes importantes no mundo da humanização, como o obstetra Braulio Zorzella, a especialista em amamentação Claudia Gondim, e as doulas Kalu Brum e Gisele Leal. No curso, as doulas reveladas saem aptas para acompanhar as gestantes desde a gestação até o pós parto, trazendo informação de qualidade sempre baseadas em evidências e apoiando o protagonismo das mulheres neste momento importante de suas vidas.

 

Participei de outros workshops e cursos como aromoterapia, utilização de rebozo no trabalho de parto, massagem e aleitamento materno, tudo para melhorar ainda mais os meus atendimentos. Como doula, estou sempre buscando atualização para trazer as gestantes as práticas mais atualizadas dentro da humanização do parto.

 

E por que você precisa de uma doula?

 

Você pode estar pensando: “Mas pra que afinal eu quero uma doula me acompanhando durante o meu parto se quem faz todo o ‘serviço’ sou eu?”.

Um estudo publicado por Klaus e Kennel  em 1993 chamado “Mothering the mother” (1) apontou os resultados globais do acompanhamento da doula no trabalho de parto e parto, conforme abaixo:

 

– Redução de 50% nos índices de cesariana

– Redução de 25% na duração do trabalho de parto

– Redução de 60% nos pedidos de analgesia peridural

– Redução de 30% no uso de analgesia peridural

– Redução de 40% no uso de ocitocina

– Redução de 40% no uso de fórceps

 

Além disso, a OMS (Organização Mundial de Saúde) e o Ministério da Saúde recomendam o suporte da doula (2), reconhecendo a importância que esse acompanhamento pode trazer para melhorar a experiência das mulheres durante o trabalho de parto e parto. E cada vez mais vemos projetos de lei sendo aprovados pelo Brasil afora, permitindo a entrada das doulas, além de seus acompanhantes, nos hospitais do SUS, garantindo assim a autonomia da mulher na escolha de alguém possa oferecer um apoio adicional durante o nascimento de seus bebês.

Minha doula querida, Thati Menendez, me ajudando a superar cada contração. Foto: Evelyn Angel Fotografia

É claro que sem uma doula você pode parir, nosso corpo foi feito pra isso, e salvo algumas exceções, a maioria consegue dar a luz pelas vias normais sem ajuda de ninguém. Mas sabe aquele incentivo que você pode precisar quando estiver sentindo muita dor, quase desistindo do seu sonho de ter um filho de parto normal, ou aquela mão pra segurar e apertar quando a dor vir, ou aquele olhar manso de incentivo enquanto você está fazendo aquela força absurda pro bebê nascer, sabendo que está quase chegando a hora? A doula vai fazer por você. E não só isso! A doula te enche de material de estudo pra que você entenda o que vai acontecer com o seu corpo durante todo o trabalho de parto, ela vai te ajudar a escolher a melhor assistência possível, dentro da realidade que você vive, a doula vai tirar as suas dúvidas e acalmar o seu coração quando você estiver desesperada de ansiedade, ela vai acalmar o seu acompanhante antes, durante e após o nascimento do bebê, ela vai se preocupar se você terá energia pra mais algumas horas de trabalho de parto, insistindo pra você comer ou beber alguma coisa, vai te ligar pra saber como está o seu pós parto, vai continuar te ajudando para que o seu corpo se recupere 100% depois da maratona que é gestar e parir…a minha doula fez tudo isso e muito mais por mim, e eu quero retribuir ao universo tudo o que recebi, servindo outras mulheres.

Nos vemos em breve!

Com Carinho

Camila Medeiros, doula parto e pós parto

 

Bibliografia

  1. Klaus M, Kennel J, “Mothering the mother: how a doula can help you to have a shorter, easier and healthier birth.” Hardcover
  2. Parto, Aborto e Puerpério – Assistência Humanizada à Mulher, 2001

Link: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/cd04_13.pdf

Doulas recomendam:

Doula – O Despertar Como me tornei Doula Muito se fala sobre o trabalho da doula, sobre o que as evidências falam dessa profissional, o que uma doula faz ou não faz, mas...
O que acontece com o corpo pós parto Você já parou para pensar por todo o processo que o seu corpo passa durante a gravidez, e que ele demora 9 meses nesse processo? São alterações hormon...
Cólicas no bebê O bebê nasceu, os primeiros dias foram passando e apesar de ser tudo muito novo você parece ter tirado a sorte grande! Seu bebê dorme a “noite toda”, ...
Como a perda do Miguel me ajudou a encontrar a hum... Era dia 13/03/2013. Para muitos, dia de expectativa para a escolha do novo papa. Para minha família, dia da confirmação da perda do primeiro neto, fil...
Compartilhe: