Violência Obstétrica: saiba o que é para não ser vítima dela

A grande pesquisa realizada pela Fiocruz, Nascer no Brasil , constatou o que nós do movimento de humanização percebemos todos os dias: 1 em 4 mulheres são vítimas da Violência Obstétrica. Por definição “entende-se por violência obstétrica qualquer ato exercido por profissionais da saúde no que cerne ao corpo e aos processos reprodutivos das mulheres, exprimido …

Saiba o que não deveria acontecer no parto

Violência Obstétrica

A violência obstétrica é a violência cometida contra a mulher grávida e sua família em serviços de saúde durante a assistência ao pré-natal, parto, pós-parto, cesárea e abortamento. Pode ser verbal, física, psicológica ou mesmo sexual. O termo “violência obstétrica” apesar de bastante falado, ainda é consideravelmente pouco conhecido e deve ser denunciado pelas vítimas nos serviços de atendimento a mulher. A violência pode ser expressa de diversas maneiras explícitas ou veladas, por esse motivo muitas mulheres não veem tal tratamento como agressão. Quando a mulher se torna uma vítima de violência obstétrica, faz com que esse momento do nascimento seja lembrado com dor quando deveria ser lembrado com grande alegria. Continue lendo “Saiba o que não deveria acontecer no parto”

A saga de nascer no Brasil

nascer no brasil

Nascer no Brasil, para falar do cenário obstétrico atual no Brasil, é importante contar um pouco sobre a história do parto. Você já se perguntou como eram os partos antigamente? Importante fazer uma analogia sem pré-julgamento, mitos ou achismo. Não podemos negar que no princípio as mulheres pariam de forma fisiológica e sem grandes dificuldades. …

Parto orgásmico ou o parto como prazer

Parto orgásmico ou o parto como prazer

Parto orgásmico? É possível vivenciar esse momento, culturalmente tão ligado à dor e sofrimento, como uma experiência prazerosa?Falar sobre sexualidade humana é um grande tabu. Precisamos de uma maior abertura para dialogar sem barreiras sobre o tema, com uma linguagem adequada a cada fase do nosso desenvolvimento, para que possamos vivenciá-la em sua plenitude. A …