A Influência da Lua na Gestação e no Parto – Parte I

Ruaraidh Gillies

É comum durante a gestação a mulher ouvir algum comentário do tipo: “Você está de 38 semanas, tá quase! Olha a Lua Cheia é na semana que vem, tá chegando!”

Mas e aí?! Será que a Lua realmente tem alguma influência sobre o nascimento dos bebês? 

Entre artigos científicos, crenças, mitologia e muito misticismo, a influência da Lua na Terra e nos seres vivos é um tema que desperta um certo fascínio, curiosidade e muito estudo desde as civilizações mais antigas.

 

A Lua

A astronomia é considerada a mais antiga dentre todas as ciências,  já que o céu sempre despertou grande interesse dos povos antigos e é até hoje um pertinente objeto de curiosidade e estudo da humanidade (Faria, 1987).

O fato de a maioria das pessoas não conhecer completamente os fenômenos relacionados à imensidão do céu deu origem a uma série de curiosidades, admirações, superstições e, principalmente, ao medo de algo desconhecido. Esse desconhecido levou a que muitos povos atribuíssem aos corpos celestes títulos de deuses, evidenciando a natureza divina dos astros e, consequentemente, atribuindo-lhes certos fenômenos que aconteciam aqui na Terra (Darroz; Rosa; Vizzotto; Rosa; 2013). 

E assim foi  com Lua. Misteriosa, ela seria capaz de exercer um grande poder sobre a Terra. Por alguns povos é chamada de Deusa, outros a reconhecem como a Força Feminina da Natureza, mas cientificamente, quem é a Lua?

A Lua é o satélite natural mais próximo a Terra. Suas fases,  constituem um dos fenômenos astronômicos mais comuns à observação da maioria das pessoas, e foram explicadas por Aristóteles há mais de 300 anos antes da era cristã, sendo um dos conhecimentos mais antigos e básicos da ciência (Saraiva; Ssilveira; Stefani, 2011).

A Lua e a Luz do Sol

 

As Fases da Lua

Em seu trabalho, Pimenta (2018), explica detalhadamente que a Lua demora 28 dias pra dar uma volta completa ao redor de si mesma. E nesse mesmo período ela da uma volta completa ao redor da Terra. 

É importante ressaltar, que a Lua não apresenta luz própria, ela é iluminada pelo sol. E é graças a essa iluminação que podemos observar suas fases todos os dias no céu. A parte iluminada da Lua é a parte voltada para o sol, portanto a parte não iluminada, está escura e não conseguimos enxergar. 

Com base na sua movimentação podemos então observar as quatro fases lunares, que são:

Lua nova – É quando a face da Lua iluminada pelo Sol não pode ser vista da Terra. Como a Lua está na mesma direção que o Sol, eles nascem e se põe juntos. 

Lua quarto crescente – Nessa fase o Sol começa a iluminar parte da Lua. Com o passar dos dias essa iluminação vai ficando cada vez maior e a Lua vai “crescendo”. A Lua crescente nasce ao meio dia e se põe meia noite. 

Lua cheia – Nessa fase, é visível toda a face da Lua, que está iluminada pelo Sol, ela esta de frente pra ele. A Lua Cheia nasce aproximadamente às 18 horas e se põe no dia seguinte às 6 da manhã, podemos observa-la durante toda a noite. Durante esse período a Lua exerce sua força máxima. 

Lua quarto minguante – Apos a “cheia”, a luz incidente na Lua vai diminuindo, assim, sua parte iluminada também. Nessa fase a forca gravitacional diminui. 

Ruaraidh Gillies
Fases Lunares

Este conhecimento serviu de base para a construção do primeiro calendário da humanidade, o Calendário Lunar. Falaremos mais sobre ele já já!

 

As Fases da Lua e o Ciclo Feminino 

Você já ouviu falar que o ciclo da lua tem influência sobre corpo feminino? Você já se fez essa pergunta alguma vez? Será que existe realmente alguma relação?

A Lua e a Força Feminina da Natureza

Nós mulheres somos cíclicas.

Nós menstruamos, ou seja, vivemos cada mês um ciclo, um ciclo hormonal, um ciclo de eventos, um ciclo de sentimentos, e este ciclo “pode” estar ligado diretamente ao ciclo lunar. Esta ligação, foi  por muitos anos, a crença de muitos povos, que viviam de acordo com o Calendário Lunar, e que associavam a Lua diretamente a figura da mulher.

Nosso ciclo menstrual dura em média 28 dias, divididos pela Fisiologia Hormonal em 4 fases, descritas claramente pela ciência. Esta semelhança seria mera coincidência?! 

O ciclo menstrual se divide em: Mentruação, Pós Menstruação, Ovulação e Pós Ovulação. Em cada fase os hormônios femininos estarão presentes em diferentes quantidades. Estas quatro fases do ciclo feminino, são vividas em diferentes fases lunares, que como vimos acima, também são quatro. 

Uma das crenças mais antigas para explicar tal coincidência do ciclo lunar com o ciclo menstrual, é que a Lua exerce um poder sobre as águas. Ela teria influência direta no corpo humano, que é constituído por mais de 70% deste elemento, atuando na menstruação, nos hormônios, na gestação, e no parto.

Do ponto de vista místico, atuaria no campo das emoções humanas, que são regidas pelas águas. 

Toda essa coincidência e simbologia vem sendo estudada há milhares de anos e atualmente é tema de diversos estudos sobre o corpo feminino e seus arquétipos, diretamente ligados a Lua.

Um embasamento científico que comprova a influência da Lua sobre as águas, está ligado a sua influência direta sobre as Marés Oceânicas . “Vamos entender melhor como a Lua influencia nas águas oceânicas no próximo post!!!”

 

O Calendário Lunar

O Calendário Lunar foi a primeira forma de contagem do tempo. Este calendário, se fundamenta no movimento da Lua e é utilizado há milhares de anos. As civilizações antigas plantavam, colhiam, cortavam madeira, faziam rituais, seguindo este calendário, ou seja, faziam determinadas atividades de acordo com as fases da Lua. Hoje em dia, ele ainda é utilizado no mundo todo, com destaque na Agricultura Biodinâmica.

credito:fernandodegorocica
Calendário Lunar 2018

Algumas mulheres utilizam o Calendário Lunar para acompanhar seu ciclo menstrual. Através da observação do seu corpo, e de posse do calendário lunar mensal,  faz-se anotações sobre o seu período menstrual, sua ovulação, ou período fértil. Ou seja, o calendário Lunar vem sendo, desde os primórdios, utilizado pelas mulheres como um instrumento de conhecimento do próprio corpo, através das fases da Lua.

Com o passar do tempo acompanhando seu ciclo e as fases lunares, existem mulheres que passam a se conhecer de tal forma que sabem, por exemplo, que seu fluxo menstrual é maior em determinada Lua. Enfim, a mulher passa a se conectar mais com o seu corpo e com a força da natureza que pode sim influenciá-lo.

 

No próximo post vamos saber como utilizar o Calendário Lunar na Gestação, vamos descobrir como as Marés são influenciadas pela Lua e se a Lua exerce real influência na Gestação e no Parto. 

Aguardem, é na semana que vem…

A Influência da Lua na Gestação e no Parto – Parte II Continue lendo “A Influência da Lua na Gestação e no Parto – Parte I”

A Fisiologia Hormonal do Parto

Bruna Simões Carvalho Teixeira Nós, seres humanos, somos pertencentes ao Reino Animalia, Classe Mammalia e somos da espécie Homo sapiens. Por que estou fazendo estas considerações? Porque somos animais, somos mamíferos placentários (que possuem placenta) e é de fundamental importância que vejamos o nascimento dos seres humanos como um evento da natureza. Nossa espécie avança …

Do “meu” Interior Nasceu uma Doula

Bruna Simões Carvalho Teixeira A Ancestralidade do Parto Enquanto Geraldo plantava, “apartava” vaca e tirava leite, Léa pariu 12 filhos em seu lar. Enquanto “Toco” era motorista, Izoleta pariu cinco filhos em seu lar. Assim vieram meus pais, viveram uma infância simples, e um dia em Caldas no sul de Minas Gerais uma nova família …

As 7 vantagens do parto normal

parto normal

No post anterior falamos sobre o cenário obstétrico do Brasil e a dificuldade da mulher em obter informação baseada em evidências científicas sobre o parto normal e parto natural, que significa parto vaginal mas sem intervenções. O parto humanizado (que é o parto que respeita o protagonismo da mulher, seu poder de escolha e é baseado em …

A saga de nascer no Brasil

nascer no brasil

Nascer no Brasil, para falar do cenário obstétrico atual no Brasil, é importante contar um pouco sobre a história do parto. Você já se perguntou como eram os partos antigamente? Importante fazer uma analogia sem pré-julgamento, mitos ou achismo. Não podemos negar que no princípio as mulheres pariam de forma fisiológica e sem grandes dificuldades. …